Transporte coletivo por aplicativo está entre os novos mercados para Sprinter, diz Mercedes-Benz

Montadora lançou nova linha da van com foco na tecnologia. Empresas de ônibus vêem serviços complementares com vans de alto padrão solicitadas por celular como alternativas para reconquistarem passageiros

ADAMO BAZANI
Colaborou Jessica Marques

Atualmente, os serviços sob demanda, solicitados de acordo com as necessidades de cada cliente, revelam um novo padrão de consumo e até mesmo um hábito social cada vez mais presente.

As pessoas querem ser atendidas com produtos ou serviços sob medida. O prestador de serviço deve estar disponível para o cliente e não o contrário. Com o transporte é isso que tem ocorrido.

Por isso que as empresas de ônibus têm perdido cada vez mais passageiros para os aplicativos de transporte, pelo menos em parte dos trajetos.

Diante deste quadro, algumas companhias de ônibus têm pensado em oferecer também transporte sob demanda, mesmo sendo coletivo, com solicitação por meio de aplicativos de celulares.

Já há a experiência das vans do CityBus 2.0 da HP Transportes de Goiânia e mais recentemente dos ônibus executivos de alto padrão do Corredor ABD, da Metra, cuja plataforma tecnológica é operada pela empresa UBus, uma startup voltada somente para companhias concessionárias de transportes coletivos.

Se é aberta uma nova oportunidade de mercado para empresas de tecnologia, esta nova tendência de transporte coletivo começa a chamar atenção da indústria de veículos.

A Mercedes-Benz, por exemplo, vê os serviços complementares de empresas de ônibus, prestados por vans, uma nova fatia de mercado para seu comercial leve, a Sprinter.

Em entrevista ao Diário do Transporte, o diretor de vendas e marketing de vans da Mercedes-Benz do Brasil, Jefferson Folegatti Ferrarez, diz que este cenário já é uma realidade e destaca a participação da Sprinter no sistema de Goiânia.

Na linha atual, a Sprinter já está sendo utilizada por algumas empresas de aplicativo, inclusive a marca tem parceira com o Via. Em Goiânia, a plataforma é do Via, um aplicativo que tem parceira com a marca lá na Europa, veio pra iniciar esse tipo de serviço aqui no Brasil e, obviamente, começou com as Sprinters. Isso já é realidade, agora está se espalhando em outras cidades. Na nova Sprinter, com essa possibilidade de mais interatividade, desse painel multimídia que a gente trouxe, com certeza isso vai agregar bastante pra esse tipo de serviço, porque vai trazer mais facilidade“, disse.

O executivo conversou com a reportagem durante o lançamento da nova linha da Sprinter em evento na região metropolitana de Curitiba.

Como mostrou o Diário do Transporte, um pacote de tecnologia para aumentar o conforto de motoristas e passageiros está entre as principais novidades da Sprinter que deve ser comercializada até o final deste ano.

O veículo conta, além de central multimídia, com um sistema que consegue detectar pedestres e ciclistas no trânsito e adequar a velocidade.

Relembre:https://diariodotransporte.com.br/2019/09/26/mercedes-benz-lanca-nova-linha-da-sprinter/

Os veículos de maior porte também devem oferecer condições de atender passageiros cada vez mais conectados.

Os ônibus com carroceria Marcopolo e chassi Mercedes-Benz da Metra, que operam com o UBus, oferecem central multimídia, mesinhas de trabalho para notebook e carregadores de celulares em cada poltrona. Wi-fi também é item obrigatório nos veículos que atendem a este novo perfil de passageiros.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Com essa frente ai, agora ficou uma SPIN-TER, afinal ficou muito parecida com a SPIN, rsssssssssssssssssss.

    Mas o que tem de fazer a MBB não faz;câmbio automático e porta de correr do lado do motorista também.

    Pode trazer o VITO de passageiros a diesel e com câmbio automático, também.

    Quem sabe um dia a MBB ouve o Paulo Gil.

    Att,

    Paulo Gil

    1. San disse:

      Muito boa sua colocação. A MBB está achando que essa Sprinter vai voar igual o tapete do Aladim só porque tem um multimidia no painel ? Só aqui no Brasil pra ouvirmos umas coisas dessas e cair na ilusão da velha promoção: Pague 3 e leve 1… Veículos básicos aqui são 3X mais caros que os Tops lá fora.

  2. Marcos Antonio Beneteli disse:

    Eu não sei porque o Sprinter não tem luz no alto do teto igual ao Iveco…

Deixe uma resposta