São José dos Campos reajusta tarifa de ônibus para R$ 4,30 a partir de 28 de janeiro

Foto: Claudio Vieira / Prefeitura de São José dos Campos

Valor será cobrado do usuário do Bilhete Único. Para Vale-Transporte e pagamento em dinheiro, a tarifa sobe para R$ 4,90

ALEXANDRE PELEGI

Seguindo a onda de muitas cidades brasileiras, São José dos Campos, sede do Vale do Paraíba, anunciou o reajuste da tarifa do transporte coletivo municipal.

O comunicado foi feito nesta sexta-feira, dia 18 de janeiro de 2019, em entrevista coletiva do prefeito Felício Ramuth.

A partir do dia 28 de janeiro o joseense pagará R$ 4,30 para andar de ônibus, mesmo valor da tarifa básica dos ônibus em São Paulo. Atualmente, a tarifa está em R$ 4,10, reajuste portanto de 4,87%.

Este valor, no entanto, será praticado apenas para quem possui o bilhete único. Para os pagantes em dinheiro o valor sobe para R$ 4,90, mas somente a partir de 4 de fevereiro, uma semana depois.

O Vale-Transporte também foi reajustado, passando de R$ 4,70 para R$ 4,90, aumento de 4,25%.

Segundo informou a prefeitura, 1/5 dos usuários (23%) pagam a tarifa com dinheiro.

Para o transporte alternativo, que não possui bilhetagem eletrônica, a tarifa será de R$ 4,30.

Os estudantes pagam 50% do valor da tarifa. E aos domingos, a passagem terá desconto de R$ 0,50 com cartão.

O último reajuste, segundo a prefeitura, havia sido concedido em abril de 2017, quando subiu de R$ 3,80 para R$ 4,10. “Desde então a tarifa ficou congelada para os usuários comuns”, afirma comunicado publicado no site da administração municipal.

A nova tarifa, segundo comunicado da prefeitura de São José, “foi calculada com base no contrato de concessão do transporte público. A fórmula leva em consideração custos como salário dos funcionários, preço do combustível e índice da inflação, além de aspectos operacionais, como o tamanho da frota, dos itinerários e a quantidade de passageiros transportados. A lei federal que garante isenção do ISS (Imposto Sobre Serviços) para as empresas de transporte público também foi considerada para fazer o cálculo final da tarifa”.

As atuais concessionárias do transporte coletivo local tinham solicitado valor de até R$ 6. Um dos motivos citados, além do aumento do custo operacional, foi a grande evasão de passageiros, fenômeno que vem ocorrendo de forma ininterrupta desde 2013.

A própria prefeitura aponta que houve uma queda de 4% no número de passageiros transportados entre 2017 e 2018, de 3.904.571 para 3.748.225.

Três empresas dividem a concessão do transporte em São José: Saens Peña, Expresso Maringá e CS Brasil.

A prefeitura informa que são mais de 100 linhas, atendidas por uma frota de quase 400 ônibus, que em 2018 realizaram 84,5 milhões de viagens.

FACILIDADES E MELHORIAS

A Prefeitura anunciou também que adotará uma série de ações para facilitar a aquisição e a recarga do Bilhete Único. Em fevereiro e março, a emissão dos cartões não terá custo para os usuários.

Outra novidade: para recarga, haverá ampliação dos pontos de venda de 25 para 50 até o mês de março, chegando a 100 pontos em abril.

Além disso, a partir de fevereiro a recarga do Bilhete poderá ser feita pelo aplicativo do Smartphone.

A Prefeitura anuncia que está trabalhando com vistas a uma nova licitação do transporte coletivo. Para tanto, iniciou a criação e implantação do Conselho Municipal de Mobilidade Urbana, e contratou a FGV (Fundação Getúlio Vargas) para consultoria e planejamento das questões referentes ao tema. “As duas ações contribuirão para o trabalho de elaboração da nova licitação do transporte público urbano, cujos estudos tiveram início neste mês”.

Confira as cidades brasileiras que reajustaram o valor das tarifas do sistema coletivo recentemente: 

As tarifas do Metrô e da CPTM aumentaram no dia 13 de janeiro de 2019, passando de R$ 4,00 para R$ 4,30. O reajuste também afetou as integrações com os ônibus municipais da capital paulista, de gestão da SPTrans – São Paulo Transporte.

A tarifa dos ônibus da capital paulista subiu no dia 6 de janeiro de 2019, passando também de R$ 4,00 para R$ 4,30.

GRANDE SÃO PAULO:

Tarifas da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, aumentam dia 20 de janeiro. Leia: Tarifa dos trólebus e ônibus do Corredor ABD vai para R$ 4,80 neste domingo, 20. Sobem também tarifas dos demais ônibus do sistema EMTU e VLT da Baixada

Itapecerica da Serra: De R$ 3,50 para R$ 3,75 – 13 de janeiro de 2019

São Caetano do Sul: De R$ 4,20 para R$ 4,50 –  13 de janeiro de 2019

Mogi das Cruzes: De R$ 4,10 para R$ 4,50 – 13 de janeiro de 2019

Cajamar: De R$ 4,35 para R$ 4,60 – 13 de janeiro de 2019

Ribeirão Pires: De R$ 4,00 para R$ 4,40 – Vale-Transporte: R$ 4,60 – 13 de janeiro de 2019

Rio Grande da Serra: De R$ 3,80 para R$ 4,20 – 12 de janeiro de 2019

Francisco Morato: De R$ 4,20 para R$ 4,45 – 07 de janeiro de 2019

Franco da Rocha: De R$ 4,35 para R$ 4,60 – 07 de janeiro de 2019

Santo André: De R$ 4,40 para R$ 4,75 e Vale-Transporte de R$ 5,50 para R$ 5,95 – 06 de janeiro de 2019

Caieiras: De R$ 4,35 para R$ 4,60 – 06 de janeiro de 2019

Diadema: De R$ 4,40 para R$ 4,65 – 06 de janeiro de 2019
(Cartão SOU Comum – R$ 4,25 / Dinheiro –  R$ 4,65 / Vale Transporte – R$ 4,88)

Barueri: De R$ 4,35 para R$ 4,50 – 06 de janeiro de 2019

Carapicuíba: De R$ 4,35 para R$ 4,50 – 05 de janeiro de 2019

Osasco: De R$ 4,35 para R$ 4,50 – 01º de janeiro de 2019

São Bernardo do Campo: De R$ 4,40 para R$ 4,75 – 01º de janeiro de 2019

Itapevi:  De R$ 4,35 para R$ 4,50. – 01º de janeiro de 2019

Cotia: De R$ 4,35 para R$ 4,50. – 16 de janeiro de 2019

INTERIOR DE SP:

Outros municípios, considerando valor pago em dinheiro

Santos, litoral paulista: De R$ 4,05 para R$ 4,30. 13 de janeiro de 2019

Peruíbe, litoral paulista: De R$ 3,30 para R$ 3,50. 13 de janeiro de 2019

Catanduva, interior de São Paulo: De R$ 3,75 para R$ 4. 07 de janeiro de 2019

São José do Rio Preto, interior de São Paulo: De R$ 3,10 para R$ 3,30. 05 de janeiro de 2019

Araras, interior de São Paulo: De R$ 3,20 para R$ 3,40. 1º de janeiro de 2019

Itapeva, interior de São Paulo: De R$ 4 para R$ 4,50. 1º de janeiro de 2019

Itapetininga, interior de São Paulo: De R$ 3 para R$ 3,50. 18 de dezembro de 2018

Presidente Prudente, interior de São Paulo: De R$ 3,50 para R$ 4. 20 de janeiro de 2018

Praia Grande, litoral paulista: De R$ 4,05 para R$ 4,30. 06 de janeiro de 2019

Franca, interior de São Paulo: De R$ 4,10 para R$ 4,30. 11 de janeiro de 2019; (valor antigo se mantém para quem aderir ao sistema de bilhetagem eletrônica)

Sorocaba, interior de São Paulo: De R$ 4,20 para R$ 4,40. 22 de janeiro de 2019

OUTROS ESTADOS        

Florianópolis, Santa Catarina: De R$ 4,20 para R$ 4,40. 1º de janeiro de 2019

Joinville, Santa Catarina: De R$ 4,65 para R$ 4,80. 07 de janeiro de 2019

Jaraguá do Sul, Santa Catarina: De R$ 4,75 para R$ 5,00. 1º de janeiro de 2019

Lages, Santa Catarina: De R$ 3,80 para R$ 4,00. 1º de janeiro de 2019

Cuiabá, Mato Grosso: De R$ 3,85 para R$ 4,10. 02 de janeiro de 2019

Várzea Grande, Mato Grosso: De R$ 3,85 para R$ 4,10. 04 de janeiro de 2019

Pouso Alegre, Minas Gerais: De R$ 3,60 para R$ 3,80. 02 de janeiro de 2019

Luís Eduardo Magalhães, Bahia: De R$ 2,80 para R$ 4,00. 15 de dezembro de 2018 (REAJUSTE SUSPENSO POR DECISÃO JUDICIAL EM 9 DE JANEIRO DE 2019);

Teresina, Piauí: De R$ 3,60 para R$ 3,85. 10 de janeiro de 2019

Ribeirão das Neves, Minas Gerais: De R$ 3,85 para R$ 4,25. 7 de janeiro de 2019

Santa Luzia, Minas Gerais: De R$ 3,80 para R$ 4,25 (pagamento no Cartão) e R$ 4,50 (pagamento em dinheiro). 13 de janeiro de 2019

Barbacena, Minas Gerais: De R$ 3,05 para R$ 3,25. 21 de janeiro de 2019

Vila Velha, Espírito Santo: De R$ 3,20 para R$ 3,75. 14 de janeiro de 2019 (falta homologação do prefeito)

Vitória, Espírito Santo: R$ 3,35 para R$ 3,75. 14 de janeiro de 2019

Grande Vitória (sistema Transcol): De R$ 3,40 para R$ 3,75 (dias úteis). 11 de janeiro de 2019

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta