Recife terá menos ônibus nesta quarta-feira devido a paralisação dos caminhoneiros

Foto: Carlos Eduardo Azevedo

Protesto está comprometendo o abastecimento de óleo diesel nas empresas operadoras. Consórcio Grande Recife anunciou que cidade terá menos ônibus e 8% menos viagens

ALEXANDRE PELEGI

A paralisação dos caminhoneiros está afetando diretamente os transportes coletivos em algumas capitais brasileiras.

É o caso de Recife, capital pernambucana, que a partir de amanhã, quarta-feira, dia 23 maio de 2018, adotará o mesmo regime de viagens utilizado em época de férias, com menos ônibus e 8% menos viagens.

A medida foi anunciada hoje, dia 22 de maio, pelo Consórcio Grande Recife, que alertou que a medida emergencial foi necessária em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, que está comprometendo o abastecimento de óleo diesel nas empresas operadoras.

Em comunicado o Consórcio informou que, enquanto órgão gestor do transporte público, “vai acompanhar a operação dos ônibus e a paralisação dos caminhoneiros. A depender dos rumos dados à manifestação, o Grande Recife poderá tomar outras medidas ao longo do dia“.

No Rio de Janeiro, como o Diário do Transporte anunciou mais cedo, a Secretaria Municipal de Transportes informou que pediu reforço às concessionarias de Metrô, trem e do VLT caso não haja ônibus suficientes em operação amanhã, quarta-feira, dia 23. Segundo a pasta, as empresas de ônibus comunicaram que, por causa da greve dos caminhoneiros, não tem chegado óleo diesel nas garagens para o abastecimento dos coletivos.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta