Presidente da CPTM afirma que estudos para Trem Intercidades devem ser finalizados no primeiro semestre de 2020

Publicado em: 25 de maio de 2020

Trem Intercidades está previsto para ligar São Paulo e Campinas. Foto: Divulgação.

Consulta pública está prevista para ser realizada também neste ano

JESSICA MARQUES

O presidente da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), Pedro Moro, afirmou nesta segunda-feira, 25 de maio de 2020, que os estudos para o Trem Intercidades, ligando São Paulo e Campinas, devem ser finalizados no primeiro semestre deste ano.

A informação foi divulgada em entrevista a portais de mobilidade, dentre os quais o Diário do Transporte. Ainda segundo Moro, a meta é que no segundo semestre de 2020 já seja realizada a consulta pública para esse projeto.

“O Trem Intercidades está em desenvolvimento. A gente está terminando os estudos mais específicos sobre modelagem de via para poder garantir o tempo de velocidade com o menor custo de implantação possível aproveitando as vias existentes da Linha 7-Rubi, fazendo alguns ajustes necessários”, afirmou Moro.

“Está sendo feito um acordo com a concessionária de cargas para fazer a segregação da carga nesse trecho entre São Paulo e Campinas nessa primeira fase. A gente ainda está fechando alguns conceitos técnicos para afinar os nossos custos, vendo o material e tipo de energia mais indicados para esse trecho”, detalhou.

“Nossa meta é finalizar os estudos no primeiro semestre e no segundo semestre já ter a consulta pública desse projeto”, finalizou.

EXEMPLOS

Além disso, o diretor de mobilidade urbana do WRI, Sergio Avelleda, afirmou que existem vários exemplos no mundo de trens intercidades que funcionam bem.

“Até os anos 1980, a gente teve uma rede que funcionava muito bem no Brasil. Infelizmente, a falta de investimento foi reduzindo a qualidade, degradando a qualidade, reduzindo passageiro, levou a mais falta de investimento até a completa inviabilidade operacional desses trens. Hoje a gente luta com muita energia pela retomada do trem intercidades”, afirmou Avelleda.

CONCORRÊNCIA PARA 2021

Pelo projeto do TIC, o deslocamento de São Paulo a Jundiaí tem estimativa de 30 minutos de duração e o da Capital a Campinas, uma hora.

Inicialmente, a concorrência estava prevista para 2020. Entretanto, por conta da pandemia de Covid-19, o certame foi adiado para o primeiro trimestre de 2021.

Relembre: Pandemia atrapalha planos do governo Dória para concessão do Trem Intercidades

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Bela foto, parabéns ao autor e quem escolheu publicá-la nesta matéria; muito significativa.

    O que eu não entendo é o por que de tanta “bateção” de cabeça em cima do trem intercidades.

    Há mais de 60 anos já havia o trem intercidades em várias cidades, não simplesmente nesse eixinho pequeno ai de 100 170 Km que estão querendo fazer.

    Hoje com tanta tecnologia, máquinas e equipamentos, softwares hardwares é só aproveitar a maioria dos leitos abandonados, fazer as devidas correções para otimizar e pronto.

    Meeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeu Deus do céu, parem de malhar em ferro frio.

    Deixem esse projeto nas mãos da CPTM que entende de ferrovia e pronto.

    Põe logo esse troço pra rodar.

    Lembrando que o homem foi à lua há 50 anos atrás.

    NADA MUDA NO BARSILei.

    Vamos trabalhar gente e pau nas máquinas, afinal é ferrovia não é AERO-BOMBA.

    SAÚDE A TODOS!

    Att,

    Paulo Gil

  2. Benjamin disse:

    30 min de Sao Paulo a Juniaí significaría uma velocidade média de 120 km/h (sao ~60km, nas trilhas atuais). É realistico se for construir um tunel direto entre Sao Paolo e Jundiaí, ou pelo menos construir um linha totalmente nova com despropriacoes e tudo. Isso era um sonho dos comezos desse projeto e parecem se manter permanentemente nas reportagems – mesmo que se pode observar que os oficias agora evitam de falar sobre isso. A atual linha tem curvas demais que limitam a velocidade. A mesma consideracao vale pelo outro trecho até Campinas mesmo que ali as curvas nao permetem uma velocidade um pouco mais alta.

  3. José Luís pezzuol disse:

    Perfeito comentário.
    Linha de 100, 130 km.
    Lembra de sp para Brasília???
    Ou santos até a divisa com o Paraná???
    Lembra.
    Sp Rio?
    De sp a campinas já era pra ter trem a cada 15 minutos .

Deixe uma resposta