EMTU corta trajeto de linha intermunicipal de Diadema para São Paulo

Publicado em: 22 de maio de 2020

Prefeitura de São Paulo tem determinado interferências nas linhas metropolitanas

Determinação é da Prefeitura de São Paulo. Tarifa será alterada

ADAMO BAZANI/ WILLIAN MOREIRA

A EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo) cortou parte do itinerário da linha 044TRO – São Paulo (Jardim Castelo) – Diadema (centro), operada pela MobiBrasil.

A alteração ocorre por determinação da prefeitura de São Paulo por meio da Portaria SMT.GAB 071/2020 do secretário municipal de Mobilidade e Transportes da capital paulista, Edson Caram, impactando no trajeto da linha  na cidade de São Paulo.

O valor da tarifa passa a ser de R$ 3,70 com a mudança.

“De acordo com a determinação da Prefeitura Municipal de São Paulo, Portaria SMT.GAB 071/2020, haverá uma secção no itinerário da linha 044TRO São Paulo (Jardim Castelo) – Diadema (Centro). A decisão exclui o percurso da referida linha na capital.” – diz a mensagem da EMTU.

Segundo a portaria, o itinerário passa a ser o seguinte:

Denominação: “São Paulo (Jardim Castelo) – Diadema (Centro)”.

Serviço Tipo: Tronco

Característica: Comum Circular

Terminal Principal: Avenida Geraldo Campos Freire x Alameda do Imperador.

Permissionária: Mobibrasil Transporte Diadema Ltda..

Itinerário: Sentido Único

São Paulo – Diadema – São Paulo: Avenida Geraldo Campos Freire, Rua Vicente Strichalsky, Rua dos Pargos, Rua Tommaso Giordani, Rua dos Marimbas, Rua Professor Cardozo de Mello Neto, Divisa de Município São Paulo/Diadema, Divisa de Município Diadema /São Paulo, Rua Professor Cardozo de Mello Neto, Rua dos Marimbas, Rua Tommaso Giordani, Rua dos Pargos, Rua Vicente Strichalsky, Divisa de Município São Paulo/Diadema, Avenida Alda, Divisa de Município Diadema/São Paulo, Avenida Alda e Avenida Geraldo Campos Freire.

Frota: 09 veículos ônibus urbanos.

Por causa de portarias da gestão Bruno Covas, diversas alterações nas linhas intermunicipais estão sendo realizadas. Muitas delas acabam beneficiando as operadoras de linhas municipais da capital paulista.

Nesta quinta-feira, 21 de maio, a EMTU anunciou a paralisação de 12 linhas também a partir de terça-feira, 26 de maio de 2020, após mudanças em portarias da Prefeitura que autorizava a operação destas dentro da cidade de São Paulo.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/05/21/por-determinacao-da-prefeitura-de-sao-paulo-12-linhas-da-emtu-serao-paralisadas-na-terca-feira-26/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. WILLIAM DE JESUS SANTOS disse:

    Adamo, ainda não entendi muito bem essas mudanças. Elas são temporárias por conta da pandemia ou serão definitivas daqui para frente?

    1. blogpontodeonibus disse:

      Definitivas

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Interessante as matérias sobre os cortes das linhas da EMTOSA.

    Sinceramente, eu não entendi a motivação de tais cortes.

    O que está por trás disto?

    Será defesa de mercado da fiscalizadora?

    Forçar a criação da tal Autoridade Metropolitana da Buzão? (Mais uma despesa para o contribuinte)

    É bom lembrar a fiscalizadora que, quem tem a sorte de passar um buzão da EMTOSA na avenida principal onde passa os buzões, vai de EMTOSA, pois esperar um 20/20 da fiscalizadora ninguém merece.

    Lembrando que estes cortes vão aumentar a lotação dos buzões da fiscalizadora.

    Bom para o faturamento, mas pra variar, ruim para os passageiros em tempos de COVID-19.

    É como eu sempre disse, o excesso de buzão e as sobreposições agora em época de COVID-19, começam a ser problemas; passou de lucro a prejuízo.

    Graças ao COVID-19 a JURÁSSICA operação do buzão de Sampa vai ter de se modernizar na marra; o modelo de operação a lá CMTC (20/20), vai ter de ser modernizado.

    SAÚDE A TODOS”

    Att,

    Paulo Gil

  3. Carlos A. disse:

    Gostaria de saber o que significam as letras TRO após o número da linha dos onibus da EMTU

    1. blogpontodeonibus disse:

      TRONCAL

  4. Maricelma Paulo Silva disse:

    Eu não entendi muito bem, vai ser definitiva ou temporária?
    E qual seria o motivo?

    1. blogpontodeonibus disse:

      Definitiva e o motivo é a portaria da prefeitura

  5. Rafaem disse:

    Agora eu quero ver ser eles vão fazer com os ônibus novos

  6. Gerson Carvalho disse:

    Boa tarde a todos!

    09 carros numa linha que será totalmente encurtada? Hahaha… Se a linha 380 – Terminal Diadema X Jd Guacuri (Circular), que já é antiga, com boa demanda, possui apenas 5 carros, quem dirá esta que vai “concorrer diretamente” com a 380 ou a municipal 20DP da mesma empresa?

    Fora que a maioria das linhas municipais de SP, da região onde a 044 circula, são da Mobibrasil, ou seja, logo mais ela será extinta.

    E outra, não ficou claro este itinerário… Ela vai sair do Guacuri até o Guacuri? Acompanhei pelo Google Maps e, pelo itinerário formado, ela vai ser uma linha Circular, dentro de SP, num raio de 3 km… Nem pra Diadema ela vai mais? Então, pra que essa linha? Reforcem a 380 e já era!

