JSL alcança lucro líquido de R$13,9 milhões no segundo trimestre deste ano

Ônibus urbano em Itaquaquecetuba, uma das operações do JSL pela CS Brasil

Receita de serviços, que incluem ônibus urbanos, subiu 6,2% no período

ADAMO BAZANI

O JSL, grupo que surgiu da Júlio Simões Logística e que mantém empresas de ônibus de fretamento (JSL) e urbanos (CS Brasil), informou nesta segunda-feira, 14 de agosto de 2017, que no segundo trimestre deste ano, registou lucro líquido de R$13,9 milhões.

O Grupo atribuiu este resultado às adaptações do segmento de logística ao quadro econômico e ao início do retorno do ritmo normal de atividades.

O Lucro Líquido foi de R$13,9 milhões no 2T17, principalmente impactado pela resiliência da JSL Logística, e menores despesas financeiras no período.

Na nota ao mercado, o Grupo também destaca a venda de veículos seminovos e aluguel de carros:

A rentabilidade deve ser principalmente sustentada pelo processo de maturação das lojas de Seminovos e canais de RAC, somados à uma desaceleração do investimento líquido do grupo em 2017, além da resiliência da geração de caixa da Logística.

Os setores automotivos e de celulose, operados pelo grupo, também tiveram mais demanda neste período, segundo o comunicado.

No 2T17 (segundo trimestre de 2017) já se observa uma melhoria nos volumes de alguns clientes, tais como no setor Automotivo e Papel e Celulose

Ainda de acordo com o Grupo, a receita líquida consolidada no segundo trimestre foi de R$1,8 bilhão, o que significa crescimento de 10,6% em relação ao mesmo período do ano passado.

A Receita Líquida Consolidada foi composta por: R$1,4 bilhão de Receita de Serviços e R$ 455,4 milhões de Receita com Venda de Ativos.

Os lucros antes de encargos como juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) somaram R$304,8 milhões e a Margem EBITDA atingiu 22,2% no perído, compostos principalmente por:

– JSL Logística: EBITDA de R$228,1 milhões (+0,2% a/a), com Margem EBITDA de 23,7% (-0,2 p.p. a/a). A resiliência do EBITDA e a manutenção da margem EBITDA na comparação anual demonstram a solidez do negócio, mesmo diante de um cenário macroeconômico desafiador.

– Movida: EBITDA de R$71,5 milhões (+12,3% a/a), com Margem EBITDA de 29,7% devido à expansão de mais de 10 mil carros na frota média operacional total da companhia, refletindo a abertura de 34 pontos de atendimento no período.

Já as despesas líquidas caíram 17,7% entre o segundo trimestre do ano passado e deste ano, passando de R$186 milhões no período em 2016 para R$153,1 milhões em 2017. Segundo o Grupo JSL, os principais motivos foram a queda da taxa SELIC e o efeito positivo da atualização monetária de créditos extemporâneos de impostos.

O fluxo de caixa e as captações de dívida também foram destacados pelo JSL

Na comparação dos últimos doze meses, o Fluxo de Caixa Livre para a Firma evoluiu de R$78 milhões no 2T16 para R$413 milhões no 2T17, principalmente sustentado pela diminuição do CAPEX líquido na Logística e aumento das vendas dos ativos na Movida, com a maturidade da frota.

No acumulado do ano a JSL realizou mais de R$3,5 bilhões em captações de dívida dentre as quais se destacam uma emissão de CRA, de R$270 milhões a CDI+0,7% a.a. e a primeira captação internacional de Bonds da JSL, de US$325 milhões, a 7,875% a.a. e vencimento em 7 anos. A emissão do Bond amplia a diversificação das fontes de recursos da companhia, que passa a ser global e eleva o prazo médio consolidado da dívida de 2,5 anos para 4,0 anos.

O segmento de serviços, ao qual faz parte os ônibus urbanos, teve alta de 6,2% na receita líquida no segundo trimestre, e o de logística, que inclui os ônibus de fretamento, teve crescimento de 4,2% na receita líquida neste mesmo período.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

6 comentários em JSL alcança lucro líquido de R$13,9 milhões no segundo trimestre deste ano

  1. Amigos, boa noite.

    Cadê o prejuízo do buzão ?????????

    A única que tem prejuízo e a PMSP.

    PREVISIVELLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLLL

    Att,

    Paulo Gil

  2. Com tanto lucro e os ônibus municipais de Itaquaquecetuba caindo os pedaços, sem Manutenção colocando em risco a vida dos passageiros e Motorista.

  3. O não pagamento de algumas verbas de alguns funcionários quando são demitidos . senão entrar na justiça não recebe como noturnos diferença de salários , multas PLR e outros !!!!

  4. Não entendo como a empresa está dando lucro e não pagam as horas extras , dentro da empresa se trabalha dia e noite. Existe funcionários que tem até 700 horas ( banco de horas) não existe legislação e nem fiscalização por parte do MTE. Se quiser receber tem que entrar na justiça. Desse jeito tem que dá lucro. O tempo de escravidão acabou.

  5. sou agregado desta empresa é só ver eles reclando a manutenção está uma verdadeira porcaria mesmo com tanta coisa ruim cenário de crise o grupo da um lucro deste acorda jsl vamos melhorar este frete ja q os lucros aumentaram.

  6. Jackson de Sousa leite // 26 de agosto de 2017 às 22:56 // Responder

    a JSL repassou veículos e linhas para a radial e viação jacareí acho que todas operações de intermunicipais urbanos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: