Integração de metrô com BRT do Rio de Janeiro sobe para R$ 6,80 na terça-feira

Publicado em: 28 de março de 2019

Bilhete Único de quem embarca no metrô é válido por duas horas e meia nas estações Vicente de Carvalho e Jardim Oceânico. Foto: Divulgação.

Tarifa do modal sobre trilhos também tem aumento de R$ 0,30 na data

JESSICA MARQUES

Os moradores do Rio de Janeiro que utilizam transporte público terão que preparar o bolso a partir do início do mês que vem. Na terça-feira, 2 de abril de 2019, a integração do metrô com o BRT vai subir para R$ 6,80. Na mesma data, o modal sobre trilhos também terá aumento de R$ 0,30 no valor da passagem, quer irá de R$ 4,30 para R$ 4,60.

Uma portaria da Secretaria Municipal de Transportes publicada nesta quinta-feira, 28 de março de 2019, informa o aumento na tarifa da integração. O reajuste na tarifa do metrô, por sua vez, foi homologado em sessão regulatória pela Agetransp (Agência Reguladora de Serviços Públicos Concedidos de Transportes Aquaviários, Ferroviários, Metroviários e de Rodovias do Estado do Rio de Janeiro), com base no contrato de concessão.

No caso da tarifa metroviária, a justificativa para o reajuste foi o índice de 6,74%, que seria referente à variação do IGP-M (índice de inflação calculado pela Fundação Getúlio Vargas), considerando janeiro de 2018 a janeiro de 2019.

Atualmente, o Bilhete Único de quem embarca no metrô é válido por duas horas e meia nas estações Vicente de Carvalho e Jardim Oceânico.

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou em 20 de março de 2019, um projeto que amplia a validade da integração feita com o Bilhete Único para três horas. O prefeito Marcelo Crivella deve sancionar a lei para que a regra entre em vigor.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/03/20/camara-municipal-do-rio-de-janeiro-aprova-ampliacao-de-integracao-com-bilhete-unico-para-tres-horas/

ACIDENTES COM BRT

No mesmo dia do anúncio do reajuste da integração do metrô com o BRT do Rio, uma das rodas traseiras de um veículo articulado do sistema se soltou em madureira, na Zona Norte da capital fluminense.

O acidente ocorreu na Avenida Ministro Edgard Romero, entre as estações Vila Queiróz e Vaz Lobo, no sentido Barra da Tijuca do corredor Transcarioca, segundo informações publicadas pelo portal local O Dia. Ninguém ficou ferido.

Ao portal, o BRT Rio informou que a responsabilidade pela manutenção e reparo de um articulado que venha a se danificar é da empresa que opera o veículo, que seria a Auto Viação Tijuca. A companhia não se manifestou sobre o ocorrido.

1_brt-10403059

Na mesma data de anúncio do reajuste, roda de ônibus do BRT se solta e passageiro cai em vão entre estação e veículo. Foto: Portal O Dia.

Também nesta quinta-feira, pela manhã, um passageiro caiu no vão entre a estação e o veículo ao tentar embarcar em um ônibus que estava parado na estação Magarça do BRT Transoeste, em Guaratiba, na Zona Oeste.

Sobre o caso, o BRT Rio informou que o homem foi socorrido imediatamente e o local, liberado pela Polícia Militar.

Além disso, o BRT Rio esclareceu que, pelas imagens das câmeras de segurança da estação, o passageiro estava no beiral que impede que o motorista bata com o retrovisor nos passageiros ao se aproximar da estação.

Nesta semana, a Comissão de Intervenção do BRT decidiu demolir o beiral da estação Mato Alto, também do BRT Transoeste, em Guaratiba, de aproximadamente 40 centímetros, que liga a estação aos ônibus articulados.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2019/03/26/comissao-de-intervencao-do-brt-do-rio-derruba-beiral-em-estacao-para-evitar-acao-de-caloteiros/

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta