CPTM conclui entrega dos novos trens para a Linha 7-Rubi

Publicado em: 27 de junho de 2019

A Linha 7-Rubi transporta, em média, 470 mil passageiros por dia. Foto: Divulgação.

Composição é da série 9500, fabricada pelo Consórcio Hyundai-Rotem

JESSICA MARQUES

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) concluiu nesta quinta-feira, 27 de junho de 2019, a entrega dos novos trens para a Linha 7-Rubi (Luz – Francisco Morato – Jundiaí). A composição é da série 9500, fabricada pelo Consórcio Hyundai-Rotem.

O Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e o Diretor de Operações e Manutenção da CPTM, Luiz Eduardo Argenton, participaram do evento de entrega.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/06/27/gestao-doria-diz-que-linhas-de-metro-podem-ser-privatizadas-se-sindicato-fizer-mais-greves-politicas/

A composição é a 64ª do lote de 65 unidades compradas pelo Governo do Estado. Trata-se do último do lote de 30 trens fabricados pelo Consórcio Hyundai-Rotem para a CPTM.

“A CPTM está readequando a frota de acordo com a necessidade operacional, de forma a padronizar as linhas. Desde 2007, já entraram em operação 169 novos trens em todas as linhas da Companhia. O último trem do lote de 65 deve ser entregue até o fim deste ano”, informou a CPTM, em nota.

A composição entregue nesta quinta possui salão contínuo de passageiros (passagem livre entre os carros), monitoramento com câmeras na parte externa e interna e é acessível para pessoas com mobilidade reduzida ou deficiência – sinalização visual para identificação de assentos preferenciais, espaço para cadeirantes, mapa com indicação luminosa das estações para deficientes auditivos e áudio para deficientes visuais.

Também dispõe de monitores digitais internos com informações sobre a prestação de serviços, além de reconhecimento eletrônico automático do maquinista por meio de biometria.

A Linha 7-Rubi transporta, em média, 470 mil passageiros por dia, sendo 435 mil entre Luz e Francisco Morato e 35 mil entre Francisco Morato e Jundiaí, segundo a CPTM.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Dênis Douglas disse:

    Qual será a composição 65, a chinesa da Jade?

Deixe uma resposta