Motoristas de Sumaré param ônibus nesta terça-feira (12) em protesto contra agressões

Foto: Everton Fellon

Agressão sofrida por motorista na semana passada não recebeu a devida atenção, justifica sindicato. Assembleia nesta manhã vai definir rumo dos protestos

ALEXANDRE PELEGI       

Os motoristas de ônibus de Sumaré, interior de São Paulo, cruzaram os braços nesta terça-feira, dia 12 de junho de 2018, em protesto após a agressão sofrida por uma colega na semana passada.

O caso aconteceu na quarta-feira, 6 de junho, e um perueiro do sistema complementar foi acusado pelo ataque. A mulher recebeu socos e foi agredida com o próprio cinto de segurança do ônibus.

Relembre: Motorista de ônibus de Sumaré (SP) é agredida por perueiro

O sindicato dos motoristas de ônibus justifica a paralisação desta terça-feira diante da pouca atenção que o caso mereceu, e convocou uma assembleia para esta manhã para definir os rumos do protesto.

A agressão sofrida pela motorista não é um caso isolado, e a disputa violenta por passageiros ocorre desde, pelo menos, 2013.

O clima de insegurança é grande, segundo os trabalhadores do setor. Por este motivo, a categoria decretou estado de greve neste último final de semana.

Relembre: Sindicato de motoristas de Sumaré (SP) decreta estado de greve após série de agressões

O Diário do Transporte noticiou que o clima tenso no sistema de transportes da cidade ocorre desde, pelo menos, 2013. Desde então, vários boletins de ocorrência foram registrados por funcionários da empresa de ônibus da cidade.

Relembre:

BOs mostram que violência contra motoristas de ônibus por perueiros é problema antigo em Sumaré (SP)

Em nota, a Viação Ouro Verde, que presta os serviços municipais, pede que os funcionários voltem ao trabalho, mas reconhece a falta de segurança no sistema e atribui o quadro aos responsáveis pelos transportes complementares.

A Viação Ouro Verde convoca todos os seus funcionários para a imediata volta ao trabalho. A empresa não concorda com a paralisação das atividades promovida pelo Sindicato dos Rodoviários pois a mesma prejudica o direito de ir e vir dos usuários do transporte.
A Ouro Verde defende, acima de tudo, o diálogo para que os constantes atos de agressões praticados por perueiros contra os seus colaboradores sejam investigados e os agressores punidos, conforme a legislação vigente estabelece. Os funcionários precisam de segurança para exercerem as suas atividades e garantias da integridade física.
A Ouro Verde informa ainda que ingressou com ação judicial, com pedido de liminar, para o retorno urgente das suas operações.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Rogerio Belda disse:

    Transporte urbano como “serviço público” e “serviço de interesse público” são de natureza jurídica diferentes, mas ambos tipos de serviço devem ser regulamentados. Não se trata de livre concorrência e muito menos de disputa selvagem.

  2. MARCOS NASCIMENTO disse:

    Se a cidade de Sumaré tivesse prefeito macho de verdade simplesmente faria o seguinte: cancelaria o serviço de vans da cidade e ponto final!!! Nem todo prefeito é como o de Blumenau que em 23/01/16 deu um F***-se para as empresas consorciadas e estabeleceu uma nova licitação. Hoje a cidade tem um serviço bom quando comparada com outras cidades de mesmo porte e além disso desde 01/07/17 quando começou a vigorar o novo contrato, a cidade tem recebido ônibus O Km. VANS deveriam ser apenas e unicamente para COMPLEMENTO do transporte coletivo na periferia em ruas que tivessem DIFÍCIL ACESSO para ônibus seja por causa das estradas ou por causa da indústria Crime S/A que tem se espalhado por centenas de cidades do Brasil estabelecendo suas fortalezas em bairros periféricos. VANS deveriam ser rigorosamente para serviços especiais no transporte de pessoas com capacidade de mobilidade comprometida. Apenas nestes casos deveriam ser admitidas VANS.

  3. Alfredo disse:

    Perueiro ignorante e covarde, em SP era a mesma coisa, só parou quando a prefeitura colocou ordem e acabou a disputa por passageiro

  4. Alfredo disse:

    Perueiro covarde e idiota, merece passar uma temporada na cadeia e ficar sem veículo para aprender a respeitar os outros

Deixe uma resposta