Transporte sustentável por ônibus na América Latina e Caribe é tema de Conferência em Foz do Iguaçu

Foto: Adamo Bazani

Banco Mundial e agências internacionais promovem evento sobre ônibus limpos, onde o foco é reduzir as emissões de CO2 no transporte coletivo da região

ALEXANDRE PELEGI

Com o objetivo de informar e ampliar o diálogo sobre a descarbonização do transporte na região da América Latina e Caribe, o Grupo Banco Mundial (WBG), o WRI e a Agência Alemã para Cooperação Internacional (GIZ) se associaram para organizar o evento “Green Your Bus Ride!”, numa tradução livre algo como “Faça um transporte limpo”, ou torne verde sua viagem de ônibus.

A Conferência começa nesta segunda-feira, dia 27 de agosto de 2018 e segue até quinta-feira, dia 30.

green_confA extensa programação compartilhará estudos de caso, soluções promovidas por países selecionados, bem como dará início a discussões aprofundadas que buscam inspirar inovações na elaboração de projetos. A iniciativa visa promover um caminhar conjunto das principais cidades na construção de uma agenda de transporte limpo.

O documento dos promotores do evento destaca que o transporte responde por um terço de todas as emissões de CO2 na região da América Latina e do Caribe, superior à participação global do setor, de 23%. Por esse motivo, cabe ao setor a tarefa de reconhecer sua responsabilidade e liderar o caminho para a mudança, se a região espera de fato cumprir as metas de implementação do Acordo de Paris estabelecidas pelo acordo do clima de 2015 e, desta forma, contribuir para o esforço global de desacelerar a mudança climática.

Em 2017, algumas grandes promessas das cidades e da indústria demonstraram o compromisso com esse esforço. O documento cita as principais:

– 12 maiores cidades do mundo, incluindo a Cidade do México e Quito (da região), comprometeram-se a comprar apenas ônibus com emissão zero a partir de 2025.

– Shenzhen, na China, tornou-se a primeira cidade do mundo a converter toda sua frota de ônibus 100% elétrica.

– Os quatro dos maiores fabricantes de ônibus e motores do mundo se comprometeram a fornecer ônibus mais limpos para 20 megacidades a partir de 2018.

Continua o documento dos promotores da Conferência:

Em todo o mundo existe uma gama completa de alternativas de transporte com baixas emissões que podem desempenhar um papel importante na descarbonização do setor. No entanto, trazer essas tecnologias para a região da América Latina e do Caribe e implementá-las em larga escala não será uma tarefa fácil.

Os formuladores de políticas e os líderes do setor privado terão que entender o potencial e os custos das tecnologias alternativas, o papel dos ambientes normativos e de políticas de apoio ou veto à adoção de novas tecnologias e a contribuição que cada solução possível oferece para reduzir as emissões em países individuais.

Os países terão que se preocupar com questões do tipo:

– os reguladores devem tomar a iniciativa de projetar soluções de transporte limpas ou devem permitir que a indústria lidere esse caminho?;

– qual deve ser o fator decisivo na avaliação da sustentabilidade a longo prazo das alternativas?

– existem sinergias na implantação de tecnologias baixo carbono em uma base regional ou sub-regional?

– enquanto a eletrificação está emergindo como um elemento chave na descarbonização do setor de transporte, esta é uma solução imediata? Existem rotas alternativas para um mundo de baixo carbono?

Os custos de cometer um erro são altos, e até agora as cidades da América Latina e Caribe deram pequenos e hesitantes passos nesse sentido.

REPRESENTANTES DE VÁRIAS CIDADES DA AMÉRICA LATINA E REGIÃO DO CARIBE

Várias agências públicas de transportes das cidades e países latino-americanos estarão presentes na Conferência, representadas por técnicos e dirigentes públicos: Buenos Aires (Argentina); Montevidéu (Uruguai); Cidade do México; Chile, Colômbia; Quito (Equador); Costa Rica e Peru.

O Brasil estará representado no evento por entidades e especialistas do setor de quatro cidades:

São Paulo, pela SPTrans – São Paulo Transportes, com seu presidente, Paulo Cezar Shingai e Simão Saura Neto, superintende de Engenharia e Mobilidade Veicular;

Belo Horizonte, por meio da BHTrans, com o presidente Célio Bouzada, além de Daniel Marx Couto, diretor de Transporte Público.

Florianópolis, com Célio Sztoltz, Diretor técnico da Superintendência da Região Metropolitana de Florianópolis – SUDERF; e

Palmas (Tocantins), através da prefeita Cinthia Ribeiro Mayor, acompanhada da secretária municipal de Segurança e Mobilidade Urbana, Welere Gomes Barbosa.

Olimpio de Melo Alvares Junior, especialista ambiental e diretor da L’Avis Eco-Service Brazil, será um dos conferencistas.

Do Governo Federal brasileiro estarão representantes da Caixa Econômica Federal, BNDES, FINEP, além de assessores dos Ministérios das Cidades e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. A ITAIPU Binacional também estará na Conferência com dois representantes.

Do setor industrial estarão apenas a BYD Brasil, representada por Adalberto Maluf; a MAN Latin America, com Leando Siqueira, Diretor de Desenvolvimento do Produto e Gerenciamento de Portfólio e a Cummins, com Luciana Giles, Diretora de Comunicação & Relações Governamentais.

Veja a programação completa: Workshop Schedule – Green your Bus Ride

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Transporte sustentável por ônibus na América Latina e Caribe é tema de Conferência em Foz do Iguaçu | Portal Blog do Lago
  2. Aumento da concentração de CO2 coloca em risco saúde nutricional de milhões de pessoas – Diário do Transporte

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: