CPTM aguarda recursos para restauração de passarela na estação de Rio Grande da Serra

Estação é tombada pelo Condephaat

Passagem está interditada desde março de 2016 por não oferecer condições de segurança aos usuários

JESSICA SILVA PARA O DIÁRIO DO TRANSPORTE

A CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) está aguardando recursos financeiros para fazer a restauração da passarela que fica na Estação Rio Grande da Serra, na Linha 10-Turquesa. A passagem está interditada desde março de 2016, por não oferecer condições de segurança aos usuários, segundo a Companhia.

No sábado, 21 de abril de 2018, a circulação de trens foi interrompida entre as estações Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra para a remoção dessa passarela. Relembre: Circulação de trens entre Rio Grande da Serra e Ribeirão Pires será interrompida neste sábado para remoção de passarela

Ao ser questionada pelo Diário do Transporte, a CPTM não informou um prazo para o início das obras ou para a instalação da passarela restaurada, apesar de a passagem já ter sido removida.

A estação é tombada pelo Condephaat (Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico), portanto, a passarela deve ser restaurada para que possa ser liberada com segurança aos usuários, em vez de ser simplesmente substituída por outra estrutura.

“O equipamento faz parte do conjunto da estação ferroviária tombado pelo Condephaat (Resolução SC-76/2011) e a Companhia aguarda disponibilidade de recursos para contratar projeto para restauração. O valor da obra será conhecido após a conclusão do projeto” – informou a CPTM, em nota.

Desde 2016, a travessia de pedestres na Estação Rio Grande da Serra é feita sobre a via férrea. O local conta com uma cancela e avisos sonoros para alertar os transeuntes quando o trem se aproxima.

“A CPTM está trabalhando para tornar todas as estações acessíveis. A Estação Rio Grande da Serra está inclusa no lote de 34 unidades que terão os projetos de adequação de acessibilidade iniciados” – informou também a Companhia, em nota.

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Linha10 disse:

    A CPTM e o GESP só tem dinheiro para as outras linhas. Qdo se trata da linha 10 nunca tem verba, nunca tem trem, nunca tem nada. É o descaso desse governo com a nossa região.

  2. Lucas Mendes disse:

    Processo correto Número do Processo: 60309/09

    Resolução de Tombamento: Resolução 76 de 19/08/2011

    Livro do Tombo Histórico: inscrição nº 383, p. 111, 07/11/2011

    Publicação do Diário Oficial

Deixe uma resposta