Doria anda em ônibus “nota 7” em São Paulo e diz que cobradores podem acabar

Publicado em: 6 de fevereiro de 2017

Prefeito, junto com o secretário de transportes, Sérgio Avelleda foi do Terminal Capelinha ao Terminal Bandeira

ADAMO BAZANI

Com Agências

O prefeito de São Paulo, João Doria, andou de ônibus na manhã desta segunda-feira, 06 de fevereiro, pela primeira vez desde o início da gestão.

Junto com o secretário de Transportes, Sérgio Avelleda, saiu por volta das 6h do Terminal Capelinha, na zona sul da capital paulista, em direção ao Terminal Bandeira, no centro.

O trajeto durou aproximadamente 1h15.

O prefeito chegou ao terminal por volta das 5h30, tomou café e conversou com passageiros.

Além de tirar fotos, Doria quis saber a avaliação dos passageiros em relação à linha, que recebeu nota 7 de alguns deles.

Em declaração jornalistas, Doria disse que a nota não foi ruim, mas dá para melhorar.

O prefeito também afirmou que deve fazer outras viagens de ônibus municipais e também a integração com o Metrô e CPTM.

“É a experiência de vida real. Por isso, nós fizemos esse sem avisar, sem informar ninguém, e ouvindo a população. De maneira geral, o serviço foi bem avaliado. Não foi ruim … Algumas observações relativas ao horário, à frequência dos ônibus, mas de maneira geral a aprovação tem média 7. Talvez essa média seja adequada, o que não é ruim. Mas pode melhorar, principalmente, a frequência dos ônibus … Vamos fazer isso outras vezes em outros terminais, fazendo exatamente como faz a população: acorda cedo, fica na fila, pega o ônibus, sentindo a vida como ela é, no seu lado bom e no seu lado difícil … Vamos fazer interligação com o metrô para sentir a experiência. Tanto metrô quanto os trens da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).”

Doria confirmou que em breve deve iniciar os testes com o “Rapidão”, começando pelç zona Sul de São Paulo. Objetivo é implantar rede de corredores BRT.

Doria utilizou a linha 6450, que deve ser a primeira a se transformar em “Rapidão”.

O objetivo é aproveitar a estrutura do corredor para transformá-lo em BRT – Bus Rapid Transit, corredor cujo uma das características é o pagamento de passagem antecipado para facilitar a entrada e saída nos coletivos. Os veículos devem ser articulados e biarticulados e as estações e ônibus terão wi-fi.

Doria confirmou que gradualmente os cobradores devem deixar o sistema da capital paulista.

“Gradualmente, com o tempo, é possível que isso venha a ocorrer [extinção do cobrador], mas sem desemprego. Nós estamos solicitando que as empresas capacitem os cobradores para serem motoristas”

 Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Comentários

  1. William de Jesus Santos disse:

    Bom dia!

    Prefeito, 6h são poucos os passageiros. Poderia esperar mais 1h e pegar o ônibus às 7h da manha, aí veria que a nota cairia de 7 pra 3. Muito transito, desrespeito…

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, boa tarde.

    Um exemplo real do porque o buzão de Sampa NÃO funciona.

    Domingo, 29.01.17, eu e meu filho fomos à 10ª Brasil Bus Fest; como a ida foi de carona, foi tranquilo.

    A volta foi de buzão, vejam o caos.

    Chegamos no ponto na Av. Pacaembú com destino ao bairro, às 15:57 hs.

    Na Avenida Pacaembu e no Domingo, só há duas opções de destino (conforme placa informativa) e optei pelo que passou primeiro que era a menos pior (pensei eu), o Terminal Pinheiros.

    O buzão só passou às 16:24 hs, somente após 27 minutos de espera, lembrando que o buzão roncava câmbio e diferencial e os plásticos interno, todos batendo.

    O destino, Terminal de Pinheiros, cujo desembarque foi “FORA” do Terminal.

    No acesso ao Terminal, eu e meu filho passamos em catracas diferentes, e como ele é não pagante, o registro de uma das catracas foi irreal e inútil.

    Fui procurar um buzão que me ajudasse a chegar na vila, mas fui informado que não circula no Domingo e nem sei se tem EMTOSA operando no Terminal Pinheiros; lembrando que a linha que não funciona Domingo, não vai até onde nós precisávamos, ou seja mesmo se estivesse operando, não atenderia totalmente.
    Chegamos no Terminal Pinheiros e não tinha como continuar o trajeto de buzão, de forma lógica, “só a caranguejada zig zagueada”, padrão fiscalizadora.

    Para que fazer Terminais se os Terminais não permitem “conexão” e muito menos “conexão” com outro Terminal, o da Vila Yara ??

    Inadmissível.

    Ai, vi um buzão (articuladinho trocadinho cinza chumbo) com as portas abertas – Terminal Campo Limpo, entramos e perguntei ao cobrador se passava e dava desembarque na parada Eldorado do Corredor Rebouças, apesar de dar a informação que passava (tenho minhas dúvidas se dá o desembarque), ele falou por duas ou três vezes que a entrada era pela frente.

    Eu disse que sabia e perguntei por que ele estava estressado?

    Se desembarquei de um buzão cujo destino era o Terminal Pinheiros, porque passar de novo pela maldita catraca (a segunda agora dentro do buzão); mais uma coisa inútil, ou a integração acabou ??

    Diante do dissabor com o cobrador, resolvi ir de metro 4-Amarelo até o Terminal Butantã.

    Chegando no Terminal Butantã, qual a suuuuuuuuuuuuuuuurpresa ???

    Não tinha nenhum buzão sequer da fiscalizadora, nem “unzinho” só (tenho fotos que comprovam o Terminal sem nenhum buzão da fiscalizadora).

    Sorte que tinham dois EMTOSAs e aí fomos nós para casa, pois se dependesse do buzão da fiscalizadora …

    Depois, querem que o uso do buzão de Sampa aumente …

    Como ??

    Se até quem está a passeio e gosta do buzão se irrita com a ineficiência e espera de 27 minutos.

    A espera só não foi maior porque tinham dois EMTOSA e se eu não tivesse dinheiro no bolso e tivesse de utilizar o da fiscalizadora a espera seria no mínimo de mais 27 minutos.

    Ou seja, 54 minutos de lazer jogado fora, ou será que a fiscalizadora considera que esperar o buzão no domingo é lazer ???

    Sem contar que o BU não se comunica com o BOM.

    Precisa falar mais alguma coisa ????

    Quem presta um serviço desse, no mínimo tem de ser descredenciado e demitido por justa causa.

    Aliás cabe uma pergunta para finalizar:

    Para que serve a “fiscalizadora” ???

    Att,

    Paulo Gil

  3. Anderson disse:

    Ele poderia andar na 5110. A linha mais lotada de SP.

  4. Reclamaram tanto do Haddad, que queria tirar os cobradores, tome kkkkkkkkkkkkkk

  5. Andre Vieira becker disse:

    Ser prefeito anda de ônibus na Rebouças ê consolação ê começa analisar os táxi ai você vê como atrapalha os ônibus se a uber atende sem utilizar os corredores porque os táxi pode se tirar os táxi o trânsito de ônibus anda melhor meu nome é Andre sou motorista de ônibus faz uma experiência e faz votações com quem utiliza o ônibus at no metrô do Butantã os taxista fica esperando passageiro ê nós motorista tem que sair do corredor comessa a ficar como secreto la enfrente do metrô discreto ai você me fala fico muito grato se vocês quer o melhor escuta o povo muito obrigado Deus abençoe fica com deus

Deixe uma resposta