Volvo tem alta de 77% em vendas de ônibus na América Latina

Presidente do Grupo Volvo, Wilson Lirmann

Exportações representam 60% das entregas, com destaque para Colômbia e Chile

JESSICA MARQUES

Colaborou Alexandre Pelegi

A Volvo Buses teve uma alta de 77% em vendas de ônibus em 2019, considerando todos os países da América Latina. Os números foram apresentados nesta quarta-feira, 05 de fevereiro de 2020, em entrevista coletiva com participação do Diário do Transporte.

Ao todo, foram 1.864 chassis entregues na América Latina. O crescimento de 77% foi sobre as 1.055 unidades do ano anterior.

Volvo_Jessica_03

O presidente da Volvo Buses, Fabiano Todeschini (foto acima), afirmou que as vendas para o Transmilenio foram o grande destaque.

“Crescemos em quase todo o mercado menos na Argentina, mais por questões internas do país do que por questões da marca”, detalhou o executivo.

No Brasil, foram emplacados 744 chassis da marca, sendo 389 rodoviários (62% de crescimento) e 355 urbanos (87% de crescimento).

Para 2020, Todeschini projeta um aumento de 10% nas vendas de ônibus urbanos acima de 16 toneladas.

As eleições municipais no primeiro semestre vão influenciar na compra de ônibus. Também estamos com expectativas para as grandes licitações de Santiago e Bogotá”, disse.

Em rodoviários, a expectativa é de um crescimento de 15% nas vendas de ônibus acima de 16 toneladas.

A desregulamentação do setor e a chegada de aplicativos, como a Buser por exemplo, vai mudar o perfil de compra de ônibus rodoviários, segundo Todeschini, o que pode impulsionar positivamente a venda de chassis.

DESTAQUES DE 2019

Em rodoviários, foram realizadas as primeiras entregas de chassis com a nova geração do Sistema de Segurança Ativa Volvo, o SSA, com recursos que têm como objetivo a prevenção de acidentes.

Em urbanos, a Volvo destacou vendas para a Colômbia, que comprou 594 articulados e biarticulados; para o Chile, foram 120 ônibus; e República Dominicana, outros 50 articulados.

Ao todo, as exportações de ônibus representam 60% do volume de vendas de chassis da fabricante.

O presidente do Grupo Volvo, Wilson Lirmann, afirmou que em 2019 o grupo teve um faturamento de R$ 9,3 bilhões. O número é 13% maior que o ano anterior.

“Enfrentamos alguns desafios ao longo do ano, que foram superados. O Grupo Volvo hoje emprega 6 mil pessoas em todo o continente e cerca de 5 mil pessoas no Brasil”, disse o presidente.

Em caminhões, a Volvo comemora a recuperação da liderança brasileira, com entrega de 14.505 unidades, o que representa 58% a mais do que o ano anterior.

Por fim, a fabricante também apresentou resultados positivos com relação ao braço financeiro do Grupo Volvo, o Financial Services.

A participação em 2019 do Volvo Financial Services foi de 40% considerando caminhões, ônibus e máquinas. A empresa apresentou uma recuperação de 20% na venda de seguros para caminhões e atingiu R$ 1 bilhão em novos volumes de cartas de crédito de consórcio comercializadas, um crescimento de 22%.

No total, o volume de financiamentos no Brasil pelo Financial Services cresceu em 80%. Contudo, não foram divulgados números absolutos.

Jessica Marques, para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta