UBus, aplicativo de ônibus de alto padrão da Metra no Corredor ABD, começa a operar oficialmente na quarta-feira

Publicado em: 20 de setembro de 2019

Menores aprendizes contratadas pela Metra vão ficar em algumas paradas orientando os passageiros, entregando folhetos e um brinde para quem baixar o aplicativo. Foto: Divulgação / UBus.

Serviço de ligação entre São Bernardo do Campo e a Berrini, na zona Sul de São Paulo, já recebeu autorizações necessárias para início das atividades

JESSICA MARQUES

O UBus, aplicativo de ônibus de alto padrão da Metra no Corredor ABD, começa a operar oficialmente na quarta-feira, 25 de setembro de 2019. O serviço faz a ligação entre São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e a Berrini, na zona Sul de São Paulo.

Conforme já noticiado pelo Diário do Transporte, o serviço será apresentado na Arena ANTP, evento da Associação Nacional de Transportes Públicos, que ocorre entre os dias 24 e 26 de setembro no Transamérica Expo Center, em Santo Amaro, zona Sul de São Paulo.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/09/19/metra-vai-lancar-na-arena-antp-servico-de-transporte-sob-demanda-inedito-entre-sao-paulo-e-o-abc/

Contudo, de acordo com a assessoria de imprensa do serviço, na quarta pela manhã os passageiros já poderão solicitar e realizar as primeiras viagens por meio do aplicativo UBus.

Para poder iniciar as operações, o serviço recebeu autorização da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e da SPTrans, responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo da capital paulista, ainda segundo assessoria de imprensa do UBus.

Antes de obterem as autorizações, os veículos passaram por vistorias. Todos os ônibus são novos, com identificação feita pelos logos da Metra e do UBus.

Nos primeiros dias de operação do UBus, menores aprendizes contratadas pela Metra vão ficar em algumas paradas orientando os passageiros, entregando folhetos e um brinde para quem baixar o aplicativo.

COMO FUNCIONA

A linha seletiva da Metra terá a nomenclatura 376E e vai operar nos corredores entre São Bernardo do Campo e São Paulo.

Os ônibus sairão do Terminal Metropolitano São Bernardo e seguirão até a Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, com algumas paradas ao longo do percurso. Durante a semana, o primeiro coletivo saí às 5h e o último às 20h15, considerando saída do terminal do ABC Paulista.

O usuário poderá baixar o aplicativo UBus gratuitamente, disponível nas versões Android e iOS. Para o cadastro, é preciso colocar dados pessoais e forma de pagamento preferencial.

Para utilizar o serviço, basta fazer a solicitação para o endereço desejado e colocar o ponto de partida. O aplicativo verifica a rota, dá as opções de reserva de assento, informa horário do embarque, mostra uma previsão do desembarque e o valor da passagem.

Os ônibus são do tipo rodoviário executivo, com poltronas reclináveis, mesas que podem ser utilizadas para apoio de notebooks, tomadas USB em cada poltrona, ar-condicionado, streaming (central multimídia) e sinal de Wi-Fi.

O pagamento da passagem será pelo aplicativo com a possibilidade de uso de cartões de crédito ou do Cartão BOM, que é usado no sistema metropolitano convencional. Para a leitura do validador, será gerado no celular um Código QR Code.

Simultaneamente as informações aparecem para o motorista em um tablet que fica anexado ao painel do veículo. Assim, o profissional pode acompanhar todos os dados relacionados à viagem.

Os veículos possibilitam embarques e desembarques tanto pela direita como pela esquerda e são modelo Marcopolo Paradiso 1050, com 46 lugares, Mercedes-Benz O 500-R. Não há catracas e o UBus não terá serviço de bordo.

O transporte sob demanda tem sido uma alternativa encontrada pelas concessionárias de ônibus para tentarem reverter a queda no número de passageiros nos sistemas e atrair usuários que habitualmente não se deslocariam em coletivos comuns.

Entre as iniciativas já conhecidas, existe um projeto que a própria UBus possui no sistema de transporte público de São Bernardo do Campo, juntamente com a SBCTrans, concessionária da cidade. Neste caso, o serviço está em fase de testes.

Outra ferramenta nestes moldes é o CityBus 2.0, que já opera comercialmente em Goiânia, e foi criado por meio da concessionária HP Transportes.

Nos dois casos, porém, o transporte é feito por meio de vans e em vias comuns.

Em agosto, o Diário do Transporte esteve em Goiânia para conhecer os serviços do CityBus 2.0.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/08/26/video-servico-de-aplicativo-de-transporte-coletivo-sob-demanda-de-goiania-tem-atraido-usuarios-de-carros-e-pretende-ampliar-area-de-atuacao-e-frota/

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Comentários

  1. Daniel Ramos disse:

    Muito interessante esse serviço, em que pese ele ser inicialmente de nicho, é uma bela forma de atrair novos passageiros para o sistema, tomara que seja um sucesso e que outras concessionárias e Prefeituras implantem sistemas semelhantes, agregando e aumentando a oferta de transporte coletivo.

  2. Sebastião Vitor Castro disse:

    É uma solução que deveria ser usada também para o trajeto São Bernardo-Terminal Sacomã, que atualmente conta com um péssimo serviço de transporte público, com ônibus superlotados, horários que não são cumpridos. Vão me dizer que em 2022 estará pronto o Brt Abc-Sacomã. Isso é muito duvidoso, pois esse tipo de obra tem demorado sempre o dobro do prazo prometido.

    1. Na verdade o BRT nem vai passar pelo Sacomã, e sim Vila Carioca…via Guido Aliberti, em SCS. Agora, isso é bom pois deveria mexer no caixa do Baltazar, que tem a pior das frotas no ABC como Riacho Grande.

    2. É incrivel como muita gente não consegue analisar o sistema de coletivos da capital. 1- a cada dia mais gente vem pra SP, 2- é certo que ha problemas com em casos de concessões; TCM, justiça, adiamentos, etc. Mas eu vejo que enquanto muitos reclamam de CONDIÇÕES dos coletivos, eu vejo centenas de CAIOs Millennium articulados e bi articulados bem novos rodando pela cidade, com USB, ar condicionados e até cobradores ainda. A cultura humana de hj, prefere reclamar, em redes sociais, são elas que mal sabem o que acontecem até, do lado oposto de onde elas moram, moro no ABC vejo corredores como da Inajar pela metade, a Marquês de S. Vicente, Ermano Marchetti, Radial Leste, e Morato-Campo Limpo, em perfeita condição. Será que só eu vejo isso?

  3. Raphael disse:

    Isso pode ser um problema para a 280 Osasco (Centro) x São Bernardo do Campo (Terminal S. Bernardo) da Urubupungá.

  4. A ULTIMA COISA QUE EU GOSTARIA DE SABER>>> Quanto vai ser a corrida????

    1. OBADIAS DE DEUS disse:

      essa é a PRIMEIRA coisa que eu gostaria de saber. parece que vai ser entre 14 e 15 reais.

    2. Alessandra Ferraz disse:

      14,50

Deixe uma resposta