Produção de ônibus tem alta de 43,6% no acumulado do ano, segundo a Anfavea

Ao todo, foram 2.310 chassis produzidos em outubro deste ano. Foto: Adamo Bazani

De janeiro a outubro, foram 25.361 unidades produzidas, comparadas a 17.656 em 2017

JESSICA MARQUES

A produção de ônibus no Brasil teve uma alta de 43,6% no acumulado do ano, segundo dados divulgados pela Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) nesta quarta-feira, 7 de novembro de 2018.

De acordo com a associação, de janeiro a outubro, foram 25.361 unidades produzidas, comparadas a 17.656 ônibus em 2017.

Para o mês de outubro, o número também foi expressivo. Ao todo, foram 2.310 chassis produzidos neste ano, enquanto no mesmo mês de 2017, foram apenas 1.528.

O segmento de ônibus urbanos puxou o aumento na produção de chassis no acumulado do ano. O aumento foi de 44,8%, sendo 13.579 unidades produzidas em 2017 e 19.667 neste ano.

Os rodoviários, por sua vez, tiveram alta de 39,7%. A produção passou de 4.077 para 5.694 chassis, comparando os dez primeiros meses do ano passado com o mesmo período deste ano.

Os números foram apresentados aos jornalistas no Salão do Automóvel 2018. O Diário do Transporte esteve presente no evento.

O presidente da Anfavea, Antonio Megale, avaliou que o crescimento no setor de ônibus é bastante expressivo e, até o final do ano, a tendência é de que a alta se mantenha.

“Sempre há necessidade de renovação de frota, prefeituras têm políticas de limitação de idade útil dos veículos, no caso dos urbanos, que têm crescimento mais expressivo. Os encarroçadores estão reportando que estão com a capacidade tomada até o ano que vem, então temos três meses pelo menos de bons resultados nesse setor”, disse.

O vice-presidente da Anfavea, Gustavo Bonini, avaliou que a alta na produção dos ônibus também é um reflexo do crescimento de caminhões, que se apoia em uma melhoria da economia brasileira.

“A economia crescendo reflete nos municípios, a renovação de frota também faz os números crescerem, na mesma proporção. São esses os dois fatores que contribuem para esse aumento”, avaliou.

Ainda segundo Megale, o mês de outubro está com resultados bastante expressivos, de modo geral. A avaliação foi feita incluindo veículos leves, caminhões, ônibus e máquinas agrícolas.

“Esse foi o melhor outubro desde 2014 e o melhor mês desde dezembro de 2014. Gradualmente, estamos voltando para aquele período em que tínhamos um mercado bastante forte”, avaliou.

LICENCIAMENTOS

O número de licenciamentos também foi positivo. De janeiro a outubro deste ano, comparado ao mesmo período de 2017, houve um aumento de 28,7%.

Nos dez primeiros meses do ano passado, foram 9.448 ônibus licenciados, enquanto no mesmo período de 2018, foram 12.159 unidades.

Com relação às marcas, a liderança continua sendo da Mercedes-Benz, com 6.341 unidades, seguida de MAN/Volkswagen.

Confira o ranking, de acordo com a Anfavea:

1º) Mercedes-Benz: 6.341 unidades, alta de 31,6%

2º) MAN/Volkswagen: 2.344 unidades, alta de 38,9%

3º) Agrale (inclui os miniônibus da Volare): 1.473 unidades, alta de 30,2%

4º) Iveco (inclui os miniônibus CityClass): 954 unidades, queda de 0,9%

5º) Scania: 599 unidades, alta de 40%

6º) Volvo: 313 unidades, alta de 21,3%

EXPORTAÇÕES

Seguindo a tendência de outros tipos de veículos, o número de exportações de ônibus apresentou uma queda no acumulado do ano.

Ao todo, a queda foi de 6,8%, de janeiro a outubro deste ano, comparado aos mesmos primeiros dez meses de 2017. O número passou de 7.636 para 7.115 unidades exportadas.

De outubro deste ano para o mesmo mês do ano passado, a queda foi mais expressiva, de 30,3%. O número de exportações, considerando ambos os períodos, foi de 661 e 931, respectivamente.

Segundo Megale, a queda na exportação, de modo geral, se deve a problemas econômicos na Argentina, que fizeram o número de vendas ao mercado externo cair. Em contrapartida, houve uma melhora na economia brasileira, o que refletiu no aumento do número de licenciamentos e na produção de veículos.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

1 Trackback / Pingback

  1. Mercedes-Benz vende 632 ônibus para fretamento em 2018 – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: