Veja Vídeo: Doria exibe em Dubai vídeo sobre privatização de Bilhete Único, terminais e outros serviços

Em um dos trechos, poder público diz que a cidade passa pelo maior programa de privatização da história

ADAMO BAZANI

O prefeito de São Paulo João Doria apresenta nesta terça-feira, 14 de fevereiro de 2017, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, o “maior programa de privatização” da história da cidade de São Paulo.

De acordo com um vídeo que será exibido a investidores e prefeitos de cidades mundiais, com quatro minutos e 25 segundos de duração, a cidade tem serviços públicos que hoje são potenciais para a iniciativa privada. Ao todo 55 equipamentos e serviços devem ser privatizados.

Um dos alvos para a privatização é a gestão do Bilhete Único. Com isso, a prefeitura deixaria de ter um encargo anual de mais de R$ 430 milhões e o bilhete poderia ter outras funções, como cartão de crédito e débito e permitir acesso a equipamentos culturais.

Segundo ainda a peça publicitária, São Paulo é uma das maiores cidades do mundo em total de habitantes e infraestrutura de tecnologia. A importância da cidade na economia da América Latina e nos demais mercados emergentes também é citada.

Doria pretende privatizar também os terminais de ônibus, que teriam de oferecer ao passageiro, ar-condicionado, melhor infraestrutura, centro comercial, fraldário, posto médico e banheiros mais amplos. Ao todo são 29 terminais de ônibus.

A prefeitura ainda não definiu se o modelo será por PPP – Parceria Público-Privada, concessão ou mesmo venda por licitação.

Os mercados municipais, os serviços de iluminação pública, parques e a gestão e operação do serviço funerário também estão entre os itens a ser repassados para a iniciativa privada, assim como o autódromo de Interlagos, o estádio do Pacaembu e o complexo do Anhembi.

ASSISTA:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes