Taubaté inicia cadastramento de biometria facial nos ônibus em novembro

Objetivo é combater fraudes em gratuidades no transporte público

JESSICA MARQUES

A partir de novembro, os passageiros de Taubaté, no interior de São Paulo, vão começar a ser cadastrados no sistema de biometria facial nos ônibus da cidade. A empresa ABC Transportes, responsável pelo transporte público do município, fará o cadastramento.

Conforme explicado pela Prefeitura, o novo sistema permite a avaliação das características faciais de uma pessoa por meio de parâmetros digitais. A princípio, o cadastramento será feito para passageiros com benefícios de isenção ou desconto.

“O objetivo do sistema é combater fraudes nos benefícios de gratuidades, garantindo que o cartão seja utilizado somente pelo seu titular, real beneficiário do desconto ou isenção”, informou a Prefeitura, em nota.

Desta forma, quando o cartão for encostado no validador para liberação da catraca, a câmera instalada captará imagens do rosto do passageiro.

As fotos serão processadas e comparadas às do banco de dados, com imagens capturadas no ato de cadastramento do usuário. Após a identificação, a liberação da catraca ocorrerá normalmente.

Em nota, a Prefeitura informou que o investimento da ABC Transportes no sistema foi de R$ 800 mil.

Os usuários deverão se cadastrar na loja da ABC Transportes, conforme o cronograma abaixo:

– Novembro/2018 – idosos acima de 65 anos

– Dezembro/2018 – sênior entre 60 e 64 anos

– Janeiro/2019 – pessoas com deficiências e demais gratuidades

– Fevereiro/2019 – estudantes

O funcionamento do sistema ocorre conforme o término do cadastramento de cada um dos grupos acima, segundo a Prefeitura.

A loja da ABC Transportes está localizada no Terminal Rodoviário Urbano (Rodoviária Velha), parque Dr. Barbosa de Oliveira, s/nº – boxe 70.

O atendimento será das 8h às 17h, nos dias úteis, e das 8h às 11h30, aos sábados, com apresentação dos seguintes documentos originais e cópias: RG, CPF, comprovante de residência nominal (recente, no período máximo de 3 meses) e cartão SIM (apenas sênior).

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: