Pinturas por empresas no Rio de Janeiro serão vitrines para ônibus com ar-condicionado na cidade

Foto: meramente ilustrativa Crédito: David Cesar Ferrão/Ônibus Brasil

As empresas poderão ter o mesmo padrão visual se pertencerem a diferentes consórcios em áreas operacionais distintas. Regulamentação foi ampliada na última sexta-feira

ADAMO BAZANI

Colaborou Jessica Marques

As novas pinturas dos ônibus da cidade do Rio de Janeiro serão uma vitrine para a administração Marcelo Crivella e para as viações exibirem a inclusão de veículos com ar-condicionado no sistema, uma promessa ainda da gestão Eduardo Paes, após um TAC – Termo de Ajustamento de Conduta firmado com o Ministério Público, mas descumprido, já que previa que até dezembro de 2016, todos os ônibus da cidade teriam aparelho de refrigeração.

O MP moveu ação contra o ex-prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, pedindo ressarcimento de R$ 5 milhões aos cofres públicos pelo descumprimento da meta, conforme noticiou o Diário do Transporte: https://diariodotransporte.com.br/2018/08/17/mp-do-rio-ajuiza-acao-contra-ex-prefeito-eduardo-paes-por-descumprir-meta-de-climatizacao-dos-onibus/

Na última sexta-feira, 24 de agosto de 2018, a Secretaria Municipal de Transportes ampliou a resolução de 02 de agosto sobre as novas pinturas de ônibus da cidade, que passam a ser individuais por empresa, determinando que os novos layouts só poderão ser aplicados em ônibus novos com ar-condicionado. Os veículos mais antigos, sem refrigeração, não poderão receber os designs novos. Já sobre os ônibus usados, mas que já possuem ar-condicionado, as empresas terão liberdade para repintarem ou não.

Os ônibus articulados do BRT continuarão com a cor azul e cinza

Art. 7º Os ônibus não climatizados que compõem a frota do Serviço de Transporte Público de Passageiros por Ônibus do Município do Rio de Janeiro – SPPO/RJ deverão ser apresentados para vistoria ordinária, obrigatoriamente, caracterizados com a identificação visual já aprovada e padronizada por consórcio, não sendo aplicáveis para esses veículos as regras aqui estabelecidas.

Parágrafo único. Para os ônibus convencionais equipados com ar-condicionado já inseridos na base de dados do sistema, fica facultado ao concessionário à alteração da identificação visual, nos termos e condições estabelecidos pelo texto resolutivo.

Art. 8º O padrão visual tratado pela presente Resolução não se aplica para veículos articulados e biarticulados que operam o Serviço Bus Rapid Transit – BRT, que deverão ser apresentados para vistoria ordinária, obrigatoriamente, caracterizados com a identificação visual já aprovada e padronizada para o BRT.

A promessa de que os ônibus antigos não seriam pintados já tinha sido feita pelo presidente do Rio Ônibus, sindicato que reúne as viações, Cláudio Callak, na ocasião do anúncio pelo prefeito Marcelo Crivella de um pacote de medidas na área de transportes em 03 de agosto. O evento teve cobertura do Diário do Transporte. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2018/08/03/rio-onibus/

Acima, pintura da empresa Ideal e, abaixo, da NovaCap.

Pela mais recente promessa da administração Crivella e das empresas de ônibus, todos os veículos de transporte coletivo da cidade terão ar-condicionado até 2020.

A resolução da última sexta-feira, 24 de agosto, reforça a primeira redação de que uma empresa poderá ter a mesma pintura mesmo participando de consórcios diferentes e atendendo a mais de uma região.

Art. 3º Diferentes consórcios poderão utilizar-se de uma mesma identificação visual nos casos em que determinada empresa consorciada constar em seus respectivos atos de constituição, devendo ser observado, entretanto, o disposto nos arts. 1º e 2º desta Resolução, a fim de possibilitar a vinculação dos ônibus a seu correspondente consórcio.

Procurado na última sexta-feira, o Rio Ônibus não se pronunciou até agora sobre a redação publicada no Diário Oficial naquele dia.


Adamo Bazani, jornalista especializado em transporte

Colaborou, Jessica Marques

2 comentários em Pinturas por empresas no Rio de Janeiro serão vitrines para ônibus com ar-condicionado na cidade

  1. A padronização de Eduardo Paes foi um grande retrocesso, não ajudou ou facilitou em absolutamente nada, o correto é a padronização ser de acordo com a empresa.

  2. João Victor Ximenes // 22 de setembro de 2018 às 19:37 // Responder

    Essa repintura dos onibus é de um inutilidade gigante. Não vai resolver com os crônicos problemas das empresas da cidade. A maioria dos ônibus vai ficar do jeito que já são com as cores do consórcios e esses onibus novos que não são nada comparado a frota de cidade pintados com essas pinturas horríveis, desfilando pela cidade. Só vai confundir os outros, pq já estamos quase 10 anos com a padronização e a única coisa que o Crivella faz e pintar onibus novo. Deveria trocar todos os onibus velhos que ainda rodam pela cidade e se não fosse trocar,pelo menos FISCALIZAR COISA QUE A PREFEITURA NAO TA FAZENDO HÁ DOIS ANOS

1 Trackback / Pingback

  1. Viação Tijuca, no Rio de Janeiro, renova a frota com 20 ônibus – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: