Rodoviários de São Luís suspendem greve após empresas de ônibus pagarem salários atrasados

Foto: Félix Silva

Paralisação marcada para hoje, 30 de janeiro, foi suspensa após trabalhadores receberem pagamento atrasados

ALEXANDRE PELEGI

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão (Sttrema) suspendeu a greve marcada para hoje, dia 30 de janeiro de 2019, em protesto contra atrasos no pagamento dos salários da categoria.

Em nota divulgada ontem à noite, a entidade sindical anunciou formalmente a suspensão do movimento grevista marcado para ocorrer no início da manhã de hoje.

Seis das nove empresas notificadas por atrasos salariais regularizaram a situação, segundo o Sttrema. Outras três tinham iniciado o pagamento dos funcionários.

As nove empresas de São Luís que integram os consórcios Upaon-Açu e Central não haviam quitado os salários dos rodoviários até esta segunda-feira, dia 28. Elas tinham sido notificadas pelo sindicato dos rodoviários na semana passada que os salários deveriam ser pagos em até 72 horas. Em caso contrário, haveria greve.

O prazo de entrega das notificações, definido pela justiça em 72 horas para decretação de greve legal, passou a ser contado a partir de sexta-feira, dia 25.

Antes do acordo, o presidente do Sttrema, Isaias Castelo Branco, afirmou em comunicado divulgado pela imprensa:  “Nossa intenção, juntamente com os trabalhadores, era deflagrar a paralisação dessas empresas devedoras, já nesta segunda-feira (28), mas como houve atraso na conclusão da entrega das notificações e em cumprimento aos trâmites judiciais, respeitaremos o prazo legal de 72 horas, que se encerra na noite desta terça-feira (29). Caso os trabalhadores ainda não tenham recebido nada, já nas primeiras horas de quarta-feira (30), nenhum ônibus dessas nove empresas, vai rodar. Além de toda a diretoria da entidade que estará presente, precisamos contar não só com o apoio, mas também com a união dos motoristas e cobradores dessas empresas, para que o movimento seja forte e atuante, para que os patrões entendam que sem a gente, o sistema ficará inoperável. Vamos a luta Rodoviários!

Mesmo com o acordo, o Sindicato dos Rodoviários garante que continuará atento, e afirma que, sempre que houver o descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho, será deflagrado o movimento grevista.

REAJUSTE DA TARIFA EM SÃO LUÍS

A prefeitura de São Luís, capital do Maranhão, informou oficialmente na quinta-feira, dia 24 de janeiro, que reajustou os preços das tarifas de ônibus do sistema de transporte urbano.

A passagem das linhas integradas passa para R$ 3,40 e as não integradas para R$ 2,95, já a partir deste sábado, dia 26 de janeiro. Relembre: Tarifas do transporte urbano de São Luís (MA) serão reajustadas neste sábado, 26

O sistema de transporte urbano da capital maranhense, cidade com 1,1 milhão de habitantes, opera 171 linhas, das quais 144 são integradas e 27 não integradas.

Com uma frota circulante de 837 veículos, o serviço de transporte coletivo atende uma média diária de 500 mil passageiros.

Em seu site, a prefeitura afirma ter colocado 638 ônibus novos no sistema de transporte urbano desde 2016, ano em que concluiu a Licitação do Transporte Público. Desses novos veículos, 275 são climatizados e 21 articulados.

São números que colocam São Luís “como uma das capitais do país proporcionalmente com a maior frota licitada com ar-condicionado do Brasil”, informa o comunicado da prefeitura.

Ainda segundo a prefeitura, 76% da frota circulante foi renovada nesse período, reduzindo a idade média dos ônibus que operam o serviço de transporte na capital maranhense de 10 anos para 4,5 anos.

Além do ar-condicionado, a frota de São Luís é 100% adaptada para acessibilidade.

“Além dos investimentos na frota, o poder público municipal investiu em ações como implantação de GPS em todos os ônibus do sistema, o que garantiu a oferta serviços como Bilhete Único, Cartão Criança, Recarga Embarcada e a criação do aplicativo ‘Meu Ônibus’”, completa o comunicado da prefeitura de São Luís.

EMPRESAS

O transporte público do município de São Luís é chamado de Sistema Integrado de Transporte (SIT).

Após a licitação em 2016, o SIT ficou dividido em quatro lotes operacionais, onde operam 11 empresas divididas em 4 consórcios (com exceção do Lote 4, que é de apenas uma empresa).

Lote 1 – Consórcio Central:

Taguatur – Taguatinga Transporte e Turismo Ltda.

Ratrans Rio Anil Transporte e Logística Ltda.

Lote 2 – Consórcio Via SL;

São Miguel – Transporte Urbano São Miguel de Uberlândia Ltda.

Rei de França – Expresso Rei de França Ltda.

Lote 3 – Consórcio Upaon-Açú:

Matos – Autoviária Matos Ltda.

Patrol – Patrol Transporte, Construção e Terraplenagem Ltda.

Viper – Viper Transporte e Turismo Ltda.

Rio Negro – Expresso Rio Negro Ltda.

Aroeiras – Viação Aroeiras Ltda.

Viação Abreu – José Arribamar Abreu Ltda.

Lote 4 – Viação Primor:

Primor  Viação Primor Ltda.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta