Cometa, Catarinense, Expresso do Sul e 1001 suspendem linhas com origem ou destino no Rio de Janeiro

Suspensão é válida por 15 dias como medida de prevenção ao novo coronavírus

JESSICA MARQUES

As empresas Cometa, Catarinense, Expresso do Sul e 1001, do Grupo JCA, informaram por meio de nota que suspenderam as linhas interestaduais com origem ou destino no Rio de Janeiro.

As demais empresas que fazem a ligação e que não são do grupo também suspenderam.

A suspensão é válida por 15 dias e tem como objetivo ajudar na contenção da pandemia do coronavírus no país.

Além disso, todas as partidas da cidade do Rio de Janeiro e região Metropolitana, com destino a localidades do interior e região dos Lagos também estão paralisadas pelo mesmo período.

Por sua vez, os ônibus das linhas urbanas do grupo terão a capacidade reduzida e somente irão operar com passageiros sentados. As demais linhas, fora da região metropolitana do Rio de Janeiro, irão operar com 50% da capacidade.

Conforme informado, em nota, estas medidas atendem ao decreto 46.973 (print abaixo), publicado no Diário Oficial do Rio de Janeiro, e a portaria do DETRO n. 1518 de 16 de março de 2020, que determinam orientações para a circulação de linhas interestaduais e intermunicipais de ônibus com origem em estados com circulação do vírus confirmada ou situação de emergência decretada.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/03/17/witzel-decreta-emergencia-e-restringe-transporte-publico-no-rio-de-janeiro/

PREVENÇÃO

As empresas do Grupo JCA informaram, em nota, que estão reforçando desde meados de fevereiro a divulgação de informações e orientações de boas práticas de saúde para a prevenção de todo tipo de contaminação, como a de Coronavírus.

Segundo informações da assessoria de imprensa, os pontos de higienização por álcool gel foram aumentados nas empresas e os cuidados com a limpeza dos ônibus estão sendo reforçados diariamente, tanto nos banheiros, como na área interna dos ônibus com aspersão de bactericida que segue especificação e recomendação da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Além disso, a empresa também está colaborando com o governo do estado com o transporte de insumos e de profissionais de saúde.

“Esta é uma medida de prevenção e contingência, que segue as orientações das autoridades e visa o controle da expansão do vírus. Para os clientes que têm passagem comprada e podem se reprogramar, estamos flexibilizando com isenção das taxas de remarcação – por até um ano a partir da data da compra – ou faremos o cancelamento do bilhete com reembolso integral. Neste momento, recomendamos que as pessoas evitem os deslocamentos e cancelem suas viagens planejadas para esse período mais crítico. É uma situação atípica na qual todos estamos juntos em prol de um benefício maior para toda a sociedade”, afirmou Heinz Junior, diretor executivo da Auto Viação 1001.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. João Luís Garcia disse:

    Atitude digna do Grupo JCA pois 15 dias de linhas inoperantes com certeza trarão um furo no faturamento do Grupo muito grande, porém nessa hora as vidas de milhares de pessoas estão em jogo.
    Parabéns a direção.

Deixe uma resposta