“Parte de monotrilho” cai em avenida e circulação foi em velocidade reduzida da Linha 15-Prata por quatro horas

Monotrilho da linha 15-Prata

Trecho teve apoio de ônibus. Não houve relatos de feridos

ADAMO BAZANI

ATUALIZAÇÃO:

Durante a tarde, o Metrô confirmou que uma peça se soltou, mas disse que telas evitam queda em ruas, calçadas e avenidas:

Metrô confirma que peça de sistema elétrico de monotrilho se soltou, mas diz que Linha 15 possui telas que evitam queda de objetos na rua

A situação de quem usa a linha 15-Prata do monotrilho foi difícil na manhã desta terça-feira, 29 de janeiro de 2019.

A velocidade é reduzida desde ontem. Oficialmente, em suas redes sociais, de forma superficial, a Companhia do Metrô, que também é responsável pelo modal monotrilho, disse apenas que houve uma interferência na via na região da Estação Vila União.

Esta interferência, na verdade, de acordo com uma reportagem da TV Globo que esteve no local, foi que peças que sustentavam o chamado “terceiro trilho” se soltaram e caíram na Avenida Professor Luís Inácio de Anhaia Melo.

Ainda de acordo com a reportagem, as peças foram encontradas por passageiros e entregues aos funcionários.

O trajeto entre as estações São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União, forma o mais novo trecho da linha 15-Prata de monotrilho, que passou a operar no mesmo horário do Metrô em 12 de janeiro de 2019 e foi inaugurado em 06 de abril de 2018.

Não há informações sobre pessoas que tenham sido atingidas pelas peças e que se feriram ou veículos danificados.

Peças de suporte de monotrilho que teriam se soltado da linha 15-Prata

“Terceiro trilho” é um equipamento por onde passa a energia elétrica dentro do trilho.

O trecho entre estações São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União é o que mais tem apresentado problemas de operação desde a abertura, com constantes falhas e necessidade de o Metrô chamar ônibus para dar apoio ao modal.

Em vídeos que circularam em redes sociais, pessoas que estavam na estação Vila União comentam sobre o problema.

RESPOSTA:

Segundo contato do Metrô ao Diário do Transporte feito aproximadamente às 8h20, após solicitação da reportagem,por meio da assessoria de imprensa , no início das operações foi identificada uma falha no equipamento de energização  da via localizado próximo à estação Vila União.

O problema ocorreu entre 04h40 e 08h15.

Por causa disso, apenas um trem circulou em via singela, ou seja, apenas em um dos trilhos, alternando os sentidos de viagem no trecho compreendido entre as estações Vila União e São Lucas, o mais novo em operação.

Ainda de acordo com o Metrô, se quisesse continuar viagem, o passageiro desembarcava na estação São Lucas e depois embarcava em um dos três trens que operavam entre as estações São Lucas e Vila Prudente, um dos extremos da linha.

A Companhia do Metrô diz que não é oficial a informação veiculada pela TV Globo na manhã desta terça-feira, 29, de que uma peça que sustentava o “terceiro-trilho” se soltou e caiu na Avenida Professor Luís Inácio de Anhaia Melo que vai apurar a notícia.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. André Rodrigues disse:

    As coisas feitas as pressas, da nisso o senhor picolé de chuchu querendo ganhar as eleições, entrega as obras sem conclusão da nisso.
    Ainda bem que não feriu ninguém.

    1. Gisele Tatiane Moreno Fernandes disse:

      Feita as pressas ?? Kkkkk gente esse negócio tem quase 15 anos de preparação kkkkkk

    2. Valdir dos Santos disse:

      São Paulo é a unica cidade do mundo onde o monotrilho percorre longas distâncias. Em todas as outras é usado para ligar terminais aeroportuários. Não há outra experiência como a da linha Prata
      Talvez por isso até hoje haja tão poucas estações em operação. Engenheiros do metrô-SP declararam em palestras as dúvidas sobre o desempenho do monotrilho para transporte de massa.

      1. Caio César disse:

        Você está equivocado, Valdir. Sugiro que pesquise sobre o caso de Chongqing, na China.

