ZF aposta em modernização de ônibus não poluentes

Empresa acredita na expansão dos ônibus elétricos

Empresa apresentou em feira internacional de mobilidade, equipamentos para aumentar a eficiência e reduzir peso e consumo de ônibus elétricos

ADAMO BAZANI

A internacional ZF anunciou, a exemplo de outras grandes fabricantes de tecnologia, peças e veículos, entende os ônibus não poluentes como mercados promissores e anunciou mais investimentos neste setor.

A empresa, que participa da Busworld 2017, a principal feira comercial para ônibus rodoviários e veículos urbanos da Europa, realizada na Bélgica, apresentou uma série de equipamentos e soluções para veículos de transportes coletivos movidos à eletricidade.

Apresentada ao mercado em 2016, a unidade transmissão central elétrica CeTrax é indicada para modelos de piso, considerados tendências em novos sistemas de corredores cujas áreas não suportam desapropriações para a construção de estações com embarque de nível para ônibus de piso alto.

Um ônibus com a unidade, desenvolvida em Friedrichshafen (Alemanha), já foi colocado em circulação.

A ZF também apresentou o eixo elétrico AVE 130 e a transmissão automatizada TraXon Hybrid para ônibus.

A unidade CeTrax desenvolve potência máxima de 300 kW e um torque máximo de 4.400 Nm e, segundo a ZF, não há interrupção do torque e as vibrações do chassi são reduzidas.

Ainda de acordo com a ZF, com a unidade de transmissão, é possível que os ônibus enfrentem rampas de até 25%.

Outra gigante do setor que também anunciou investimentos em ônibus não poluentes é a tradicional fabricante de veículos a diesel Cummis. A empresa firmou neste mês uma parceria com a designer e fabricante americana de ônibus, Gillig. O objetivo é em breve lançar um modelo com baterias que conferem autonomia de, em média, 322 quilômetros, com uma única carga, e tração dianteira, como anunciou o Diário do Transporte . Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/10/19/cummins-se-une-a-gillig-para-fazer-onibus-100-eletricos-com-tracao-dianteira/

A MAN, dona da marca Volkswagen Caminhões & Ônibus, lançou para o Brasil e demais países da América Latina, o e-Delivery, fruto de uma parceria com a fabricante de motores elétricos WEG e com a fabricante nacional de sistemas de ônibus elétricos, híbridos e trólebus, Eletra.

O e-Delivery é a versão elétrica do caminhão de pequeno porte Delivery, nas versões de 9 ou 11 toneladas de PBT – Peso Bruto Total. Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/10/16/ambev-vai-utilizar-caminhao-eletrico-man-eletra-ja-em-2018/

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

1 Trackback / Pingback

  1. ZF aposta em modernização de ônibus não poluentes | Campione

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: