ENTREVISTA: Com reação na economia, Mascarello aumenta produção para oito carrocerias por dia

Entre os segmentos de presença da Mascarello está o de ônibus de fretamento. – Clique na imagem para ampliar – Foto - Divulgação

De acordo com a presidente da empresa, Iracele Maria Crespi Mascarello, rodoviários também estão entre os destaques, mas micros correspondem à maior parte da produção

ADAMO BAZANI

A encarroçadora de ônibus Mascarello, de Cascavel, no Paraná, começa a sentir os primeiros sinais de recuperação da economia brasileira e já ampliou a produção em comparação com o período entre 2014 e 2017, pior momento da crise.

Em entrevista exclusiva ao Diário do Transporte, a presidente da empresa, Iracele Maria Crespi Mascarello, disse que o volume atual de produção é de em torno de oito carrocerias por dia. Os micro-ônibus respondem pela maior parte deste volume, mas a empresária destacou o crescimento da procura pelos rodoviários da linha ROMA – Rodoviário Mascarello.

“São dois rodoviários, dois urbanos e o restante é de micros” – disse Iracele nesta terça-feira, 02 de outubro de 2018, em entrega de 60 ônibus urbanos convencionais, sobre chassi da Iveco, para a empresa Rápido Araguaia, de Goiânia e região metropolitana, que teve cobertura do Diário do Transporte. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/10/02/iveco-bus-e-mascarello-entregam-60-onibus-para-rapido-araguaia-em-goiania/

De acordo com o mais recente balanço divulgado pela Fabus, a associação que reúne as fábricas de carrocerias de ônibus, das 10.952 unidades produzidas por todas as marcas entre janeiro e julho, 1.283 saíram da Mascarello, o que corresponde a 11,7% do mercado geral no País.

Deste volume de 1.283, os micros correspondem a 82%, com 1.052 unidades.

Iracele destacou que o volume de produção foi maior no primeiro semestre por causa de compras públicas, como o fornecimento de carrocerias de micro-ônibus escolares para o Governo do Estado de Minas Gerais juntamente com a Iveco, que forneceu os chassis.

A Mascarello foi uma das fornecedoras de carrocerias para as 900 unidades de micro-ônibus escolares com chassi Iveco, que venceu uma licitação do Governo do Estado – Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/07/04/governo-de-minas-entrega-mais-455-novos-onibus-escolares-de-lote-de-900-unidades-vendidas-pela-iveco/

A empresária ainda disse que um dos focos da companhia é participar de compras públicas, mas somente em parceria com as montadoras dos chassis.

“Não temos capital para o risco-governo. Então a gente também não está [atualmente] vendendo tanto como a gente gostaria. Só se fizermos negócios [junto com] as montadoras, como foi no primeiro semestre com a Mercedes-Benz [Caminho da Escola, do Governo Federal] e com a Iveco [Governo de Minas Gerais].”

OUÇA A ENTREVISTA:

LEIA NA ÍNTEGRA:

Diário do Transporte: Como está a situação atual do mercado de ônibus e especificamente da Mascarello?

Iracele Mascarello: Melhorou bastante, não está exatamente como a gente queria. A gente está com a fábrica lotada agora e isso nos deixa muito satisfeitos.

Diário do Transporte: São quantos ônibus rodoviários produzidos por dia e quantos urbanos:

Iracele Mascarello: São dois rodoviários, dois urbanos e o restante é de micros.

Diário do Transporte: Uma média de oito ônibus por dia?

Isso, entre oito e nove ônibus por dia. No primeiro semestre, produzimos mais porque aí entraram os pacotes para Minas Gerais. (A Mascarello foi uma das fornecedoras de carrocerias para as 900 unidades de micro-ônibus escolares com chassi Iveco, que venceu uma licitação do Governo do Estado – Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2018/07/04/governo-de-minas-entrega-mais-455-novos-onibus-escolares-de-lote-de-900-unidades-vendidas-pela-iveco/ ).

Diário do Transporte: Compras públicas que sempre foram outro forte da Mascarello …

É verdade, mas não temos capital para o risco-governo. Então a gente também não está [atualmente] vendendo tanto como a gente gostaria. Só se fizermos negócios [junto com] as montadoras, como foi no primeiro semestre com a Mercedes-Benz [Caminho da Escola, do Governo Federal] e com a Iveco [Governo de Minas Gerais].

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: