CPTM inicia obras ainda neste ano para reduzir intervalo do Expresso da Linha 10

Trens com operações normais Foto: Adamo Bazani.

Informação é do presidente da Companhia

JESSICA MARQUES / ADAMO BAZANI

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) vai iniciar ainda neste ano obras para reduzir o intervalo do Expresso da Linha 10-Turquesa.  Atualmente, os intervalos entre os trens são de meia hora nos horários de pico.

A informação foi divulgada pelo presidente da Companhia, Pedro Moro, em entrevista à Rádio ABC e ao Diário do Transporte na manhã desta segunda-feira, 03 de fevereiro de 2020.

Atualmente, o serviço liga o ABC à capital paulista, entre as estações Tamanduateí e Prefeito Celso Daniel-Santo André, com parada em São Caetano, de segunda a sexta-feira.

“Pra poder reduzir o intervalo a gente precisa retomar condições de infraestrutura e energia. Para isso, já retomamos contratos para começar as intervenções ainda neste ano”, afirmou Moro.

Entre as intervenções está a instalação de uma tecnologia de sinalização e controle de trens que pode reduzir o intervalo entre as composições.

Chamado CBTC, sigla que em português significa Controle de Trens Baseado em Comunicação, o sistema usa ondas de rádio quando um trem “se comunica com o outro” e com a central de controle.

Esta tecnologia permite que os trens sigam mais próximos uns dos outros com maior velocidade em segurança. Assim, é possível colocar mais trens na linha diminuindo intervalos.

Segundo o presidente da CPTM, Pedro Moro, a instalação já foi contratada em setembro de 2019. Estão sendo realizados estudos de adequações para de fato os equipamentos serem colocados na linha.

Em 11 de janeiro de 2020, em encontro com portais de mobilidade, entre os quais, o Diário do Transporte, Pedro Moro afirmou que já estão sendo feitos ajustes no projeto porque os equipamentos ficaram muito tempo parados.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/01/13/instalacao-de-cbtc-que-reduz-intervalos-na-linha-10-da-cptm-comeca-neste-ano/

O sistema foi comprado em 2009 por 176 milhões de euros, mas nunca foi instalado. Parte dos equipamentos chegou a ficar ao relento.

A CPTM garante que apesar de os mais de dez anos parados, os materiais estão atuais e podem funcionar sem problemas.

A companhia ainda informou que a linha 10-Turquesa vai receber uma modernização na rede de abastecimento elétrico.

Recentemente, a CPTM ampliou o número de viagens, que passou de 17 para 33 percursos por dia. Com o aumento, os trens passaram a prestar serviço nos dois sentidos.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2020/01/24/cptm-informa-que-vai-dobrar-viagens-do-expresso-linha-10-a-partir-de-segunda-feira/

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Marcos Lima disse:

    POR QUE NÃO PRIORIZAR AS PARADAS DO EXPRESSO EM SANTO ANDRÉ E MAUÁ. …POR SER MAIS LONJE E COM MAIOR NÚMERO DE USUÁRIOS. …ENTRE TAMANDUATEÍ E SÃO CAETANO É APENAS UMA ESTAÇÃO E POUCOS USUÁRIOS USA …PODE FAZER UM ESTUDO …TODOS OS DIAS USO ESSA LINHA …

Deixe uma resposta