Coronavírus: Viações Cometa, Catarinense e 1001 oferecem descontos de 50% em passagens de ônibus

Publicado em: 24 de abril de 2020

Valores em promoção são válidos a partir do segundo semestre. Foto: Adamo Bazani.

Empresas do Grupo JCA visam retomada em meio à crise provocada pela pandemia de Covid-19

JESSICA MARQUES

As Viações Cometa, Catarinense e 1001, do Grupo JCA, estão oferecendo descontos em passagens de 50%. As empresas visam uma retomada em meio à crise provocada no setor pela pandemia de Covid-19.

Desta forma, segundo as empresas, diferentes trechos das regiões Sul e Sudeste do Brasil terão um preço promocional, como incentivo para a retomada dos planos após o período de isolamento social.

Os valores em promoção são válidos a partir do segundo semestre, de 01/07/2020 a 15/12/2020, sem taxa de cancelamento ou remarcação e podem ser encontrados nos sites das empresas.

RETOMADA

A Viação Cometa, do Grupo JCA, informou ao Diário do Transporte nesta quarta-feira, 22 de abril de 2020, que na última semana retomou a operação de ônibus ligando Curitiba, no Paraná, a São Paulo.

Relembre: Cometa retoma operação ligando Curitiba a São Paulo

Além disso, a Viação Catarinense, também do Grupo JCA, informou a retomada das operações de linhas para Cascavel e Foz do Iguaçu, no Paraná.

Conforme informado ao Diário do Transporte, a Catarinense retomou Curitiba x Foz e Foz x Curitiba, com parada em Cascavel, nesta quarta.

Na quinta-feira, 23, voltam a operar os itinerários São Paulo x Foz, Foz x São Paulo, também passando por Cascavel.

Relembre: Viação Catarinense retoma operação em Foz do Iguaçu e Cascavel, no Paraná

SETOR

As empresas de ônibus rodoviários de todo o país decidiram baixar os valores das passagens diante da crise provocada pela pandemia do novo coronavírus. Desta forma, as companhias já se preparam para retomar as operações, na expectativa da redução das medidas de isolamento social e liberação de viagens em todos os estados e municípios.

A informação foi divulgada nesta sexta-feira, 24 de abril de 2020, pela Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros). No momento, o transporte rodoviário no país está operando para atender somente às demandas essenciais.

Relembre: Empresas de ônibus rodoviários baixam valor das passagens e se preparam para retomar viagens

NÚMEROS

O segmento rodoviário regular de transporte terrestre de passageiros representado pela Abrati compreende cerca de 80% do serviço realizado no país. É também o responsável pela geração de 60 mil empregos diretos, sendo 15 mil só para motoristas.

Por ano, o setor transporta mais de 50 milhões de passageiros e emite em média 2,2 milhões de passagens, além da oferta de 4,8 milhões de gratuidades ao ano.

Por conta da crise do novo coronavírus, as empresas de ônibus rodoviários interestaduais calculam que perderam, neste ano, 40% do faturamento anual, o que representa em torno de R$ 2,8 bilhões dos R$ 7 bilhões previstos para 2020.

Relembre: Empresas de ônibus rodoviários tiveram prejuízos de R$ 2,8 bilhões até agora, diz Abrati

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Uma questão para reflexão de todos.

    Desconto ou gordura.

    Entendo que se temos uma tarifa de R$ X é porque é o valor para que a empresa tenha o seu merecido lucro.

    Agora um desconto de 50% sobre R$ X, me dá umas pulgas atrás da orelha.

    Se vai operar com 50% é porque não dará prejuízo certo?

    Certíssimo.

    Então, pra mim, ai está uma prova que as tarifas do buzão tem uma boa gordura que pode ser queimada.

    E isto eu projeto para todos os preços dos produtos no BarsLei.

    Perto de casa tem uma padaria que vende sandwich de metro (na real 0,7 m) a R$ 25,00 +/- ai; depois das 20:30 hs o final do estoque a padaria vende por R$ 12,50.

    Agora pensa bem se vende por R$ 12,50 depois das 20:30 hs é porque não está tendo prejuízo então porque já não vende tudo a R$ 12,50?

    De repente venderia até um maior números de unidades/dia.

    Mas é isso o negócio é vender 10 por R$ 25,00 do que 30 poe R$ 12,50.

    Mas é isso, o COVID-19 veio pra trazer mais esta reflexão.

    SAÚDE A TODOS!

    Att,

    Paulo Gil

  2. DIEGO disse:

    É por ai mesmo Paulo Gil. Muita sacanagem do dito empresário. Se pode fazer a venda por X, mas a ânsia de ganhar faz q venda por 3X, 4X, …

  3. Valdir Paraiba Marques disse:

    Quero saber quais as cidade do Brasil tem gratuidade para idosos de 60 à 64 anos??? Obrigado. valdirmarques650@gmail.com. 47 99164-3937

Deixe uma resposta