Linha 376 da Metra deve receber novos ônibus articulados até o início de março, segundo EMTU

Publicado em: 18 de fevereiro de 2019

Um dos veículos em testes pelo Corredor. Foto: Adamo Bazani/Diário do Transporte – Clique para ampliar

Há ainda a possibilidade de a data ser antecipada. Diário do Transporte já havia antecipado a compra dos veículos para o trajeto que hoje apresenta superlotação principalmente nos horários de pico

ADAMO BAZANI

A linha 376  – Diadema/Brooklin deve receber novos ônibus articulados de 20,5 metros com ar-condicionado até o início de março, em substituição aos padrons sem equipamento de refrigeração.

A estimativa de data foi informada na manhã desta segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019, pela EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, gerenciadora do sistema, em resposta a um link do Bom Dia São Paulo, da TV Globo, que mostrava a superlotação na linha e as longas filas de embarque no Terminal Diadema no sentido Brooklin.

Há possibilidade de a data ser antecipada já que os ônibus estão em fase final de preparação na garagem da concessionária Metra, em São Bernardo do Campo.

O Diário do Transporte já havia antecipado em novembro do ano passado a compra dos 25 veículos.  Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/11/12/metra-vai-colocar-articulados-zero-quilometro-volvo-para-linha-diadema-brooklin/

Pelo porte dos veículos, com 110 e 130 lugares cada, a linha deve ter ampliada em um terço aproximadamente a capacidade.

Os veículos são de chassi Volvo B340M 6X2, com motor eletrônico Volvo DH12E de 340 cv de potência. A carroceria é modelo Caio Millennium BRT.

Tanto carrocerias quanto chassis trazem elementos tecnológicos de conforto e segurança, como:

– transmissão automática;

– sistema de freios com EBS (Electronic Braking System) e ABS;

– computador de bordo com diagnóstico de falhas, para correções rápidas;

– controle de tração;

– suspensão totalmente pneumática com controle eletrônico, com duas câmaras de ar tipo fole (sistema eletrônico ECS) no eixo dianteiro e quatro nos demais eixos;

– porta dos dois lados com sistema Door Brake (freio de portas) – anti-esmagamento;

– equipamento que impede a circulação com portas abertas;

– ar-condicionado central e saídas individuais;

– sistema para internet grátis por wi-fi;

– tomadas com entrada USB 12 Volts para recarga de celulares, notebooks, tablets e outros dispositivos móveis;

– vidros colados

ALÉM DOS ÔNIBUS:

A reportagem do Diário do Transporte percorreu entre o final de 2018 e início de 2019, diversas vezes o corredor.

Além de os ônibus necessitarem de renovação e a frota precisar ser de maior porte, os trechos da ligação Diadema-Brooklin, em especial na capital paulista, recebem tráfego de ônibus municipais do sistema SPTrans, que muitas vezes não percorrem todo corredor, além de táxis.

Ainda nos trechos da cidade de São Paulo, as invasões de carros e motos são constantes, em especial perto do Shopping Morumbi, o que também atrapalha o desempenho da linha.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta