Rondonópolis institui Bilhete Único com gratuidade para pessoas com deficiência

Prefeito discutiu direito ao benefício com Associações que representam os deficientes

Medida foi adotada após reuniões com associações representativas

ALEXANDRE PELEGI

Pessoas com deficiência (PCDs) ganharam o direito à gratuidade nos ônibus de Rondonópolis, Mato Grosso, cidade com 230 mil habitantes.

O benefício foi conquistado com a publicação da lei municipal que instituiu o Bilhete Único Especial. O anúncio foi feito pelo prefeito nesta sexta-feira, 8 de março de 2019, mesmo dia em que passou a vigorar a nova tarifa do transporte coletivo.

A tarifa subiu de R$ 3,80 para R$ 4,10, reajuste de 7,89%. Relembre: Tarifa de ônibus em Rondonópolis fica mais cara a partir de hoje

O Bilhete Único Especial tem validade por um ano e entrará em vigor a partir do mês de junho de 2019.

A pessoa que estiver acompanhando o PCD também terá direito à gratuidade.

O Bilhete Único Especial garante a isenção tarifária em todas as linhas municipais de Rondonópolis às pessoas com deficiência física, auditiva, visual, intelectual, múltipla e orgânica. Os tipos de deficiência foram estabelecidas de acordo com a tabela da classificação internacional de doenças e problemas relacionados à saúde da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Para ter direito ao benefício, a pessoa deverá comprovar a deficiência, atestada por um profissional médico especialista da área. Esse atestado deverá ser entregue junto da documentação com o requerimento de solicitação do benefício.

Além disso, os interessados deverão estar inseridos no Cadastro Único para Programas Sociais (CAD) e comprovar renda familiar de até três salários mínimos.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta