Vendas de ônibus usados acumulam alta de 22,11%

Ônibus de quase 10 anos que era da Expresso União, de Constantino Oliveira, comprado para a Viação Imigrantes, de Baltazar José de Sousa

Nos meses em que o mercado de novos começou a reagir, ritmo de usados e seminovos diminuiu

ADAMO BAZANI

Aproveitando a crise econômica brasileira, com a retração na capacidade de investimentos de empresas de ônibus urbanas, de fretamento e rodoviários, o mercado deste tipo de veículos usados e seminovos tem acumulado expressivas altas em 2017.

Sem dinheiro para coletivos novos e, precisando reduzir as idades médias das frotas, muitas empresas optaram por comprar ônibus usados de companhias com melhores condições e que conseguiram adquirir veículos zero quilômetro.

De acordo com o balanço mais recente da Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, que reúne as revendedoras, enquanto que no acumulado de janeiro a novembro, os emplacamentos de ônibus novos registraram alta de 6,12%, com 13.496 unidades, no mesmo período, o mercado de ônibus usados acumulou alta de 22,11% , com mais que o dobro de volume de vendas em comparação aos ônibus zero quilômetro: 44.117 unidades.

Todas as comparações foram feitas com base em semelhantes períodos de 2016.

No primeiro semestre, o mercado de novos ainda registrava números negativos com os usados tendo uma procura significativa.

Como movimento natural, à medida que o mercado de zero quilômetro começou a se recuperar, as vendas de ônibus usados passaram a perder ritmo.

Entre outubro e novembro, os emplacamentos de ônibus zero quilômetro cresceram 23,59%. Já as vendas de ônibus usados registraram queda de 9,25%

Em relação às marcas, as três primeiras colocações do mercado de ônibus usados são ocupadas pelas mesmas marcas que no ranking de ônibus novos, com, respectivamente, Mercedes-Benz, MAN Volkswagen e Volare (Marcopolo).

A partir da quarta posição, há alterações. A Iveco, que aparece em quarto lugar no ranking de emplacamentos, desaparece no mercado de usados, porque a divisão Iveco Bus é recente no Brasil.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 Trackback / Pingback

  1. Vendas de ônibus usados acumulam alta de 22,11% | Campione

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: