Governo e Prefeitura de SP divulgam parceria em obras e programas na capital

Publicado em: 5 de setembro de 2019

Foto: Governo do Estado de SP

Duplicação da Estrada do M’Boi Mirim, zona Sul, será realizada pelo DER, uma autarquia estadual

ALEXANDRE PELEGI

Num encontro promovido nesta quarta-feira, 04 de setembro de 2019, o governador paulista João Doria e o prefeito da capital, Bruno Covas, divulgaram uma parceria entre as duas gestões, que inclui obras e programas.

O governador João Doria anunciou o investimento de R$ R$ 220 milhões para a obra de duplicação da Estrada do M’Boi Mirim, na zona sul da capital.

Além disso, mais R$ 300 milhões serão investidos todos os anos pelo Estado em programas nas áreas da Saúde e da Educação.

Doria justificou a pareceria afirmando que a capital de São Paulo tem 30% da população do Estado e é a maior cidade do país e da América Latina. “Nós temos que dar uma atenção diferenciada. É dever do Governo do Estado apoiar. As autorizações já foram realizadas para a destinação dos recursos e implementação dos programas cooperados com a Prefeitura”, explicou o governador.

O convênio firmado ontem entre Estado e Município prevê a duplicação de 4,3 quilômetros de extensão da Estrada do M’Boi Mirim, do Jardim Ângela ao Jardim São Luís, na divisa com o município de Itapecerica da Serra. Segundo comunicado do governo paulista, a via receberá defensas metálicas e melhorias na sinalização.

O prefeito Bruno Covas afirmou que os investimentos anunciados para a M’Boi Mirim beneficiarão toda a população da Grande São Paulo sudoeste que utiliza a via diariamente. “Quando a gente fala de investimentos no Hospital de Parelheiros e de Ermelino Matarazzo, a gente vai beneficiar também a população de outras cidades que vai para esses hospitais”, afirmou o Prefeito.

As obras da duplicação da M’Boi deverão ser contratadas pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem) por meio de licitação, uma autarquia do governo estadual.

O investimento previsto é de R$ 220 milhões, com o prazo para execução de 24 meses após o início.

Após a conclusão dessa etapa, o DER poderá prolongar a duplicação da Estrada até a Rodovia José Simões Louro Júnior (SP 214), que liga Itapecerica da Serra a Embu-Guaçu.

Se as duas obras forem feitas, no total a obras somará 8,5 km, incluindo os 4,3 km do trecho paulistano.

João Octaviano Machado Neto, Secretário de Logística e Transportes do governo estadual, as ações anunciadas vão garantir melhor fluidez na região. “Vai haver uma série de ações de duplicação, inclusive com aumento das baias para ultrapassagem dos ônibus, que é um dos grandes fatores de limitação no local”, afirmou.

Na reunião de ontem, foram anunciados ainda a assinatura de convênio que inclui repasses e apoio em importantes programas nas áreas da Saúde, como no caso dos hospitais de Parelheiros e Alípio Correa Neto (Ermelino Matarazzo) que receberão, juntos, R$ 60 milhões para auxiliar no custeio das unidades.

M’BOI MIRIM

No dia 13 de agosto deste ano a prefeitura de São Paulo suspendeu a licitação que havia lançado para reforma do corredor de ônibus da Estrada do M’ Boi Mirim. A concorrência visava para a contratação de empresas ou consócio com especialização em engenharia, arquitetura e urbanismo para elaboração de projeto básico e executivo da requalificação. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/08/13/prefeitura-de-sao-paulo-suspende-licitacao-para-reforma-de-trecho-do-corredor-da-m-boi-mirim/

O trecho abrangido pelo projeto é entre a Rua Morro do Índio e a Rua Humberto Marçal.

A SPObras, responsável pela concorrência, não informou no comunicado o motivo da suspensão, que é por tempo indeterminado.

Como mostrou o Diário do Transporte, o valor contempla a implantação de 9,3 km de novos corredores de ônibus, requalificação de 30,7 km de corredores e faixas já existentes, incluindo os pontos, e a modernização de 1,2 km da Avenida Santo Amaro, na zona Sul, o que engloba o alargamento das vias.

No início do atual mandato, quando João Doria ainda era prefeito, a promessa era de 72 km de corredores novos de ônibus até o final de 2020. O sucessor, Bruno Covas, que assumiu quando Doria partiu para a eleição para governador, reduziu esta meta para 9,3 km.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2019/08/01/prefeitura-de-sao-paulo-propoe-r-159-milhoes-para-corredores-faixas-e-paradas-de-onibus-em-2020/

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta