CPTM reinaugura Estação Engenheiro Goulart

Estação da Linha 12-Safira receberá também operação da Linha 13-Jade, ligando sistema metroferroviário com o Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) inaugura nesta sexta-feira (4) a Estação Engenheiro Goulart, na Linha 12-Safira da CPTM. Esta estação havia sido fechada para reformas, e reabre com novo espaço, triplicando sua antiga área, que passa de 500 para 1,5 mil m².

Em 2018 esta estação receberá também a operação da Linha 13-Jade, fazendo a ligação do sistema metroferroviário com o Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos.

Além de ter sua área ampliada, a Estação Engenheiro Goulart tem agora 16 catracas e acessibilidade nas plataformas. Outro benefício agregado para a intermodalidade da estação é a instalação de um bicicletário com 152 vagas.

LINHA 13-JADE:

A ligação por trem da capital até o aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, estava prometida como obra que seria entregue antes da Copa do Mundo, em 2014. Com 12,2 quilômetros de extensão (4,3 km em superfície e 7,9 km em elevado), a linha, que fará conexão com a Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana) na Estação Engenheiro Goulart, na zona leste da capital, já sofreu três adiamentos.

Em março de 2016 o governo anunciou que a conclusão da obra ficaria para 2019, além de informar que o custo teria acréscimo de R$ 101 milhões. Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2016/03/05/uma-das-obras-mais-importantes-para-mobilidade-em-sao-paulo-linha-13-da-cptm-ate-aeroporto-em-guarulhos-so-deve-ficar-pronta-em-2019/

As alterações no cronograma das obras da Linha 13-Jade aconteceram, dentre outros motivos, pela demora na obtenção das licenças ambientais, além do maior prazo que o estimado anteriormente para aprovação do projeto de transposição das rodovias Presidente Dutra e Ayrton Senna. De quebra, a CPTM teve de realizar o ajuste geométrico do traçado da linha, em função de projetos como o da ampliação do campus da USP Leste.

O governador Alckmin vem prometendo só finalizar a obra até março de 2018. Há alguns meses Alckmin também afirmou que o governo do estado estava estudando a concessão à iniciativa privada da operação da Linha que ligará a capital até o aeroporto de Guarulhos.

Com a inauguração da estação Engenheiro Goulart, vale lembrar outra novidade já revelada pela direção da CPTM em junho: a ligação por trens com o Aeroporto de Cumbica poderá ter um sistema de despacho de bagagens, o que facilitará o embarque de passageiros. O despacho das malas poderá ser feito ainda na estação de trem, antes do passageiro acessar os terminais aéreos.

Relembre: https://diariodotransporte.com.br/2017/06/20/passageiro-de-companhia-aerea-que-usar-linha-13-jade-podera-fazer-check-in-e-despachar-malas-para-cumbica-nas-proprias-estacoes-da-cptm/

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transporte

3 comentários em CPTM reinaugura Estação Engenheiro Goulart

  1. Que a próxima estação Metrô ferroviária a ser construída de forma prioritária seja a estação Bom Retiro, preferencialmente antes da linha 6-Laranja do Metrô.

    Os planos da CPTM de desativar a estação Júlio Prestes CPTM em foco – “Estação Júlio Prestes poderá ser fechada”, sob a alegação que esta subutilizada, é mais um capítulo do descaso que se impõem aos usuários de trens suburbanos, faz com que todos tenham prejuízos com esta decisão, porém os usuários da linha 10-Turquesa ABC foram os mais prejudicados pois foram desalojados da Luz de forma sorrateira!

    Se a estação Júlio Prestes hoje se encontra subutilizada com somente a linha 8-Diamante, é porque os planejadores não tiveram a sensibilidade de visualizar que esta estação terminal, só têm condições de receber composições provenientes de Barra Funda / Água Branca, inclusive os planejados trens regionais procedentes de Americana, Campinas, Sorocaba, entre outras cidades do interior, e linha 7-Rubi procedente de Jundiaí, for para usar como terminal, porque não se transferiu a linha 7 para Júlio Prestes que fica próxima e esta subutilizada, uma passagem subterrânea poderia interligar estas duas estações com distância semelhante a percorrida pelos usuários da linha 10 até a estação da linha 3 do Metrô no Brás podendo os usuários terem acesso as linhas 1 e 4 do Metrô na Luz ?

    • Luiz Carlos Leoni, boa tarde.

      Permita-me acrescentar mais algumas palavras ao seu sábio comentário.

      Desde já deixo aqui meu protesto contra o fechamento da Estação Julio Prestes.

      Pra mim, e$$e a$$unto de fechar a Julio Prestes é “$anto Encomendado”, por intere$$E$.

      Não há nada mais insano do que fechar a Julio Prestes.

      Existem 1001 ideias que podem ser aplicadas para fazer a Julio Prestes retomar a sua plena capacidade.

      E tem mais, todo mundo sabe que dá para fazer a Julio Prestes retomar 100% suas atividades num piscar de olhos.

      Mas tem “$anto” ao que não quer.

      I$$o é morte pré meditada.

      Abçs,

      Paulo Gil

      • Prezado Paulo Gil, boa noite.

        Agradeço aos seus comentários, porém esta minha insistência na prioridade da construção da estação Metrô ferroviária no Bom Retiro deve se ao fato daquele local ser altamente estratégico para descongestionar a superlotada Luz que já ultrapassou em muito sua saturação com enorme desconforto e afetando enormemente a segurança mínima necessária, além de unificar todas as linhas.

        É consenso que todos nós gostaríamos do retorno dos trens regionais de média distancia, porém sem a construção desta estação se torna inviável, sua volta!

        A estação terminal Júlio Prestes teria uma função importante nesta remodelação.

        att. Leoni

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: