Tarifas das linhas metropolitanas integradas ficam mais caras após Justiça liberar reajuste do Metrô de BH

Publicado em: 14 de novembro de 2018

Com aumento da tarifa do metrô de BH, integrações com transporte metropolitano também foram reajustadas

STJ derrubou liminar que impedia tarifa do Metrô a R$ 3,40; com isso, valor da integração aumenta  

ALEXANDRE PELEGI

A decisão do Superior Tribunal de Justiça, revogando a suspensão do reajuste da tarifa unitária do metrô de Belo Horizonte, provocou um efeito cascata. Relembre: STJ derruba liminar que impedia reajuste da tarifa do metrô de BH

Com a tarifa do sistema metroviário subindo de R$ 1,80 a R$ 3,40, o preço das tarifas do Integração para as linhas de ônibus da capital mineira e metropolitanas foram puxadas para cima.

O aumento passou a vigorar desde a zero hora desta quarta-feira, dia 14 de novembro, e atinge tanto o valor do bilhete integrado ônibus-metrô comprado nas estações, como o serviço com o Cartão Ótimo.

As empresas do sistema metropolitano já foram comunicadas para a cobrança dos novos valores da tarifa reajustada, conforme resolução publicada na edição desta quarta no Diário Oficial do Estado de Minas Gerais, segundo informação da Agência Minas, do Governo do Estado.

Segundo a Agência, o sistema metropolitano de transporte de passageiros opera com 645 linhas, sendo 36,43% (235 linhas) integradas com o metrô. A média mensal de passageiros transportados no sistema é de 17,45 milhões, sendo que 360 mil passageiros mês utilizam a integração com o metrô.

Veja a tabela com os novos valores conforme publicação do site do Governo de Minas:

tarifa_integra_BH_1tarifa_integra_BH_2tarifa_integra_BH_3

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta