Prefeito Greca e governador Richa assinam convênio para investimentos no Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Curitiba

Somados, os investimentos em Curitiba e na RMC chegam a R$ 5 milhões

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito de Curitiba, Rafael Greca e o governador do estado do Paraná, Beto Richa, assinaram nesta segunda-feira (30), um convênio para investimentos em terminal e estações-tubo. O objetivo é melhorar o conforto e a mobilidade de passageiros do transporte coletivo da capital e das linhas metropolitanas que circulam pela capital.

Os investimentos envolvem a Urbs (Urbanização de Curitiba S/A) e a Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba) – a primeira será responsável pelos projetos, enquanto a segunda fará as obras.

O prefeito Rafael Greca aproveitou o evento para anunciar as próximas reintegrações do transporte coletivo de Curitiba com a Região Metropolitana: Quatro Barras/Terminal Santa Cândida e Fazendinha/Tamandaré.

Na ocasião Greca afirmou que o pacote de obras estruturantes, fruto da parceria entre Governo do Estado, possibilitará melhorar as ligações da capital com os municípios vizinhos, “como o acesso à Fazenda Rio Grande pela Linha Verde Norte, obra que começa no próximo dia 6; a ponte sobre o rio Atuba, no limite com Colombo e a melhoria da avenida Manoel Ribas em direção a Campo Magro”.

Já o governador Beto Richa destacou que a parceria com a prefeitura de Curitiba está possibilitando retomar a reintegração das ações do transporte coletivo para melhorar a vida dos passageiros. Ele citou a instalação de uma estação-tubo perto do Museu Oscar Niemeyer, que permitirá à Urbs e Comec colocarem em operação a linha direta (ligeirinho) Fazendinha/Almirante Tamandaré.

Os investimentos em Curitiba serão realizados no terminal Boqueirão e na ampliação da estação-tubo Carlos Gomes.

Dentro do Terminal Boqueirão será implantada uma plataforma elevada para atender a linha metropolitana São José, que hoje compartilha as estações da linha urbana Sítio Cercado. A obra beneficiará passageiros de ambas (metropolitana e urbana), que terão mais espaço e conforto nos embarques e desembarques.

Outra obra prevista no convênio é a ampliação da estação-tubo Carlos Gomes, que fica na rua Lourenço Pinto, no Centro de Curitiba. A estação atende passageiros da linha metropolitana Fazenda Rio Grande.

A estação ficará com três portas, permitindo que os ônibus articulados possam fazer embarques e desembarques por todas as portas. Omar Akel Sobrinho, presidente da Comec, lembrou que hoje, em função da limitação da estação, os passageiros contam com apenas duas portas para entrar e sair dos ônibus.

O pacote de investimentos do governo do estado conta ainda com reforma de terminais em municípios da Região Metropolitana de Curitiba (RMC), implantação de 346 abrigos de ônibus em 18 municípios e outras ações.  Somados, os investimentos em Curitiba e na RMC chegam a R$ 5 milhões.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta