Congresso bloqueia financiamento a corredores de ônibus de São Paulo, mas libera para o da Radial Leste

Ônibus na Radial Leste. Linha 4310/10 que tem tempo de trajeto parecido com do Metrô da 3-Vermelha poderia ter desempenho melhor ainda com corredor. Foto: Adamo Bazani (Diário do Transporte)/Clique para Ampliar

TCU havia apontado irregularidades nas licitações e projetos das obras

ADAMO BAZANI

O Congresso Nacional desbloqueou a liberação de verbas federais para o financiamento da construção do trecho 2 do BRT Radial Leste, uma das ligações por ônibus que deve estar entre as mais importantes da cidade de São Paulo e que deveria estar pronta há mais de cinco anos.

A decisão assinada pelo presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre, foi publicada nesta sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019.

Como já havia mostrado o Diário do Transporte em 13 de agosto de 2018, o TCU – Tribunal de Contas da União deu parecer favorável à liberação de recursos.

Desde 2013, o projeto do corredor enfrenta problemas com o TCU e o TCM – Tribunal de Contas do Município por suspeitas de irregularidades no projeto e licitação, como restrição de competitividade e sobrepreço na ordem de quase 20% do valor previsto para obra, o que oneraria os cofres públicos em R$ 24 milhões.

Na ocasião, o TCU sustentou que estes problemas não foram resolvidos plenamente pela administração municipal, mas que houve avanços.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/08/13/tcu-autoriza-prefeitura-de-sao-paulo-a-buscar-financiamentos-federais-para-projeto-do-corredor-de-onibus-radial-leste-2/

Todo o corredor BRT Radial Leste deve ter 28,8 quilômetros entre o Terminal de Ônibus Parque Dom Pedro II e a Estação Guaianases, da CPTM – Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. O trecho II deve ter 9,4 Km de extensão.

Após uma proposta da empresa fabricante de baterias, painéis solares e ônibus elétricos BYD, interessada em assumir a construção, a prefeitura abriu no dia 12 de janeiro de 2018, um PMI – Procedimento de Manifestação de Interesse para construção do BRT Radial Leste.

Ainda não houve uma definição sobre o futuro do corredor

Pelo PMI de um ano atrás, as obras deveriam custar R$ 550 milhões e seriam realizadas pela iniciativa privada. O investimento inclui a requalificação das vias asfálticas e calçadas, além da construção de viadutos, túneis e passarelas, num total de 22 intervenções.

Com 29 paradas de embarque, o corredor será dividido em três trechos:  o trecho I com 12 Km; o trecho II com 7,4 KM, e o III com 9,4 Km. A estimativa demanda no pico é de 25 mil passageiros hora/sentido ao longo do corredor, distribuídos pelos trechos da seguinte forma: 15 mil no Trecho I; 7 mil no trecho II e 3 mil passageiros no Trecho III.

A remuneração da empresa ou consórcio seria por meio de pagamentos diretos feitos pela prefeitura, ressarcindo os valores investidos nas obras e mais uma remuneração prevista em contrato.

OUTROS CORREDORES ESTÃO BARRADOS:

Se as notícias do Congresso foram positivas em relação ao trecho 2 do BRT Radial Leste, quanto as outros corredores, foi mantido o bloqueio de liberação de verbas federais e financiamentos.

Os motivos são irregularidades apontadas pelo TCU – Tribunal de Contas da União nos projetos e processos licitatórios, como sobrepreço, prejuízo à competitividade, estudo de viabilidade técnica-econômica e ambiental deficiente, restrição à competitividade da licitação decorrente de critérios inadequados de habilitação e julgamento e restrição à competitividade da licitação decorrente de adoção indevida de pré-qualificação.

Os corredores de ônibus em São Paulo que não podem receber verbas federais, de acordo com a decisão do Congresso Nacional, são Capão Redondo/Campo Limpo/Vila Sônia – SP e Leste Aricanduva – SP.

