De 12 corredores prometidos para SBC, quatro estão em projeto e seis em execução, segundo a Prefeitura

Publicado em: 6 de dezembro de 2019

Rudge Ramos está entre os bairros que já receberam corredor de ônibus. Foto: Adamo Bazani.

Outros dois, João Firmino e Alvarenga, já foram entregues

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, informou ao Diário do Transporte que dos 12 corredores de ônibus prometidos para a cidade, quatro estão em projeto e seis em execução. Outros dois, João Firmino e Alvarenga, já foram entregues.

“A Prefeitura de São Bernardo, por meio da secretaria de Transportes e Vias Públicas, informa que dos 12 corredores projetados para a cidade, seis estão sendo executados (Rudge Ramos, Castelo Branco, Rotary, São Pedro, Galvão Bueno, Leste-Oeste), dois já foram concluídos (Avenida João Firmino e Alvarenga Etapa 1) e os demais (Alvarenga – Estrada Parque, Faria Lima, Jurubatuba, Ribeirão dos Couros) estão em fase de projeto”, detalhou a administração municipal, em nota.

A obra mais avançada na cidade é a do Corredor Rotary, localizado nas Avenidas Rotary e Luiz Pequini, próximo à região central da cidade. Até o momento, 99% das intervenções já foram executadas, segundo a administração municipal.

Confira o andamento das obras de cada corredor, segundo a Prefeitura:

Corredor Rudge Ramos (Avenida Senador Vergueiro e Avenida Dr. Rudge Ramos):

·         Percentual Executado: 83%

·         Valor Investido R$ 43.640.095,01

Corredor Castelo Branco (Avenida Humberto de Alencar Castelo Branco):

·         Percentual Executado: 90%

·         Valor Investido: R$ 30.742.205,04

Corredor Rotary (Avenida Rotary e avenida Luiz Pequini) :

·         Percentual Executado: 99%

·         Valor Investido: R$ 16.257.324,63

Corredor São Pedro (Avenida Dom Pedro de Alcântara, Rua Saracantan e Rua dos Vianas):

·         Percentual Executado: 65%

·         Valor Investido R$ 48.907.708,65

Corredor Galvão Bueno: (Avenida Maria Servidei Demarchi e Estrada Galvão Bueno)

·         Percentual Executado: 92%

·         Valor Investido R$ 16.355.028,31

Corredor Leste-Oeste – Lote 01: (Avenida José Odorizzi, Rua dos Flamingos e Estrada Samuel Aizemberg e Viaduto Rotary)

·         Percentual Executado: 83%

·         Valor Investido R$ 263.208.095,64

Corredor Leste-Oeste – Lote 02: (Viaduto Tereza Delta, Avenida Newton Monteiro de Andrade, Avenida Francisco Prestes Maia e Rua Tiradentes)

·         Percentual Executado: 57%

·         Valor Investido R$ 159.352.248,09

Corredor João Firmino (Concluído)

Valor investido R$ 13.007.819,31

Corredor Alvarenga – Etapa 1 (Concluído)

Valor Investido R$ 72.910.199,26

CORREDOR ALVARENGA

WhatsApp Image 2019-11-27 at 17.25.03

Ônibus da EMTU têm que se adaptar aos corredores da cidade, com porta à esquerda. Foto: Adamo Bazani.

Em 14 de novembro, a Prefeitura entregou a Etapa 1 do Corredor Alvarenga. Com percurso que vai do 8º DP até a Rua São Jorge, no Jardim Thelma, o novo trecho de 1,4 quilômetros se soma à primeira fase do projeto entregue em setembro de 2017, totalizando 2,8 quilômetros de faixas exclusivas para ônibus na região.

Relembre: São Bernardo do Campo entrega novo trecho do corredor Alvarenga

A EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) informou, por meio de nota, que a implantação do corredor resultou em mudanças no itinerário da linha 147, que liga São Bernardo do Campo ao município de São Caetano do Sul.

Relembre: Após anunciar mudanças em quatro linhas por causa de corredor Alvarenga, EMTU volta atrás e diz que alteração será na linha 147

A alteração ocorre porque o corredor de ônibus foi implantado no meio da pista, portanto exige que os veículos tenham porta à esquerda para embarque e desembarque. Contudo, parte dos coletivos gerenciados pela EMTU possuem entrada e saída de passageiros à direita.

Sobre o assunto, a Prefeitura de São Bernardo do Campo informou que “os ônibus municipais já estão circulando com porta à esquerda para embarque e desembarque. Os ônibus da EMTU terão prazo para adaptação ao sistema, a exemplo do que ocorrido no corredor João Firmino, entregue à população em junho de 2018.”

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Rosana Campos disse:

    Gostamos muito do que o prefeito está executando em nossa cidade…finalizando obras paradas… Orlando Morando está de parabéns….

  2. Danielle disse:

    Devia ter gastado tdu isso com metrô !! Unica cidade que n tem e nunca terá!

  3. Simone Cristina Bazilho disse:

    Com essas mudanças todas o bairro da Pauliceia ficou sem ônibus para São Caetano.
    Para podermos chegar ao trabalho cansamos por dez quarteirões com o perigo de não subirmos nós ônibus que restaram como opções.
    Saio três horas mais cedo pra conseguir chegar ao trabalho em segurança e sem atraso. Isso é a revitalização que estão agradecendo…menos os que precisam da linha 147. Lamentável também foi sermos avisados uma tarde antes da mudança. Muitas pessoas ficaram sem saber o que fazer e onde conseguir pegar o ônibus. Boas mudanças para o povo.

Deixe uma resposta