    Abraços,

    Gerson Carvalho
    Administrador de Empresas e Bancário

  7. Gerson Carvalho disse:

    PS: A Linha 154 – SBC JD NAZARETH X TERMINAL SACOMÃ agradece pelos carros novos que virão para ela, após esta mudança, pois será a única linha intermunicipal da Mobibrasil que circulará em corredor, que exige esta configuração.

  8. Marcos disse:

    Infelizmente no Brasil pode tudo,se não ouve ainda a licitação da área 05 da EMTU e as linhas são administradas pelo governo do estado de São Paulo e vem a prefeitura e toma uma decisão dessas de uma hora pra outra,acho muito estranho… Acho q tem jogada política por trás entre alguma empresa e prefeitura… Quem paga caro com tudo isso é a população e a empresa q fez um investimento em frota nova e assim que o primeiro carro começou operar veio essa decisão!!!

  9. Raphael disse:

    Terei pena de muitos trabalhadores de Diadema que tem seus empregos as intermediações da Av. Santo Amaro e no Itaim. Perderam uma opção de transporte graças ao oputonismo do secretário municipal da Capital nessa pandemia. Terão partir do terminal Diadema a Av. Cupecê e concluir o caminho com a já sobrecarregada 516N Pça. Dom Gastão. Essa linha já era inferno com o apoio da 044 (da Divisa de Diadema ao Itaim Bibi o trajeto são os mesmos, mudando da bifurcação enquanto uma vem de Diadema a 516N parte da Vila Missionária – vizinho ao Jardim Miriam) vai ficar pior sem o intermunicipal. Quero ver depois que passar a pandemia. O que se fazia com cartão BOM agora vai ter que possuir o Bilhete Único e o custo da condução para o trajeto vai ficar mais caro.

  10. Rose cuidara disse:

    Não foi útil para nos passageiros, sao muitos que vai ficar no prejuízo quando voltar ao trabalho esta linha tem muito trabalhando até o itaim bibi no meu caso estou pegando dois ônibus para chegar no meu trabalho e um sofrimento a linha 5012 Jabaquara + 516 N dom Gastão
    Isto e uma falta de respeto desse prefeito que não está conseguindo administrar a propia saúde pública e cem contar com a troca de bilete e as empresas que não vai paga duas condução que gerará mais desemprego precisão rever estas mudanças as eleições está ai so depende de nós

  11. Claudio disse:

    Com esse corte da 044, a mobibrasil deveria trazer mais ônibus nas linhas 212, 236 e 855 que atualmente rodam com poucos horários e menos de 2 ônibus .

  12. Marcos Borges disse:

    Essa 044 quando ia pro Itaim bibi andava bem lotada.Eu lembro que de 17,18 horas que era um horário de pico eu via ela passar bem lotada(no caso voltando pra Diadema).Me lembrou a linha que ia do Metrô Santa Cruz até a Chácara Flórida essa Chácara Flórida é no Embu Guaçu. Hoje que eu saiba ela foi encurtada também. Ela sai do T.Grajau e vai ora Chácara Flórida. Daqui a pouco eles encurtam também a que sai do Metrô Conceição e vai até Taboão da Serra e outra que sai de Santo Amaro e vai até a Vila Louro que pertence ao Embu Guaçu também. Agora alguém aí mais acima no caso a Rose,citou a 516N que é sobrecarregada. Ela pode realmente andar mais lotada ainda depois que acontecer de tudo normalizar. Ela viu bem.Essa 516N é péssima já. Teria que a prefeitura e a SPTRANS reforçar a frota dessa linha.O que acho muito difícil.

  13. Marcos Borges disse:

    Ah corrigindo uma coisa que eu falei:17,18 HORAS É HORARIO DE PICO E NÃO “ERA” HORÁRIO DE PICO.

  14. Marcos Borges disse:

    Ah corrigindo de novo:VAI PARA A CHÁCARA FLÓRIDA E NAO “ORA” CHÁCARA FLÓRIDA.

  15. Marcos Borges disse:

    É também:VAI PARA A CHÁCARA FLÓRIDA E NAO “‘ORA” CHÁCARA FLÓRIDA.

  16. Marcos Borges disse:

    Olha Rose esse é como vi alguém falar uma vez:ESSE É O JEITO PSDB DE GOVERNAR!!Eu nao ponho fé em político ALGUM.Mas esse prefeito que tá aí não pode ser reeleito. Com.certeza é um dos piores prefeitos da história da cidade. Triste viu?

  17. Ana Paula disse:

    Isso é absurdo tirar uma linha que muitos utilizam muitas pessoas moram em Diadema e trabalham no Itaim como eu por exemplo agora temos que sair mais cedo e gastar mais com condução

  18. Cacilda disse:

    Infelizmente essa mudança prejudicará muitas pessoas: estudantes, trabalhadores etc. Espero que lembremos de todos que não fazem nada pelo povo na hora das eleições. Precisamos de governos que governem para o povo. Que Deus nos ajude. É uma vergonha.

  19. Alfredo disse:

    Esse é o jeito do PSDB governar, cortando linhas municipais, intermunicipais, cobrando integração nos terminais de Diadema e São Paulo após mais de 20 anos de gratuidade, abandono dos terminais como São Mateus, onde não se paga passagem há meses, ambulantes ocupando os Terminais mesmo sendo proibido, Monotrilho paralisado e falta de cumprimento das promessas de campanha, como a linha 18, Doria e Covas entraram na história como os piores governos que São Paulo já teve

Deixe uma resposta