A cidade de São Paulo tem 17 mil vias e apenas cerca de 130 quilômetros de corredores de ônibus, dos quais somente oito quilômetros são de BRT, no caso o Expresso Tiradentes, modelo que permite com que os coletivos desenvolvam velocidades maiores e transportem mais gente. Há também em torno de 500 quilômetros de faixas comuns à direita para ônibus.

Em entrevista ao Programa Roda Viva, da TV Cultura, no último mês, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas, disse que, por questões orçamentárias, a gestão corre o risco de não cumprir a meta de 72 km de corredores prevista até 2021.

A cidade de São Paulo tem uma frota de 14,1 mil ônibus que registram em torno de 9,5 milhões de passageiros todos os dias.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Rodrigo Zika! disse:

    De novo a novela do TCU eterna, Adamo não entendi uma coisa, o trecho liberado da Radial Leste e somente o trecho 2? E o trecho 1 como fica? Já que são divididos em 2 trechos esse corredor.

  2. Levi De Araujo disse:

    A Cidade e o Estado de São Paulo tem o valor dos impostos gerados distribuídos por todos Estados do país. Ficamos com o ônus dos problemas de uma metrópole enquanto os demias Estados ficam apenas com o bônus. E depois ainda dependemos do Congresso para que uma pequena fatia retorne aos que trabalham e produzem e dependem do transporte coletivo.
    Isso precisa mudar.

  3. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    E o Corredor SPTrans – Term. Pq. D. Pedro II/Celso Garcia/ Penha – PROMESSA MENTIROSA (POIS DA PRA FAZER… NAO É FEITO POR FALTA DE “CULHOES” E VONTADE POLITICA…) DE CAMPANHA DO ENTÃO CANDIDATO A PREFEITURA EM 2.008, O KASSAB ! VAI CAINDO NO TOTAL ESQUECIMENTO ! OSTRACISMO TOTAL! Na época … a desculpa do Kassab pós – Eleição e posse … ERA A “MANUTENÇÃO DO ‘RICO PATRIMÔNIO HISTÓRICO ‘ ” … kkkkkkkkkkkkkk AQUELE MONTÃO DE CORTIÇOS E LOCAIS DAS SEITAS AONDE SE “DEPENAM” PESSOAS EM TUDO ATE NA GRANA ! USANDO-SE O SACRATISSIMO E SANTISSIMO NIME DE NOSSO SENHOR JESUS CRISTO! E ETC … E BARES NOJENTOS FREQUENTADOS PENA ESCÓRIA DO MUNDO … VARIOS “INFERNINHOS…” TUDO ENTRE O TERM. PQ. D. PEDRO II E AS PROXIMIDADES DA ANTIGA FEBEM DO TATUAPE… ! MISERICÓRDIA ! INCOMPETENTE E LADRÃO! Se fosse o Maluf… apesar de ser o eterno “ROUBA MAS FAZ!” ja estaria funcionando tal Corredor a anos! Esse Corredor BENEFICIARIA AS ÁREAS 03,04,05, E 02… ALÉM DE PELO MENOS UMA LINHA DA ÁREA 08 E OUTRA DA ÁREA 06…! A RADIAL LESTE PRECISA SIM DE BRT ! MAS A RANGEL PESTANA/CELSO GARCIA E AMADOR B. DA VEIGA PRECISAVAM E MUITO DE UM CORREDOR E A ANOS!

    1. Rodrigo Zika! disse:

      Esquece esse corredor da Celso Garcia, teria que desapropriar muitas casas, e o custo e alto, e empresas não tem interesse, o da Radial e longo e tem muito a aproveitar, comércios, estações do Metrô, não e a toa que a BYD se interessou, ate mesmo do Aricanduva que continua barrado, e mais fácil sair do papel, e precisa urgente, veremos.

      1. WILLIAM DE JESUS SANTOS disse:

        Esquece a Celso, mesmo! A prova de que ninguém tá nem aí é que tiraram o sentido exclusivo para ônibus. O tempo de viagem praticamente triplicou e a Sptrans e prefeitura não estao nem ai!

        Deveriam deixar a Celso inteira só pra ônibus é as ruas paralelas sim para os carros. Em alguns lugares do Abc onde a Metra opera é desse jeito

Deixe uma resposta