Rodoviários de São Luís (MA) ameaçam nova greve do transporte público

Foto: divulgação

ATUALIZAÇÃO: Rodoviários deflagram greve de ônibus em São Luís (26/Fevereiro/2019 – terça-feira)


Paralisação pode ter início nesta sexta-feira, 22, se as empresas de ônibus não assinarem a Convenção Coletiva, definida em dezembro de 2018

ALEXANDRE PELEGI

Os trabalhadores do sistema de transporte público de São Luís, capital do Maranhão, ameaçam nova greve dos ônibus, após descumprimento de acordo firmado entre o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Maranhão (Sttrema) e o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros (SET).

Com o aval do Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região (TRT-MA), em reunião mediada pelo desembargador Gerson de Oliveira em dezembro de 2018, ficou acordado que os trabalhadores teriam direito a reajuste salarial de 7% e atendimento integral às outras reivindicações.

Decorridos dois meses da convenção, o acordo firmado após mais de quatro meses de negociações, ainda não está sendo cumprido pelos empresários de ônibus.

O Sindicato dos rodoviários informou nesta quarta-feira, dia 20 de fevereiro de 2019, após fracassar uma reunião marcada para debater o assunto, que enviará ainda hoje uma notificação para todas as empresas de ônibus, a Secretaria Municipal de Transportes e Trânsito, a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), o Ministério Público do Trabalho, o Ministério do Trabalho e o Tribunal Regional do Trabalho.

No documento, a entidade que representa os rodoviários da capital maranhense dá um prazo de 24 horas para que a Convenção Coletiva, que assegura todos os direitos da categoria, seja assinada de uma vez por todas. Caso contrário, a categoria cruzará os braços, deflagrando uma greve do transporte público na Grande São Luís por tempo indeterminado.

RECORRÊNCIA

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão chegou a marcar uma greve no final de janeiro, em protesto contra atrasos no pagamento dos salários da categoria.

A greve foi suspensa na véspera após seis das nove empresas notificadas por atrasos salariais regularizaram a situação, segundo o Sttrema. Outras três tinham iniciado o pagamento dos funcionários.

Relembre: Rodoviários de São Luís suspendem greve após empresas de ônibus pagarem salários atrasados

REAJUSTE DA TARIFA EM SÃO LUÍS

A prefeitura de São Luís informou oficialmente no dia 24 de janeiro o reajuste nos preços das tarifas de ônibus do sistema de transporte urbano.

A passagem das linhas integradas passou para R$ 3,40 e as não integradas para R$ 2,95, já a partir do dia 26 de janeiro. Relembre: Tarifas do transporte urbano de São Luís (MA) serão reajustadas neste sábado, 26

O sistema de transporte urbano da capital maranhense, cidade com 1,1 milhão de habitantes, opera 171 linhas, das quais 144 são integradas e 27 não integradas.

Com uma frota circulante de 837 veículos, o serviço de transporte coletivo atende uma média diária de 500 mil passageiros.

Em seu site, a prefeitura afirma ter colocado 638 ônibus novos no sistema de transporte urbano desde 2016, ano em que concluiu a Licitação do Transporte Público. Desses novos veículos, 275 são climatizados e 21 articulados.

São números que colocam São Luís “como uma das capitais do país proporcionalmente com a maior frota licitada com ar-condicionado do Brasil”, informa o comunicado da prefeitura.

Ainda segundo a prefeitura, 76% da frota circulante foi renovada nesse período, reduzindo a idade média dos ônibus que operam o serviço de transporte na capital maranhense de 10 anos para 4,5 anos.

Além do ar-condicionado, a frota de São Luís é 100% adaptada para acessibilidade.

“Além dos investimentos na frota, o poder público municipal investiu em ações como implantação de GPS em todos os ônibus do sistema, o que garantiu a oferta serviços como Bilhete Único, Cartão Criança, Recarga Embarcada e a criação do aplicativo ‘Meu Ônibus’”, completa o comunicado da prefeitura de São Luís.

EMPRESAS

O transporte público do município de São Luís é chamado de Sistema Integrado de Transporte (SIT).

Após a licitação em 2016, o SIT ficou dividido em quatro lotes operacionais, onde operam 11 empresas divididas em 4 consórcios (com exceção do Lote 4, que é de apenas uma empresa).

Lote 1 – Consórcio Central:

Taguatur – Taguatinga Transporte e Turismo Ltda.

Ratrans Rio Anil Transporte e Logística Ltda.

Lote 2 – Consórcio Via SL;

São Miguel – Transporte Urbano São Miguel de Uberlândia Ltda.

Rei de França – Expresso Rei de França Ltda.

Lote 3 – Consórcio Upaon-Açú:

Matos – Autoviária Matos Ltda.

Patrol – Patrol Transporte, Construção e Terraplenagem Ltda.

Viper – Viper Transporte e Turismo Ltda.

Rio Negro – Expresso Rio Negro Ltda.

Aroeiras – Viação Aroeiras Ltda.

Viação Abreu – José Arribamar Abreu Ltda.

Lote 4 – Viação Primor:

Primor  Viação Primor Ltda.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Rodoviários deflagram greve de ônibus em São Luís – Diário do Transporte
  2. Após greve relâmpago na terça, rodoviários de São Luís anunciam paralisação geral nesta sexta-feira, 1º de março – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: