Doria e Covas vão evitar manifestações diferentes no mesmo dia

Publicado em: 1 de junho de 2020

Estação depredada na Avenida Paulista

Decisão, segundo governador, é para não possibilitar confrontos. Neste domingo, estações de metrô foram depredadas e linhas de ônibus foram desviadas

ADAMO BAZANI/WILLIAN MOREIRA

O governador João Doria e o prefeito de São Paulo Bruno Covas vão criar medidas para impedir que duas ou mais manifestações diferentes ocorram no mesmo dia na capital paulista.

A declaração é do governador em entrevista coletiva no início da tarde desta segunda-feira, 01º de junho de 2020.

A justificativa é para evitar confrontos.

Neste domingo, 31 de maio, na Avenida Paulista, estações de metrô foram depredadas e linhas de ônibus foram desviadas durante confronto entre apoiadores e grupos contrários ao presidente Jair Bolsonaro.

Doria disse que as manifestações podem ser no mesmo local, mas em dias diferentes, preferencialmente aos fins de semana.

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, general João Camilo Pires de Campos, disse na mesma entrevista coletiva que nem todos os integrantes das manifestações de ontem foram com o intuito de expressar suas opiniões, mas para gerar confronto mesmo.

Além de impedir manifestações diferentes no mesmo dia, a Polícia Militar vai fazer uma triagem mais rigorosa em relação aos materiais levados pelas pessoas nas manifestações.

O governador aproveitou a entrevista para criticar Bolsonaro.

“O confronto não fortalece a democracia, pelo contrário, enfraquece” – disse

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Marcos Borges disse:

    “AS MANIFESTAÇÕES PODEM SER NO MESMO LOCAL,MAS EM DIAS DIFERENTES “Mas o grande João Doria não disse que é pra não ter aglomerações porque favorece o virus? Essas manifestações só vão trazer mais tumulto e vai aumentar o virus e bagunçar mais ainda a taxa de isolamento (se é que ela EXISTE).

  2. Marcos Borges disse:

    E tem outra:O Doria e o.prefeito não tiveram peito pra mandar fechar o comércio devido à situação que está aí?Porque agora eles não tem a mesma coragem de proibir as manifestações?Que eu saiba manifestações não são atos que tem a presença de uma pessoa só. São muitas.E a situação que está aí “Não é recomendada aglomeração ” e manifestações são o que?

Deixe uma resposta