Grupo Volvo anuncia investimentos de mais R$ 1 bilhão no Brasil entre 2020 e 2023

Publicado em: 5 de fevereiro de 2020

Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America.

Empresa comemora seu maior crescimento percentual na indústria brasileira de ônibus em 2019

ALEXANDRE PELEGI

A Volvo fechou 2019 comemorando seu maior crescimento percentual na indústria brasileira de ônibus.

Ao lado de outro resultado histórico, este na venda de caminhões pesados no país, o que colocou novamente o Brasil como o segundo maior mercado de caminhões Volvo no mundo, o Grupo está renovando seus investimentos no país.

Será mais R$ 1 bilhão no período entre 2020 a 2023, principalmente para pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e serviços, além de melhoria de processos industriais e de gestão.

Wilson Lirmann, presidente do Grupo Volvo América Latina, afirma que o Brasil continua sendo muito importante para a Volvo. “A recuperação gradativa da economia foi decisiva para o aumento das entregas e a retomada da liderança no segmento de caminhões pesados. O crescimento de 58% em 2019 nos dá a confiança para um novo ciclo de investimento para os próximos anos”.

Os novos recursos anunciados hoje em coletiva à imprensa, da qual participou o Diário do Transporte, são destinados para todos os negócios da Volvo no Brasil: ônibus urbanos e rodoviários, caminhões pesados e semipesados, equipamentos de construção, motores marítimos e industriais e serviços financeiros.

ÔNIBUS

Como já mostrou o Diário do Transporte, no segmento de ônibus a Volvo entregou 744 chassis no Brasil, volume 73% superior ao do ano passado. “Em termos percentuais nenhuma outra marca cresceu como nós”, assegura Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America. Em 2019 foram emplacados 389 chassis rodoviários (62% de crescimento) e 355 chassis urbanos (87% de crescimento). Relembre: Volvo tem alta de 77% em vendas de ônibus na América Latina

No segmento de rodoviários, foram realizadas as primeiras entregas de chassis com a nova geração do Sistema de Segurança Ativa Volvo (SSA), com avançados recursos que ajudam a prevenir acidentes.

Em urbanos, a marca fez importantes vendas externas para a Colômbia (594 articulados/ biarticulados), Chile (120 ônibus) e República Dominicana (50 articulados). Em 2019, as exportações representaram 60% dos volumes de ônibus.

VOLVO FINANCIAL SERVICES

O braço financeiro do Grupo Volvo registrou números importantes no país, fechando 2019 com participação em 40% das vendas de todos os produtos da marca (caminhões, ônibus e máquinas). Isso representou uma forte recuperação de 20% na venda de seguros para caminhões e atingiu mais R$ 1 bilhão em novos volumes de cartas de crédito de consórcio comercializadas (crescimento de 22%).

CAMINHÕES

A Volvo recuperou a liderança brasileira em caminhões pesados em 2019. Foram entregues 14.505 unidades, 58% a mais que em 2018.

As vendas de semipesados cresceram 55,5%, bem acima da média de 30% do mercado. Nesse segmento, a Volvo emplacou 2.339 caminhões no Brasil.

O pesado FH 540 6×4 repetiu grande desempenho em vendas, tornando-se mais uma vez o caminhão mais vendido entre todas as classes no Brasil (7.135 unidades emplacadas) e também na América Latina (7.271 unidades).

A Volvo teve bons resultados nos demais países da América Latina, em países como Argentina (1.179 caminhões), Peru (1.292 caminhões), e também no Chile (1.182 caminhões).

Na soma de todos os países da América Latina a Volvo entregou 20.665 veículos, com o Brasil representando 82% dos volumes.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Maurício H Collaneri disse:

    Vai longe a Volvo. A Santa Brígida compra desde 2012 e é uma grande responsável por essa estatística da Volvo.

Deixe uma resposta