Rio cria comitê que vai definir entrega de dados operacionais por viações

Foto: Adamo Bazani

Novo procedimento deverá apresentar a forma de entrega automática dos dados, direto do Sistema de Bilhetagem Eletrônica. Resolução foi publicada no Diário Oficial da cidade, e menciona termo de conciliação firmado entre a prefeitura e o Rio Ônibus

ALEXANDRE PELEGI

Uma resolução da Secretaria Municipal de Transportes (SMT) do Rio de Janeiro, publicada no Diário Oficial da cidade desta quinta-feira, dia 5 de outubro de 2018, institui um comitê para propor novos padrões de entrega dos dados operacionais através do Relatório Diário de Operações – RDO do Sistema de Transportes Público por Ônibus.

O novo procedimento deverá apresentar a forma de entrega automática dos dados, direto do Sistema de Bilhetagem Eletrônica – SBE.

A resolução faz menção ao termo de conciliação firmado entre a SMT e os Consórcios do Serviço Público de Transporte de Passageiros por Ônibus, com a interveniência do RIO ÔNIBUS, datado de 27 de abril de 2018.

O termo foi assinado pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, após definir as contrapartidas assumidas pelo sindicato que representa as empresas de transporte coletivo. O acordo vinculou o reajuste da tarifa, de R$ 3,95, à retirada das ações judiciais movidas pelas empresas de ônibus contra a prefeitura, além de uma série de outras contrapartidas, como a climatização da frota.

Quanto aos dados operacionais do sistema, o site da prefeitura, ao anunciar o acordo, em 01 de junho deste ano, citou uma declaração do prefeito Marcelo Crivella: “A caixa preta não vai continuar. Os números do Rio Ônibus serão divulgados: quantos ônibus estão rodando, quais linhas estão trafegando, quantas pessoas estão passando nos coletivos, quem são os universitários, quem são os idosos, quem são as pessoas com deficiência, enfim, tudo isso será transparente”.

A resolução publicada hoje, de nº 3032, que institui o Comitê de Trabalho, define a composição do grupo, que será composto por representantes dos seguintes setores da SMT, sob a presidência do primeiro:

I – Coordenadoria Controle Técnica de Gestão da Operação – TR/SUBT/CTGO;

II – Coordenadoria Gestão e Monitoramento – TR/SUBT/CTGO/CGM;

III – Coordenadoria de Gestão e Fiscalização Financeira – TR/SUBT/CGFF;

IV – Representante dos Concessionários do Serviço Público de Transporte de Passageiros por Ônibus – SPPO/RJ.

A resolução também define que o “Comitê de Trabalho poderá requerer a presença de representantes de outros órgãos e/ou entidades para auxiliar no trabalho”.

Dentre as funções do Comitê, está a obrigatoriedade de apresentar relatório conclusivo dos trabalhos, “contendo minuta de nova regulamentação, sob a forma de ‘Resolução’ acerca dos procedimentos de entrega do Relatório Diário de Operação – RDO no prazo de 60 (sessenta) dias”. A minuta deverá ser submetida à Secretária Municipal de Transportes.

O Diário do Transporte esteve no dia 3 de agosto deste ano no Rio de Janeiro, ocasião em que a prefeitura do Rio de Janeiro e o Rio Ônibus anunciaram uma série de medidas decorrentes do acordo firmado. Relembre: Crivella anuncia novas pinturas de ônibus no Rio, aplicativo de celular, recuperação de BRT e ronda em ônibus

Matéria anterior também divulgou o acordo entre Prefeitura e empresas de ônibus do Rio: Após acordo que elevou tarifa dos ônibus no Rio, Crivella fala que “caixa-preta” do setor está sendo aberta

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: