Fortaleza já tem 11 linhas de ônibus que só aceitam pagamento por meio eletrônico

Crédito: Marcos Moura (prefeitura de Fortaleza) Foto meramente ilustrativa

Etufor nega intenção de eliminar cobrador, e afirma que testes têm como objetivo agilizar embarque e desembarque

ALEXANDRE PELEGI

Começou em novembro deste ano, com a linha 150 (Siqueira/ Papicu/ Washington Soares), em Fortaleza, os testes realizados pela prefeitura com ônibus operando sem a figura do cobrador. A linha, escolhida como piloto, admite como única forma de pagamento o meio eletrônico – vale transporte, bilhete único ou carteirinha de estudante (com crédito). Relembre: Fortaleza faz testes com ônibus sem cobrador e sindicato teme desemprego

Logo na sequência mais duas linhas se juntaram a ela na fase de testes: a linha 129 – Parangaba Náutico (simultânea à linha 029) e a 145 – Conjunto Ceará Papicu via Montese (simultânea à linha 045). Relembre: Fortaleza amplia testes com ônibus sem cobrador

Hoje já são 11 as linhas que circulam na capital cearense sem a presença do cobrador, e sem o dinheiro como forma de pagamento.

O projeto-piloto, implantado pela Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP) e a Empresa de Transporte Urbano de Fortaleza (Etufor), tem revoltado os funcionários do setor de transportes, que têm feito manifestações contrárias à extinção da função de cobrador.

Um exemplo disso aconteceu no dia 29 de novembro, quando um protesto de motoristas e cobradores paralisou o terminal de ônibus do Bairro Antônio Bezerra, na capital do Ceará. Relembre: Protesto de motoristas e cobradores paralisa terminal de ônibus em Fortaleza

Para quem prefere pagar a passagem em dinheiro, a SCSP esclarece que “o projeto piloto não interfere na opção dos usuários que utilizam outra forma de pagamento, já que as novas linhas realizam os mesmos percursos de linhas já existentes, ou seja, operam simultaneamente.”

E para quem se queixa da ausência do cobrador, os dois órgãos municipais, SCSP e Etufor,  esclarecem por meio de nota que buscam somente “fornecer mais uma alternativa para o usuário do transporte público, promovendo ganhos de velocidade, mas mantendo o serviço original nas linhas já existentes”. E que o conceito adotado se propõe a ser uma estratégia de operação de curto prazo, “mantendo o serviço original do sistema, onde os cobradores estão presentes”.

Em resumo, o objetivo é usar a tecnologia para agilizar o embarque e desembarque de passageiros, e desta forma encurtar os tempos de viagem dos ônibus, melhorando a conexão entre os terminais do Siqueira, Conjunto Ceará e Papicu.

Outro ponto citado pela administração municipal é a redução do dinheiro a bordo dos ônibus, o que aumenta a segurança, tanto do público, como dos funcionários.

As novas linhas permitem também o uso da integração por Bilhete Único.

Veja quais são as 11 linhas que participam dessa fase de testes:

124

 Antônio Bezerra/Lagoa/Unifor

129

 Parangaba/Naútico II

141

 Parangaba/Oliviera Paiva/Papicu

145

 Conjunto Ceará/Papicu/Via Montese II

144

 Parangaba/Papicu/Via Montese II

150

 Siqueira/Papicu/Washington Soares

174

 Antônio Bezerra/Unifor

177

 Parangaba/Mucuripe

192

 Antônio Bezerra/Papicu/Praia de Iracema

199

 Siqueira/Mucuripe/Barão de Studart

300

 Siqueira/Centro/Expresso

 

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Gilvan carlos dos santos disse:

    Realmente a tendência é essa mesmo,tudo se evolui, e a figura do cobrador e muito antiga , eu que vazia parte da oposição em Pernambuco a dez anos atrás a gente já alertava a categoria, não deu ouvido, realmente a função de cobrador e a do fiscal esta preste a ser desimada , a do cobrador e com o bilhete eletrônico e a do fiscal , os carro sai da garagem com os horário a ser comprimento e é monitorado através de GPS sem a presença do fiscal, quem tem essas função tem de corrê atrás de se aperfezsuar em outra profissão, o caso é serio.

    Obrigado meu nome é Gilvan , moro aqui em Maceió Alagoas
    Fone 082-99652-1021.

  2. José disse:

    Sabe o que é pior nisso tudo….os empresarios encontraram um meio de tirarem o deles da reta, pois agora, o ladrão só vai assaltar os passageiros, que tem celular, dinheiro, óculos, bolsa, já a empresa, não perderá um centavo. Otima estratégia para aumentarem o faturamento, fazer o povo de besta e botar o motorista para trabalhar em dobro. já não bastava o serviço braçal, agora ainda será consultor.

Deixe uma resposta