Coronavírus altera rotina de empresas de ônibus

Publicado em: 12 de março de 2020

Grupo Leblon informou que sempre teve como política a higienização diária de seus veículos, mas intensificou ações. Foto: Divulgação.

Abrati orienta reforço na higienização e na disponibilidade de água e sabão nos sanitários de veículos rodoviários

JESSICA MARQUES

A OMS (Organização Mundial da Saúde) considera o Covid-19 (coronavírus) como uma situação pandêmica. Devido aos níveis alarmantes de disseminação, as empresas de ônibus foram orientadas a alterar a rotina para proteger os passageiros contra contaminação.

Entre as medidas necessárias estão o reforço na higienização do interior dos ônibus e maior disponibilidade de água e sabão nos sanitários dos ônibus rodoviários.

Em nota, a Abrati (Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros) informou que orientou as empresas associadas a seguirem todos os protocolos de prevenção contra o coronavírus recomendados pelo Ministério da Saúde tanto internamente quanto na prestação de serviço ao passageiro.

“Além do compartilhamento de informações adequadas, a Abrati orientou as empresas que reforcem a higienização dos ônibus, redobrem a atenção quanto à disponibilidade de água e sabão nos sanitários dos veículos e disponibilizem álcool gel em locais de atendimento e/ou durante o embarque”, informou a Abrati, em nota.

A Abrati também informou que se colocou à disposição do Ministério da Saúde, por meio de oficio encaminhado ao ministro, para divulgação e adoção de medidas preventivas contra a propagação do coronavírus, tendo em vista a natureza do serviço prestado pelo setor.

De acordo com informações da OMS, o novo coronavírus se espalha principalmente pelo contato com uma pessoa infectada por meio de gotículas respiratórias geradas pela tosse ou espirro, que podem ser inaladas ou contaminar as mãos e as superfícies.

AÇÕES DE EMPRESAS

Na última semana, empresas de transporte informaram ter intensificado ações contra a proliferação do vírus. Entre elas, estão operadoras do transporte coletivo e individual por aplicativo.

Relembre: Empresas de transporte realizam ações contra coronavírus

Nesta quinta-feira, 12 de março de 2020, a Leblon Transporte de Passageiros e a Viação Nobel, que operam na região metropolitana de Curitiba, começaram uma campanha junto aos passageiros e funcionários com mensagens de orientação sobre o coronavírus.

As redes sociais da empresa estão entre os canais de divulgação

GUIA

A UITP (International Association of Public Transport – Associação Internacional do Transporte Público) lançou recentemente um guia com orientações de prevenção ao coronavírus no transporte público.

As diretrizes são voltadas a operadores do setor e estão sendo traduzidas para nove idiomas oficiais em que há atuação direta da associação. Entre eles, está a versão em português.

Diário do Transporte obteve em primeira mão nesta terça-feira, 03 de março de 2020, o material com orientações aos operadores para evitar a disseminação do vírus.

Relembre: UITP lança guia com orientações de prevenção ao coronavírus no transporte público

VÍRUS NO TRANSPORTE COLETIVO

Uma pesquisa publicada pelo BMC Infectious Diseases mostra que as pessoas que utilizam o transporte público durante uma epidemia de gripe tem seis vezes mais chance de contrair uma infecção respiratória aguda.

Por esse motivo, especialistas orientam que os passageiros lavem as mãos ou utilizem álcool gel após sair de um trem ou ônibus.

A atenção deve ser redobrada caso o passageiro tenha encostado nas áreas de maior concentração do vírus, conforme mostra a imagem do jornal britânico Telegraph:

downloadJessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta