Novo consórcio passou a operar serviço de balsas no litoral paulista

Foto: Divulgação/PMI

Vencedora da licitação, Consórcio Balsa Nova assumiu com contrato de 12 meses

ALEXANDRE PELEGI

O serviço de balsas do litoral paulista, administrado pela Dersa– Desenvolvimento Rodoviário S/A, está sob operação de uma nova concessionária desde a meia-noite desta quinta-feira, dia 25 de outubro de 2018.

O Consórcio Balsa Nova, que venceu a licitação, assume os serviços de transporte marítimo por 12 meses, em substituição à Internacional Marítima, e passou a operar as oito travessias litorâneas do estado: Santos/Guarujá, Guarujá Bertioga, São Sebastião/Ilhabela, Santos/Vicente de Carvalho, Cananeia/Continente, Cananéia/Ilha Comprida e Iguape/Juréia e Cananéia /Ariri.

balsa_nova

A Dersa informa que em 2018 investiu R$ 18,3 milhões para a reforma de seis embarcações e três flutuantes. Segundo a empresa estatal, há a previsão de mais R$ 23 milhões, que seriam repassados pelo Governo do Estado, dinheiro que será usado para os serviços de manutenção das embarcações e de aquisição de novos motores para todas as travessias.

NOVAS EMBARCAÇÕES PARA A TRAVESSIA SÃO SEBASTIÃO/ILHABELA

Ainda segundo informações da Dersa, a Travessia São Sebastião/Ilhabela receberá mais duas balsas até o próximo feriado de finados, dia 2 de novembro. As duas embarcações se juntarão às cinco já existentes na travessia. Segundo a estatal, a embarcação FB-10 chegará na próxima semana. Com capacidade para 39 veículos, ela passou por completo processo de reforma e modernização, com investimento de R$ 2 milhões do Governo do Estado. Ainda em outubro chegará a FB-28, com capacidade para 65 veículos, em fase final de reforma no Guarujá.

A Dersa promete ainda para a alta temporada a chegada de uma oitava embarcação – a FB-20, com capacidade para 40 veículos, que também está sendo remodelada.

Entre o fim do ano e o início de 2019, a estatal do governo paulista prevê implantar a travessia exclusiva para pedestres, com a chegada das lanchas LS-02 e LS-04, atualmente em reforma. As duas receberam investimento de R$ 6,7 milhões, e têm capacidade para transportar até 370 passageiros cada uma por viagem. Com esse reforço, aumentará em cerca de 30% a capacidade de veículos em cada ferryboat.

Os flutuantes, tanto em São Sebastião quanto em Ilhabela, estão recebendo reforma completa com investimento de R$ 3 milhões, e a previsão é de que os trabalhos serão concluídos ainda neste mês.

OUTRAS TRAVESSIAS:

Santos/Vicente de Carvalho – dispõe de quatro lanchas, atendendo cerca de 14 mil usuários diariamente. Conta com a nova embarcação LS-05, para 450 passageiros, entregue em setembro em substituiu à LS-01.

Santos/Guarujá – recebeu o reforço de duas embarcações reformadas em setembro deste ano. A FB-05, com capacidade para 28 veículos, e a FB-19, com capacidade para 50 veículos.

Guarujá/Bertioga –margem de Bertioga conta com um flutuante modernizado, que recebeu investimento de R$ 1,5 milhão.

Cananéia/Ilha Comprida – a Dersa pevê para dezembro a chegada da balsa FB-12, com capacidade para 28 veículos, que passa por completa remodelação.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Anselmo Souza Rosa dos Santos disse:

    Não conheço todos os trechos em que se usam essas balsas, mas não seria mais fácil e melhor pra população, a construção de viadutos nessas regiões, principalmente nas travessias Bertioga/Guarujá e Guarujá/Santos?

    1. Ligeiro disse:

      Construções requerem tempo, custos altos e também um prejuízo relativo a fauna local, fora também a necessidade de área de manobra para embaracações.

      Lembremos que houve os estudos e tentativa de instalação de um túnel, mas sem continuidade no projeto.

  2. sAMUEL jOSELITO disse:

    A travessia Santos-Guarujá tem 400 METROS, uma distância considerável ! Na China inauguraram uma ponte com 55 KILOMETROS !!!

Deixe uma resposta