Sindicato suspende greve do transporte coletivo em Cascavel

Publicado em: 17 de março de 2020

Ônibus da Pioneira Transportes, uma das concessionárias do município. Foto: Alex Claudino

Motivo da decisão foi o risco de contágio do coronavírus

ALEXANDRE PELEGI

Está suspensa a greve do transporte coletivo em Cascavel, cidade do Paraná.

A decisão foi anunciada no fim da tarde desta terça-feira, 17 de março de 2020, pelo presidente do Sinttracovel, Nelson Mendes de Borba.

O sindicato, que representa os trabalhadores da categoria, decidiu suspender a mobilização em função da necessidade de prevenção do contágio do coronavírus.

Com a decisão, os ônibus voltam a circular a partir das 00h desta quarta-feira, 18 de março.

A paralisação entrou hoje em seu segundo dia, e contava apenas com 30% dos ônibus em operação, o que gerou superlotação e assim aumentou o risco de contágio.

Pela manhã, uma decisão judicial determinou que pelo menos 70% da frota entrasse em circulação.

Ontem a Prefeitura da cidade paranaense realizou uma reunião com representantes da categoria. As empresas de ônibus Capital e Pioneira, e o Sinttracovel – Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Coletivo Urbano de Cascavel, não chegaram ainda a um acordo.

Os trabalhadores exigem o reajuste de 33% no Vale-Alimentação, que foi negado pelas empresas que operam na cidade e até o presente momento não dão sinal de que cederão ao pedido, nem negociarão essa porcentagem.

Assim como no primeiro dia da greve, 30% apenas dos veículos saíram para as ruas, com linhas circulando com somente um ônibus para atender toda a demanda, e outras com dois ou três veículos.

Na próxima sexta-feira, dia 20 de março, a tarifa vai aumentar dos atuais R$ 3,90 para R$ 4,10, em cumprimento a determinação judicial encaminhada para a prefeitura.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta