Zona Leste recebe os primeiros 20 novos superarticulados de um lote de 60 veículos

Publicado em: 24 de julho de 2017
Millenium BRT

Novos ônibus têm ar-condicionado, espaço para transporte de bicicletas e são de uma nova geração de ônibus BRT

Ônibus foram comprados pela VIP – Viação Itaim Paulista. Alguns já começam a operar nesta semana numa das linhas de maior demanda, a 4310/10

ADAMO BAZANI

A VIP – Viação Itaim Paulista, empresa do subsistema estrutural da capital paulista, área 3 Amarela Nordeste, recebeu o primeiro lote de um total de 60 ônibus novos superarticulados de 23 metros de comprimento.

Já estão na garagem da unidade AE Carvalho em torno de 20 veículos.

A renovação ocorre próximo de quando a SPTrans – São Paulo Transporte promete lançar a minuta do edital de licitação que deve reformular parte das linhas de ônibus municipais.

Cada ônibus, que custa em torno de R$ 850 mil reais, possui ar-condicionado, espaço para transporte de bicicletas ,wi-fi, tomadas USB para carregamento de celulares, tablets ou notebooks e são da nova geração do modelo Caio Millennium BRT sobre chassis Mercedes-Benz O-500 UDA.

Modelo recebeu configuração interna exigida pela SPTrans limitando a lotação

A capacidade do modelo é para transportar em torno de 200 passageiros, entre sentados e em pé, mas devido à configuração exigida pela SPTrans, com as portas à esquerda, espaçamento entre poltronas, áreas para  cadeira de rodas, cão-guia, com a possibilidade de ocupação de bicicletas, o interior de  cada ônibus foi dimensionado para o transporte de 174 pessoas: 56 sentadas e 118 em pé.

Além de diminuir a idade média da frota da empresa, os novos veículos também devem ampliar a oferta de lugares nas linhas, já que deverão substituir ônibus articulados menores, de 18,6 m e convencionais de 13,2 m.

De responsabilidade do Consórcio Plus, do qual a VIP faz parte, a área 3 Nordeste abrange bairros como Cangaíba, Ermelino Matarazzo, Itaim Paulista, Jardim Helena, Lajeado, Penha, Ponte Rasa, São Miguel Paulista, Tatuapé, Vila Curuçá e Vila Jacuí.

Algumas unidades ainda serão emplacadas e devem circular em linhas de alta demanda

Umas das linhas que devem receber os novos ônibus é a 4310/10, que liga o Terminal Itaquera, na zona Leste, ao Terminal Parque D. Pedro II, na região Central. Chamada de Golden Line ou Linha de Ouro, a ligação é de alta demanda e, com característica de serviço semi-expresso, por faixa exclusiva na Radial Leste, faz este trajeto em tempo semelhante ao do Metrô, sendo uma opção à lotada linha 3 Vermelha do sistema do metropolitano.

A linha foi criada em 21 de setembro de 2013, tem partidas a cada três minutos, e tem registrado crescimento de demanda.

Segundo a SPTrans, entre setembro de 2013 e setembro de 2014, houve crescimento de 239% de passageiros contabilizados nas catracas, passando  de 13.188 para 44.745 pessoas por mês. Hoje a demanda está perto de 52 mil passageiros.

Se pela Radial Leste já houvesse o corredor de ônibus, prometido desde a gestão de José Serra e o sucessor Gilberto Kassab frente à prefeitura, entre 2005 e 2008, o espaço poderia oferecer ainda mais eficiência ao transporte sobre pneus, desafogando ainda mais a linha 3.

O mais recente projeto para o corredor Radial previa uma demanda diária de 250 mil passageiros transportados ao longo de 17 km, sendo 12 km do trecho 1 e 5 km do trecho 2.

O TCM  – Tribunal de Contas do Município e o TCU – Tribunal de Contas da União identificaram indícios de “sobrepreço” e gastos indevidos no corredor, barrando em julho de 2015 a licitação que seria lançada pelo então prefeito Fernando Haddad.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2017/06/04/esperanca-para-corredores-de-onibus-e-metro-novo-pac-deve-liberar-r-53-bilhoes-em-obras/

Duas catracas e dois validadores devem agilizar embarque e desembarque

NOVOS CONCEITOS:

Maior que os articulados mais antigos, modelo deve ampliar oferta de lugares

Além de serem zero quilômetro, os ônibus comprados pela VIP se tratam de novas versões com conceitos renovados de modelos que já estavam no mercado.

Em relação ao chassi, as unidades já incorporam a nova configuração do O500 UDA, da Mercedes-Benz.

Em setembro de 2016, a montadora alemã instalada em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, anunciou a reformulação da posição da captação de ar para o motor do veículo. A nova configuração permitiu maior aproveitamento do espaço interno, principalmente na parte da traseira do ônibus.

Dependendo da configuração, o ônibus pode transportar 220 pessoas. O comprimento continuou com 23 metros. O modelo anterior tinha capacidade para até 200 pessoas.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2016/09/26/mercedes-benz-lanca-nova-versao-de-superarticulado-para-220-passageiros/

O manobrista Daniel Larios e o fiscal encarregado Rodrigo Rocha mostraram as novidades para a reportagem

Já quanto à carroceria, da Caio, instala em Botucatu no interior de São Paulo, que tem como a maior acionista a família Ruas, proprietária de grande parte da frota de ônibus municipais da capital paulista, traz mudanças estéticas, como conjunto ótico dianteiro, o parabrisa, e o design da caída da parte superior da frente.

Caio Millennium BRT de geração anterior (à esquerda) e da atual.

Traseira do Caio Millenium da atual geração (à esquerda) e de geração anterior. Grade para refrigeração do motor é uma das mudanças que mais chamam a atenção

Parte dianteira teve reformulações estéticas

Algumas destas mudanças estéticas têm também funcionalidades,  como melhoria da ergonomia, aerodinâmica, peso e consumo.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. Arthur Lira disse:

    Eu tava esperando muito por essa notícia!

    Agora fiquei mais tranquilo.
    Obs.: Como é do lote 3, a garagem não é a A.E. Carvalho, mas sim a Imperador.

  2. Gisele Gomes de Barros disse:

    Bem, uma boa notícia para os paulistanos, renovação de frota de ônibus é sempre bem vinda para os usuários, porém, o povão precisa zelar pelos veículos, evitando o vandalismo e denunciando os mesmos. Agora, eu não posso deixar de elogiar o Diário do Transporte, pela nova página que ficou mais interativa e de fácil leitura e busca das matérias. Os nossos parabéns pela obra e é claro sempre deixando os nossos elogios ao grande Mestre, Ádamo Bazani, e à todos os demais que atuam juntos para um trabalho de total relevância e de uma utilidade pública fundamental para todos nós, usuários do transporte público, que dependemos e muito desse sistema que é a nossa terceira perna. Continuem sempre assim e esperamos que a Região do ABC Paulista, assim como aí na Capital Paulista, também possa ter uma grande renovação da frota de ônibus. Abraços :)

    1. blogpontodeonibus disse:

      Opa. muito obrigado

    2. Arthur Lira disse:

      Concordo. O novo design da página ficou bem melhor agora.

  3. Andre disse:

    Achei interessante esse novo “design” do Millênnium, deixando a área frontal com um aspecto mais envidraçado (embora seja uma ilusão). O farol traseiro e a grade do motor tiveram uma bela modificação também.
    Pena que o mais importante para o passageiro eles não pensam, que é o encosto das poltronas (tem gente que chama de cadeira!). Como a matéria não aborda esse item, imagino que não mudaram. As poltronas do Millennium 2 e do Topbus eram bem confortáveis, nem se compra com esse apoio horrível que a Caio inventou nessa geração.
    Parabéns pela evolução do site Adamo, ficou bem legal mesmo.

    1. Paulo Gil disse:

      André, boa noite.

      Você tem toda razão, a ergonomia interna é péssima, e o banquim e o encostim de cabeça durim são horríveis mesmo, sem contar o corredor estreito.

      Abçs,

      Paulo Gil

    2. blogpontodeonibus disse:

      Muito obrigado pelo retorno

  4. Andre disse:

    Error: [desculpe] nem se compara com o apoio de cabeça, bem diferente da geração anterior.
    Essa nova configuração frontal do ônibus combina com a versão biarticulada, por dar a impressão de amplitude visual ao motorista no centro do chassi. Mas essa ideia não terá continuidade na Caio, pelo menos é o que aparenta um video em que aparece um novo biarticulado na posição tradicional.

  5. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa noite.

    Pela caída da dianteira,melhorou a aerodinâmica, mas eu não sei por que a Induscar insiste nesta frente “Vialada”, podia usar o Topetudinho ou ir pelo caminho so Solar que é lindão.

    Agora pode ser ilusão de ótica, mas parece que ficou menor.

    E o corredor tem quanto de largura útil ??

    É igual aumentou ou diminuiu em relação ao modelo anterior ??

    O que eu não me conformo na árvore de Natal (lanterna traseira) é o pouco destaque que se dá a seta.

    Quando se está atrás de um Mileneium BRT quase nem dá para ver que o buzão esta dando seta.

    Outro dia vi um da Gato Preto que fizeram a luz de ré ser seta também, agor anão sei se isso é ideia da Gato ou da Induscar.

    Att,

    Paulo Gil

  6. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Em linhas de grande demanda a fiscalizadora deveria fazer um teste com um buzão SEM BANCOS E SEM CATRACAS, para os mais jovens que desejam chegar rápido no seu local de trabalho.

    Na pior das hipóteses deixa-se só os bancos altos nas caixas de roda.

    Ou se constrói duas plataformas no inicial e no final e o carro SEM BANCOS E SEM CATRACAS vem com assoalho RETO.

    Afinal um bitrem puxa 50 toneladas ou mais.

    Neste caso poderá ser aplicado o antigo conceito de “cobrador móvel”, com um validador a tira colo na porta de entrada, assim começa o projeto “VAPT VUPT – Paulo Gil ”

    Assim um articuladinho trucadinho desse ai seria um verdadeiro “papa fila”, podendo ate se pensar num carro ponto a pronto (inicial – final).

    Será bom pra todo mundo, tucha o bicho e vai num pau só até o final.

    OBS.: Esse buzão é para quem quer velocidade e não significa querer mal tratar passageiro, afinal mal tratado o passageiro já é.

    Mas…

    Att,

    Paulo Gil
    “Buzão e Emoção é a Paixão”

  7. Anderson de Souza ignez disse:

    Boa noite gostaria de saber por que is carros estao se o nome da consocio plus

Deixe uma resposta