Comunidade Urbana de Limoges, na França, investe em trólebus com baterias

Publicado em: 26 de novembro de 2019

Modelo amplia frota não poluente da região

Três unidades da Iveco foram incorporadas na linha mais movimentada a rede. Outros 27 Irisbus já operam

ADAMO BAZANI

Os trólebus ainda estão no foco dos investimentos em busca de transportes coletivos mais limpos e com tecnologia que é amplamente conhecida.

Após a Cidade do México apresentar 40 unidades de um plano que considera 500 novos trólebus, como mostrou o Diário do Transporte (Relembre Aqui) é a vez de Limonges, na França, apresentar os veículos conectados à rede aérea, mas modernizados.

A Comunidade Urbana de Limoges anunciou nesta terça-feira, 26 de novembro de 2019, o início das operações de três unidades do Crealis In-Motion-Charging, de 18 metros, produzido pela Iveco, na linha mais movimentada da sua rede de transportes.

A linha 4 atravessa todo o centro da cidade e é troncal.

Os veículos, além de circularem conectados à rede aérea, conseguem operar apenas com a energia armazenada nas baterias.

Não é necessário recarregar os ônibus já que enquanto estão circulando conectados, já podem armazenar a energia necessária para as baterias.

A autonomia pode variar entre 25% a 40% do percurso realizado com o veículo conectado, de acordo com a Iveco.

O conceito é semelhante ao Dual Bus, da brasileira Eletra.

Desde 2015, um trólebus que também opera com bateria e no modo híbrido opera pelo Corredor ABD, entre o ABC Paulista e a capital.

No trecho entre Diadema, no ABC, e Brooklin, na zona Sul de São Paulo, o modelo de 23 metros de comprimento opera no modo híbrido já que esta parte do corredor não tem fiação.

Os três novos veículos da Iveco, na região de Limoges, na França, se somam aos 27 trólebus Irisbus Cristalis, com motor Alstom, que já estão em circulação e também não emitem poluentes durante a operação.

Como mostrou o Diário do Transporte, que esteve em 2018, na feira IAA, em Hannover, na Alemanha, a autoridade da cidade francesa fechou um acordo com a Iveco para o fornecimento dos veículos.

Cidade francesa aposta em compra de novos trólebus para transporte sustentável

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Rodrigo Zika! disse:

    Interessante, enquanto isso no Brasil zzzzz.

Deixe uma resposta