    3. mirIan Pereira ubeda disse:

      como você é idiota

    4. Rafael A. Puttini disse:

      Monotrilho bate um no outro agora pouco na Av Sapopemba. Estação Planalto. 🤦‍♂️

  2. Leidjane Ferreira disse:

    As pressas? Tem mais de 10 anos que essa obra não sai e ainda tiraram o trecho que ia pra Cidade Tiradentes!

  3. Davi Sanduar disse:

    Acho que não foi feito as pressas, está a anos atrasado kkkk

  4. Alves de Mello disse:

    ” inabilidade paquidérmica” na execução da obra. Alves de Mello.

  5. Kátia Arruda disse:

    Diariamente os usuários enfrentam problemas, e sempre em horário de pico. Utilizo todos os dias e todos os dias eu enfrento problemas ou na ida ou na vinda. As escadas rolantes da vila União sentido bairro só funcionou 2 vezes em todo esse período. É revoltante e isso porque há anos estão construindo. A insatisfação é tremenda

  6. maria fumaça disse:

    vamos mudar o nome pra TRINCA TRILHO.

  7. Viviane Ferreira da Silva disse:

    Exatamente

  8. Jose Carlos Santos Nunes de Azevedo disse:

    Que coisas feitas às pressas que nada. 8 anos pra entregar 5 estações. As 4 semiacabadas que faltam vão levar mais quantos anos? Mais quantas licitações e mais quanto dinheiro pelo ralo (bolso)?
    Vergonha.

  9. Fernando Matias da Silva disse:

    A verdade que eles estão sucateamento pra entregar a empresa privada. Não só está linha mas a verde e CPTM. CCR banca o PSDB. E em troca ganha as privatizações.

  10. Eddie disse:

    Os Simpsons previram isso!

    1. Luiz Vinicius Santos de Queroz disse:

      Esse povo que se acha inteligentinho, kkk e tbm se formou as pressas, não sabe interpretar um texto…
      O primeiro comentário tem toda razão, entregou as pressas sim, pois entregou antes de estar devidamente acabado e testado, não tem nada haver com tempo total de execução que sabemos que superfaturou e não entregou no prazo…
      Picolé de chuchu é froid…

  11. Edelcio Cano disse:

    Toda semana tem problema no Monotrilho, infelizmente não é confiável, mora próximo a estação Camilo Haddad e falo com propriedade. Está semana o problema começou no dia 28/01 logo cedo, com velocidade reduzida e paradas longas nas estações até a V. Prudente.

  12. Hélio disse:

    O monotrilho ficou de abril a dezembro em testes e quando foi liberado no horário integral, começou aparecer os defeitos, muitas paradas num espaço de tempo muito curto, causando muito transtorno aos usuários.

  13. Maria ESTELA ZIROLDO disse:

    FIZ O PERCURSO A SEMANA PASSADA E FIQUEI ASSUSTADA COM O BARULHO EXCESSIVO NOS TRILHOS!!!Já andei em outros países que possuem este tipo de transporte e os vagões deslizam sobre os TRILHOS!!
    Que tal realizarem uma auditoria !???
    ESTÃO esperando acontecer outras tragédias ??
    Isto é muito sério!!!!

  14. Adilio Faustini disse:

    Pela chamada pensei que tinha caído uma viga, caiu umas pecinhas que nada interfere na locomoção e na segurança. O Monotrilho que está sendo feito na China e muito maior que o de São Paulo.

    1. blogpontodeonibus disse:

      Se em nada interfere na locomoção e na segurança, por que operou em via singela, maior tempo de parada e o Metrô precisou de ônibus?

  15. Júlio Martins disse:

    Caro Adamo, faltou uma coisinha Básica: De onde é esta notícia? Nem sabia que existia Montrilho no Brasil. Nos Comentários vejo alguém se referindo a São Paulo. Nos comentários, não na matéria!… Lembrem-se que na internet o alcance é mundial, pô !? Existe um péssimo hábito na imprensa paulista em falar de assuntos locais, como se o Brasil inteiro devesse conhecer as ruas, bairros, praças e rodovias de SP. Bora mudar isso… Tá na hora.

  16. Carlos disse:

    Pela chamada da matéria pensei que tinha caído um vagão.

    1. blogpontodeonibus disse:

      Por isso que é legal ler a matéria e não só o título.

Deixe uma resposta