EXCLUSIVO: Diretor da Kaissara fala da transferência das linhas da Itapemirim e dos planos da nova empresa

ônibus Kaissara

Ônibus com o layout da Viação Kaissara, bem semelhante ao padrão da Viação Itapemirim. Empresa assumiu linhas de grande demanda e possui estratégias para ampliar atuação, inclusive com parcerias operacionais com outras companhias de ônibus. Divulgação – Kaissara

ENTREVISTA: Diretor da Kaissara explica planos da empresa e transferência de linhas da Itapemirim

Companhia de ônibus opera 68 linhas, algumas de destaque como em São Paulo, Minas Gerais, Curitiba e Rio de Janeiro e promete investir em fidelização dos passageiros

Notícias relacionadas

GREVE COLOCA EM DÚVIDAS DECLARAÇÃO DE DIRETOR DA KAISSARA SOBRE INDEPENDÊNCIA DA ITAPEMIRIM:

https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2015/10/11/greve-coloca-em-duvidas-declaracao-de-diretor-da-kaissara-sobre-independencia-da-itapemirim/

APÓS POLÊMICA COM GREVE, DIRETOR DA KAISSARA VOLTA A AFIRMAR QUE EMPRESA NÃO TÊM OS MESMOS SÓCIOS DA ITAPEMIRIM:

https://blogpontodeonibus.wordpress.com/2015/10/11/diretor-da-kaissara-volta-a-afirmar-que-empresa-e-a-itapemirim-nao-tem-os-mesmos-socios/

ADAMO BAZANI – CBN

Desde o último dia 04 de junho de 2015, a Viação Kaissara assumiu 68 linhas interestaduais da Viação Itapemirim, uma das maiores empresas de transportes do País com sede no Espírito Santo.

Muitas destas linhas de destaque e consideradas de maior demanda de passageiros, como São Paulo / Rio de Janeiro, São Paulo / Rio de Janeiro (via ABC Paulista), São Paulo / Curitiba, Rio de Janeiro / Curitiba, Salvador/ Rio de Janeiro, Brasília / Belo Horizonte, Rio de Janeiro / Curitiba.

A notícia da transferência das linhas chamou a atenção do mercado e gerou especulações sobre como ocorreu esta mudança e sobre os novos controladores da Kaissara.

Na manhã desta sexta-feira, 12 de junho de 2015, o diretor de operações da Kaissara, Fernando Santos, conversou por telefone com a reportagem do Blog Ponto de Ônibus sobre a transferência não apenas das linhas, mas de frota, estrutura operacional e trabalhadores que eram da Itapemirim. Também falou sobre os planos da companhia, como a criação de medidas para fidelização dos passageiros.

À frente da Kaissara, como gestores, estão Fernando Santos, que atuou em diversas empresas de transportes de carga e passageiros, a mais recente foi a própria Itapemirim, e a Marcos Correia, que cuida das questões financeiras, jurídicas e fiscais.

Por questão de estratégia de comunicação, a relação oficial dos empresários que controlam a companhia será divulgada em breve pela Kaissara.

A TRANSFERÊNCIA:

Fernando Santos disse que a Kaissara pertencia a empresários locais do Espírito Santo e que a empresa tinha um acordo de operação com a Itapemirim, mas nunca pertenceu integralmente à companhia fundada por Camilo Cola.

A transferência das linhas começou a ser concretizada no início deste ano.

“Houve uma relação comercial, adquirirmos linhas, estrutura como guichês e postos de apoio, absorvemos os funcionários e a assumimos a frota que era usada pela Itapemirim nestas linhas. Por questões estratégicas não vamos falar dos valores envolvidos, mas como toda a transição, as coisas ocorrem em etapas. A mais recente foi a resolução da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) que autorizou as operações” – disse Fernando Santos.

PARCERIAS COM OUTRAS EMPRESAS, FROTA, PINTURA E NOVA GARAGEM:

O período de transição ainda continua. Além de estruturas operacionais ao longo das estradas e de mercado quanto às vendas de passagens, a Kaissara pretende ampliar o leque de operações. Para isso deve firmar parcerias com empresas de ônibus de várias regiões do país usando estruturas e complementando serviços, entre estas companhias, por exemplo, estão a Viação Ouro e Prata, do Rio Grande do Sul, e a Rio Doce, de Minas Gerais.

Atualmente, a empresa usa a garagem que continua com a Itapemirim, em Guarulhos, na Grande São Paulo, mas futuramente deve ter uma sede própria na Capital Paulista ou na Região Metropolitana.

A Kaissara também vai continuar pelo menos nos próximos três anos, com o leasing operacional dos ônibus que pertencem ao Grupo JSL (Júlio Simões Logística), de Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo.

Fernando Santos nega, no entanto, que o Grupo JSL tenha participação societária na Kaissara.

“Após expirado leasing, verificaremos se é vantajoso continuar este modelo ou adquirir frota própria. Tudo vai depender do mercado” – disse Fernando Santos, diretor da Kaissara.

A pintura dos ônibus hoje operados pela empresa é bem semelhante a da antecessora Itapemirim. Segundo Fernando Santos isso ocorre por questões de custos, de tempo (não seria possível alterar toda a frota que veio da Itapemirim) e para minimizar os impactos para os passageiros acostumados com o “amarelo” da empresa fundada por Camilo Cola.

“Mas vamos consultar os busólogos (admiradores de ônibus), através até de concursos, para sugestões de novos layouts. Neste momento é estratégico manter a pintura semelhante, mas futuramente pode ser estratégico mudar” – informa Fernando Santos.

CONCESSÃO DA ANTT:

O negócio ocorre às vésperas de a ANTT – Agência Nacional de Transportes Terrestres iniciar o processo de autorização de quase 2 mil linhas interestaduais e internacionais em todo o País. A licitação destas linhas, que hoje são operadas por concessões precárias e provisórias, deveria ocorrer em 2008, para seguir o que determina Constituição de 1988 e a Lei de Licitações 8.666/93 sobre serviços de caráter público prestado por empresas privadas. Mas desde 2008, empresas de ônibus e governo federal travaram uma grande queda de braço. As companhias venceram. Elas não aceitavam o modelo da ANTT que dividia o sistema em 54 lotes dentro de 16 grupos por alegarem que a nova estrutura romperia um desenho operacional feito pelo mercado ao longo de 70 anos. Número de frota para os serviços e a taxa de ocupação dos ônibus também eram pontos de divergência entre o governo federal e as empresas.

A ANTT também havia proposto um modelo de subsídios cruzados, pelo qual, a empresa que assumisse uma linha lucrativa teria de operar um serviço que desse menos retorno, mas que tivesse importância social e de integração regional.

A ANTT agora não vai licitar lotes. O novo modelo de autorização será por linhas, semelhante ao que ocorre no mercado da aviação civil. Não há prazo final para a autorização, a linha é operada pela empresa enquanto estiver prestando um bom serviço.

“Já fizemos um estudo preliminar quanto a este novo marco regulatório e estamos prontos para quando ele entrar em prática” – garante Fernando Santos.

O intuito é ganhar a autorização dos atuais 68 trajetos quando houver o processo da ANTT.  Não estão descartados novos itinerários.

FIDELIZAÇÃO DE PASSAGEIROS:

O mercado de transporte rodoviário de média e longa distância está cada vez mais competitivo. A redução dos valores das passagens de aviões ao longo dos últimos 14 anos, o transporte clandestino por ônibus ilegais e um número maior de pessoas com veículos próprios fazem com que as empresas revejam as estratégias de atuação.

Para Fernando Santos, o principal caminho é “fidelizar” o passageiro.

“Vamos investir numa empresa humanizada, próxima das pessoas, da comunidade. As paradas ao longo dos trajetos vão ter novas parcerias, com estabelecimentos que ofereçam maior conforto. Ampliaremos salas VIP e criaremos programas de fidelidade de acordo com o uso das linhas oferecendo descontos, por exemplo” – complementa Fernando Santos.

A tecnologia, tanto em prol do passageiro com possibilidade de compras de bilhetes em mais espaços virtuais, como para o acompanhamento dos ônibus ao longo das linhas, é outra peça que a Kaissara promete mover bem no tabuleiro de xadrez do mercado rodoviário.

A relação das linhas operadas pela Kaissara, pela Resolução 4662/15 ANTT  você confere neste link:

KAISSARA-TRANSFERENCIA-ADAMO-BAZANI

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

58 comentários em EXCLUSIVO: Diretor da Kaissara fala da transferência das linhas da Itapemirim e dos planos da nova empresa

  1. Que venha para melhorar os transportes. As empresas de ônibus de viagem precisam mesmo renovar o atendimento. Não dá mais para aturara motorista, funcionário de guichê, bagageiros mal educados, com cara de entojo para o passageiro que paga o salário dele. Passageiro tem de ser cliente

  2. Leandro Mosqueira // 12 de junho de 2015 às 14:46 // Responder

    Parabéns Adamo pela reportagem. Tirou dúvidas e eliminou um monte de mentiras que vimos na internet feitas por pessoas má intencionadas e falsos admiradores de transportes que só usam as redes sociais para tumultuarem. Parabéns e vamos ver se a Kaissara vai ser de excelência mesmo.

  3. Valeu. Gostei da matéria

  4. Consultar busologos ?

  5. Amigos, boa noite.

    Mais uma página virada na história do buzão, afinal tudo é passageiro, menos o motorista e o cobrador.

    Embora o mistério ainda continue, não sei a história será conhecida pelo mercado um dia.

    As corres dão hipóteses.

    Mas uma coisa eu gostei e parabenizo a Kaissara; independentemente de quem for o novo dono.

    Mudaram a marca.

    Esta atitude, representa coragem, atitude e personalidade.

    Pois nos últimos anos muitas marcas famosas foram compradas e mantidas, mas o “carinho” com os produtos não foram mantidos.

    Outro dia pensei comigo mesmo; que sendo a marca um patrimônio das empresas esse formato
    deveria ser proibido, pois hoje várias marcas famosas ainda presente no mercado, não fazem juz as mesmas.

    Eu já abandonei muitas.

    Na minha opinião, o que a Kaissara fez é muito profissional.

    Se melhorar, é a Kaissara, se não; também é a Kaissara.

    Isso é personalidade.

    Diga-se de passagem, característica rara, na atualidade.

    PARABÉNS, KAISSARA !

    Agora é só tocar o barco, digo o BUZÃO

    Att,

    Paulo Gil
    “Buzão e Emoção é a Paixão”

  6. Amigos, boa noite.

    Com relação ao novo modelo (Autorização), que a ANTT irá utilizar em substituição ao processo licitatório (CF/88 e Lei 8.666/93), tenho duas dúvidas:

    1) Qual é o número da Lei ou Resolução ANTT que regula esse novo procedimento ???

    2) Há alguma discussão em alguma esfera judicial quanto a esse novo procedimento ser
    Constitucional ou Inconstitucional ????

    Caso item 2 seja negativo e caso já tenha ocorrido a decadência do direito de discutir o assunto judicialmente; por que não utilizar esse novo procedimento de autorização para os urbanos de todo o Brasil ????

    Afinal já está comprovado que o modelo de licitação não atende o urbano também; ou alguém ainda acredita nisso ????

    Adamo, parabéns pela matéria da Kaissara e sugiro que você estude se é viável uma matéria no sentido de discutirmos a aplicação do procedimento de “Autorização” para os Buzões urbanos do Brasil.

    Não conheço a fundo o modelo que será aplicado pela ANTT, mas esta parecendo exiquível, isso é muito bom para todos; inclusive para os passageiros.

    Fica ai a sugestão.

    Att,

    Paulo Gil

    • Tenho sérias dúvidas que a licitação vá mesmo trazer beneficios aos passageiros e aos profissionais, com certeza vindo do governo eles vão fazer de tudo para sacrificar as empresas e passageiros, eliminando linhas aumentando os gastos com isto preços irão subir, infelizmente não vejo uma solução razoável, e olha que sou um otimista. Mas a entrevista foi muito boa.

      • Matou a charada Capixaba,

        Esta caiçara e empresa de fuga de patrimônio da Itapemirim,quem vai acreditar que Itapemirim venderia somente as linhas rentáveis pra Kaissara e a Itapemirim ia ficar com as linhas de pouca rentabilidade, quem vai acreditar nisso,isto e golpe.

        Justiça, os funcionários vão ficar na mão de novo em país Brasil do jeitinho, justiça, Ministério Público, Ministério do trabalho. Alerta nas manobras sonegadoras de impostos e evasão de patrimônio, o Dr Camilinho á se mandou pros EUA.

        A lei mudou sobre concessões de linhas, mais esta obscuro esta transação, a resolução da ANTT nº ?

        Olha gente os funcionários demitidos desde o ano passado estão sem receber, eu sou um deles, desde 08 de Fev/16 sem um tostão, sem rescisão, sem contato da empresa, sem FGTS furado a 4 anos sem depósito, sem seguro desemprego e ainda doente, pois seria neste ano a minha aposentadoria e eles me mandaram embora e não ME PAGARAM NADA, apenas assinei o aviso, e a crise financeira é a mesma nas duas empresas, nem pagamento vencido e cestas básicas foram quitadas conosco, trabalhava na Mirim há 27,5 anos.

  7. Parabéns Adamo Bazani, como sempre, vc esta a frente das noticias, esclarecendo e acabando com noticias absurdas…… jornalismo de verdade….

