Drone servirá de arma para o Detran-DF flagrar uso do celular ao volante

Foto: Renato Araujo, Agência Brasília

Uso do aparelho começou segunda-feira (18), e além do uso do celular poderá flagrar várias outras infrações de trânsito

ALEXANDRE PELEGI

O uso de celular tem sido apontado como um dos grandes responsáveis por acidentes de trânsito não só no Brasil, como em muitas importantes cidades do mundo.

Recentemente o Infosiga, banco de dados do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, realizou um levantamento que aponta que 94% dos acidentes com mortes são causados por falha humana, como imprudência e distração.

O Detran do Distrito Federal encontrou uma maneira moderna para flagrar motoristas que usam o celular enquanto dirigem: o uso drones na fiscalização.

O uso do drone começou nesta segunda-feira (18), e além do uso do celular poderá flagrar infrações de trânsito como o desrespeito à faixa, estacionamento irregular e até mesmo tráfego em locais proibidos.

Para o diretor-geral do Detran, Silvain Fonseca, os drones já podem ser usados legalmente como instrumento para multar motoristas. Mas ele quer evitar esse uso punitivo, afirmando que inicialmente a intenção principal é alertar os motoristas que eles estão sob vigilância.

Ou seja, a qualquer momento o órgão de trânsito do DF poderá usar as imagens para autuar. Mas além desse uso, o drone pode servir de apoio para aumentar a fiscalização em terra, auxiliando agentes da equipe a realizar a abordagem e notificar o infrator.

São dois drones, doados pela Receita Federal ao Detran-DF, de quem é parceira. O Detran ajudar em ações de vistoria de cargas, por exemplo.

Os equipamentos voadores serão usados nas principais vias do DF e próximo a eventos de grande porte, visando o controle da circulação.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: