Sistema Integrado de Transporte de Bogotá terá 379 ônibus elétricos da BYD

Publicado em: 18 de novembro de 2019

Foto: Divulgação

Frota começará a operar em setembro de 2020

ALEXANDRE PELEGI

A BYD anunciou por meio de comunicado que fornecerá a Bogotá e região metropolitana uma frota de 379 ônibus elétricos puros. O fornecimento atende a um acordo formalizado com a autoridade de transporte em massa TransMilenio SA, da capital colombiana.

O acordo foi formalizado no dia 14 de novembro de 2019.

O sistema Transmilenio faz parte do SITP – Sistema Integrado de Transporte Público de Bogotá, que inclui os micros do serviço Provisional, além dos ônibus dos serviços Urbano, Especial, Complementar e Alimentador.

A frota elétrica começará a operar em setembro de 2020, dando à região metropolitana de Bogotá a condição de maior frota de ônibus elétricos do continente e uma das maiores do mundo.

Juntamente com os 64 ônibus elétricos puros de Medellín, a Colômbia passará a ter um total de 443 ônibus elétricos fabricados pela gigante chinesa BYD.

Os ônibus serão fabricados inteiramente pela empresa e operarão no SITP iniciando pelas cidades de Usme e Fontibón.

Com mais esse novo pedido, a BYD quebra o recorde de maior fornecimento de ônibus elétrico nas Américas, após a entrega de 183 ônibus para o Chile em agosto de 2019. Relembre: BYD entrega 100 novos ônibus elétricos para o Chile e garante mais 83 para agosto

María Consuelo Araújo, Gerente Geral da TransMilenio, informou que com a chegada da tecnologia elétrica de emissão zero ao SITP a administração atual do país realiza um sonho de oferecer à cidade um serviço melhor de transporte público, tecnologia avançada e amigável com a atmosfera.

O Grupo Somos, um dos operadores de ônibus que circularão com os veículos elétricos da BYD, tem mais de 50 anos de experiência no transporte de passageiros em Bogotá e 20 anos no sistema Transmilenio. Para Enrique Wolf, Gerente Geral do Grupo, “a operação de ônibus elétricos é um grande desafio e confiamos que trará grandes benefícios a todos os cidadãos de Bogotá”.

mapadotransmilenio

Mapa do Transmilênio

ÔNIBUS

Os ônibus BYD de 80 e 50 passageiros respondem aos requisitos solicitados pela cidade e superam todos os padrões de segurança nacionais e internacionais.

São veículos de última geração, equipados com câmeras de segurança interna e externa, câmeras de reconhecimento de rosto do motorista, elevador para pessoas com mobilidade reduzida e universalmente acessíveis (incluindo usuários com deficiência, visual e auditiva). Portas USB, WI-FI, controle eletrônico de passageiros que entram e saem do veículo e equipamentos de áudio e vídeo para informações institucionais e o Centro de Rádio do Sistema, entre outros, compõem o pacote.

O comunicado da BYD destaca a bateria de ferro fosfato BYD, com a qual os ônibus elétricos vêm equipados. Ela atinge uma autonomia de mais de 280 quilômetros com uma única carga, o suficiente para realizar a operação de um dia sem recargas adicionais e é 100% recarregada em menos de 2 horas.

A tecnologia, desempenho e equipamentos internos, oferecem o que é necessário para que os passageiros e o operador de ônibus se transportem confortavelmente e com segurança o tempo todo. Vale a pena destacar a total ausência de ruído, vibração e zero emissões de poluentes em comparação com a produzida por ônibus com motores de combustão interna (diesel e gás)”, completa o comunicado.

A estimativa é que esta frota, em seu primeiro ano de operação, deixará de emitir 21.900 toneladas de gases C02 e 526 kg de material particulado. Em termos de custos operacionais, a economia aproximada será 60% menor do que a dos ônibus a combustão.

Para saber mais do Transmilenio, leia a matéria especial do Diário do TransporteBRT Transmilenio de Bogotá, a transformação das cidades pelo transporte público

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Rodrigo Zika! disse:

    Quando tem vontade vai lá e compra, sem desculpa de estrutura, e não e país de primeiro mundo não, são nossos vizinhos.

Deixe uma resposta