Aplicativo permite venda embarcada de passagens de ônibus

A ferramenta permite também a emissão do Bilhete de Passagem Eletrônico (BP-e) durante a viagem. Foto: Alexandre Pelegi

Guichê Estrada está disponível para smartphones Android

JESSICA MARQUES

O Guichê Virtual, aplicativo para venda de passagens de ônibus pela internet, lançou nesta semana a ferramenta Guichê Estrada, que permite a venda embarcada de passagens de ônibus pelo motorista ou cobrador.

O novo aplicativo permite também a emissão do Bilhete de Passagem Eletrônico (BP-e) durante a viagem.

O aplicativo está disponível para smartphones Android e não precisa de internet após a abertura da viagem.

“As empresas de ônibus que utilizam o aplicativo podem definir o trajeto, preços, descontos, formas de pagamento e ter acesso ao relatórios em tempo real”, disse Thiago Carvalho, CEO do Guichê Virtual, em nota.

A Transdata também lançou uma ferramenta que emite BP-e (Bilhete de Passagem Eletrônico), voltada para o sistema rodoviário.

Relembre: Transdata lança ferramenta que emite Bilhete de Passagem Eletrônico

LEGISLAÇÃO

O Governo de São Paulo publicou em 14 de setembro de 2018 o decreto 63.706, que obriga que as empresas de ônibus rodoviários de linhas intermunicipais e interestaduais com origem e destino no Estado emitam bilhetes eletrônicos de passagens.

O decreto também vale para as viagens feitas de trens e por meios aquaviários, quando houver oferta deste tipo de transporte. Os bilhetes vão valer como documento fiscal.

O decreto já está em vigor, mas uma Portaria CAT (Coordenador da Administração Tributária) vai ainda determinar quando as empresas efetivamente terão de começar as emissões eletrônicas. A estimativa é que a obrigatoriedade comece em janeiro do ano que vem para as linhas interestaduais e entre junho e julho para os trajetos intermunicipais.

Relembre: Empresas de ônibus rodoviárias serão obrigadas a emitir passagens eletrônicas em São Paulo

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. vagligeirinho disse:

    Será que isso não conflita com os aplicativos que fazem uso do Monitrip não? Sei que há algumas operadoras que usam o Monitriip para realização de viagens, e isso já faz uso de um celular para isso.

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia,

    Dentre o zilhao de leis, soma-se mais uma.

    E incrivel, mas nao e para facilitar a bilhetagem ou os usuarios.

    E para aumentar a eficiencia do controle tributario.

    Trabalhar nao, tributar Sim.

    MUDA BARSIL.

    Att,

    Paulo Gil

  3. AndroidMaster disse:

    Não há conflito com o Monitriip. São aplicativos distintos.

Deixe uma resposta