Grupo Caio lança nova identidade visual para a marca

Publicado em: 22 de janeiro de 2020

Apresentação da marca aos funcinários

Nome Induscar não será mais usado comercialmente pela empresa

ADAMO BAZANI

O Grupo Caio, que tem a principal planta de produção de ônibus urbanos em Botucatu, no interior paulista, lançou uma nova identidade visual da marca que será utilizada nas plaquetas de identificação das carrocerias, catálogos, banners, estandes e em ações promocionais.

De acordo com nota da empresa neste dia 22 de janeiro de 2020, o novo logotipo foi adotado no final de 2019 e incorpora discretas mudanças. O símbolo arredondado permanece no lado direito do nome, mas com traços mais espessos e um “conceito minimalista”.

As letras GC (de Grupo Caio) que formam o símbolo são mantidas, mas a cor azul dá lugar ao cinza (prata).

Segundo a Caio, a nova versão em 3D faz alusão ao metal, “símbolo de inovação, tecnologia, sofisticação e referência global”. Além de ressaltar a modernização da marca, o logo é também de fácil aplicação em materiais gráficos e digitais.

O nome Induscar, adotado quando o Grupo Ruas assumiu a Caio entre o final de 1999 e 2001, no processo de falência sob a administração da família fundadora Massa, não será mais usado comercialmente e nas divulgações.

O novo logotipo está sendo implantado gradativamente nos produtos.

Em nota, o diretor comercial da Caio, Paulo Ruas, diz que o novo logotipo é um símbolo da expansão do grupo.

“Somos líderes no mercado de ônibus urbanos e estamos sempre em constante crescimento. Adquirimos novas empresas do setor, evoluímos na otimização de processos, em nosso planejamento estratégico, na criação de novos materiais, tecnologias, e em melhorias na qualidade dos nossos produtos. Também investimos no desenvolvimento profissional dos colaboradores do Grupo Caio”, destacou em nota.

Em evento no final do ano passado, segundo a Caio, a nova marca gráfica foi apresentada a funcionários na planta de Botucatu.

Foi exibido um vídeo de homenagem aos empregados.

“Somos líderes no mercado de ônibus urbanos e estamos sempre em constante crescimento. Adquirimos novas empresas do setor, evoluímos na otimização de processos, em nosso planejamento estratégico, na criação de novos materiais, tecnologias, e em melhorias na qualidade dos nossos produtos. Também investimos no desenvolvimento profissional dos colaboradores do Grupo Caio”, destacou.

Na nota, a empresa contou um pouco da história do logotipo da Caio a partir dos anos 1970. A Caio foi fundada em 1946 por José Massa.

Com essa nova atualização, a versão do logotipo da marca chega em sua quarta versão.

O primeiro foi criado na década de 70 e utilizado até 1999. Composto por um símbolo, popularmente conhecido como ‘‘bolacha’’ e a palavra CAIO, escrita com uma tipografia robusta, trazendo consigo toda a força que a marca haveria de conquistar.

Caio Bela Vista I, nos anos 1970, da Viação Padroeira do Brasil, de Santo André-SP. Imagem era uma letra estilizada

Elementos do logo: O primeiro elemento são os círculos que envolvem a ‘‘bolacha’’, tanto externa quanto internamente, que demonstram, em traços, o formato de uma roda.

Caio Amélia, também da Viação Padroeira do Brasil, de Santo André-SP, modelo dos anos 1980

O segundo elemento, formado por um traço, um quarto de círculo na cor preta, junto com outro traço, meio círculo na cor azul escuro, formam a letra G (de Grupo). O terceiro elemento, meio círculo na cor azul claro, forma a letra C (de Caio). Juntos, eles formam as letras GC, que significam Grupo Caio.

Caio Alpha marca o início da “era Ruas”

A partir do ano 2000, o logotipo foi substituído internamente e nas papelarias por um provisório, representando uma carroceria na cor vermelha, com a palavra ‘‘INDUSCAR’’ na cor azul, nome dado à empresa assumida por um novo grupo, a partir dessa época. Porém, o logotipo Caio com a ‘‘bolacha’’, continuou e permaneceu sendo utilizado nas carrocerias, representando a MARCA.

Caio Apache Vip IV, da empresa Viação Guaianazes, de Santo André, entregue em 2019

Em 2004, passou a ser utilizado o terceiro logotipo. Com o mesmo design da primeira versão criada na década de 70, que passou a contar com pequenas alterações estéticas em sua tipografia e ‘‘bolacha’’, sendo adicionada abaixo da palavra CAIO, a palavra INDUSCAR. Com essa alteração, o significado passou a ser: CAIO (marca) e INDUSCAR (empresa que fabrica carrocerias dessa marca).

Sobre o Grupo Caio

Atualmente a Caio Induscar possui escritórios de representação de vendas em todo o Brasil e no exterior, escritório central na cidade de São Paulo e dois parques fabris, um com sede na cidade de Botucatu e uma filial na Barra Bonita, ambas no interior paulista, com capacidade produtiva total de 50 carrocerias ao dia, nas duas unidades fabris.

O Grupo Caio Induscar reúne as empresas: Busscar, uma das marcas mais respeitadas na produção de ônibus rodoviários do país; CPA (Centro de Processamento de Alumínio); Fiberbus (Fabricante de Peças em Fibras); GR3 (Centro de Distribuição de Alumínio); Inbrasp (Fabricante de peças de Plásticos Automotivas) com duas unidades fabris, uma em Botucatu, SP, e outra em Betim, MG; Tecglass (fabricante de vidros temperados).

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Reginaldo Renzon disse:

    Já tá mais que na hora de voltarem a fabricar carrocerias rodoviárias para linhas de longa distância! Tiveram tentativas tímidas porém bem sucedidas! O design do Gaivota ,do Corcovado e do Giro são ótimos e tendo a Busscar,antiga Nielson, vocês poderiam relançar ela como um brand premium, nos moldes de excelência que são tradicionais à marca! Que tal Nielson designed by Grupo Caio ? Soa bem, não acham?

  2. DIEGO disse:

    Com a aquisição da Busscar, a ideia foi justamente centralizar os urbanos na Caio e rodoviários na Busscar, então esquece rodoviário “assinado” Caio, o foco dos rodoviários é todo na Busscar.

  3. Prá mi, o bolachão, parece ser ICC, nada de G….Industria de Carrocerias CAIO

  4. Ismael Junior disse:

    Poderia ser “Grupo Induscar” mantendo a Caio e a Busscar como os dois carros-chefes, e quem sabe com um slogan do tipo “Juntas somos mais fortes”…

  5. Leo disse:

    Falta agora redesenhar o Millenium BRT, a carroceria mais feia em produção no momento.

Deixe uma resposta