  8. david custodio alves // 12 de junho de 2015 às 23:27 // Responder

    parabens kaissara vamos sentir saldade da itapemirim sou apaichonado por onibus

  9. Adilson Gonzaga da Costa // 13 de junho de 2015 às 12:56 // Responder

    ¨Parabéns ao Grupo Kaissara, que venham p/ somar no transporte rodoviário, que se possivel mantenham o mesmo padrão de qualidade do Grupo Itapemirim.
    Sucessos !!!!!!!

  10. José Carlos G. Soares // 13 de junho de 2015 às 14:00 // Responder

    É óbvio que nunca saberemos tudo que acontece no mundo dos negócios, mas a entrevista foi bem proveitosa, com vários esclarecimentos. Parabéns, Adamo.

  11. Adilson Gonzaga da Costa // 13 de junho de 2015 às 16:36 // Responder

    Boa tarde !!!
    Aos amigos apaixonados por ônibus, se alguem tiver alguma foto, noticiario da SAUDOSA Expresso Tereza Cristina Ltda de Belo Horizonte, se possivel me envie por Emaill, desde agradeço lhes
    Um abraço fraternal
    Adilson Gonzaga da COSTA
    adilsongonzaga68@hotmail.com.br
    31 8388 4244

  12. eu acredito até em cegonha a Kaissara não e da familia cola?, na verdade esta empresa o nome a caiçara foi criada pela itapemirim entre 2010, 2011 pra asumir linha cachoiro x campos RJ,agora adicionada K, 2 SS esta caiçara e empresa de fuga de patrimonio da itapemirim,quem vai acreditar que itapemirim venderia somentes as linhas rentavel a pra Kaissara ,ea Itapemirim ia só ficar com as linhas de pouca rentabilidade, quem vai acreditar nisso,isto e golpe.

    • Rafael de Oliveira Silva // 14 de junho de 2015 às 16:22 // Responder

      Talvez ela fez isso devido a licitação. Teria mais chance de continuar com as linhas e adquirir novas. Pois com certeza a Itapemirim perderia com a licitação. Com a nova empresa, pode competir. E também tenho a certeza que seus donos são ligados a familia cola. Està se adaptado a nova realidade.

      • José Carlos G. Soares // 14 de junho de 2015 às 19:19 //

        Rafael, não haverá licitação nas linhas interestaduais. A lei foi mudada. Agora o sistema é regido pela lei de concessões. Como no transporte aéreo.

    • concordo com voce Jonas, principalmente as linhas da propria terra natal dela passou para a kaissara, tem alguma coisa por traz disso.abraco.

      • Moacir Ferreira // 18 de junho de 2015 às 15:29 //

        Mais ainda: viram onde é a sede nacional da Kaissara? Cachoeiro do Itapemirim… Nao fosse a terra dos meus pais, diria que não tem nada de interessante lá, senão Roberto carlos, Rubem Braga e a Itapemirim…

        Pra mim,é pulo de gato. Itapemirim ja teve Penha e Sudeste. Vendeu. Agora pegou a propria Itapemirim, que é muito grande, e partiu em duas. Mais do mesmo.

      • Matou a charada Capixaba,

        Esta caiçara e empresa de fuga de patrimônio da Itapemirim,quem vai acreditar que Itapemirim venderia somente as linhas rentáveis pra Kaissara e a Itapemirim ia ficar com as linhas de pouca rentabilidade, quem vai acreditar nisso,isto e golpe.

        Justiça, os funcionários vão ficar na mão de novo em país Brasil do jeitinho, justiça, Ministério Público, Ministério do trabalho. Alerta nas manobras sonegadoras de impostos e evasão de patrimônio, o Dr Camilinho á se mandou pros EUA.

        Vão deixar assim!

    • Parabéns Jonas vc matou a charada! Isso que eles fizeram foi uma manobra pra fugir dos inúmeros processos trabalhistas e ainda tem inocente que acredita que a Kaissara é outra empresa, acorda gente para de deixar de ser enganado, Kaissara é = a Itapemirim é a mesma empresa não tem concorrência entre eles.

      • Muito bem falado, porque não ficar com as linhas produtivas e negociar as demais com o grupo Constantino, que assimilaria ao seu império de norte a sul com o aval do Ministério dos transportes?
        Ficando com a parte pior e menor certamente é com a intensão do calote.

  13. WILSON MARTINS DE SOUZA // 14 de junho de 2015 às 18:50 // Responder

    BOA SORTE E GRANDES NEGÓCIOS AOS ILUSTRES EMPRESÁRIOS

  14. Creio que a itapemirim não suportou mais seu tamanho, os tempos mudaram a arrecadação diminuiu e não consegue manter o “corpanzil” de uma mega empresa, Camilo Cola, muito inteligente como sempre, preferiu diminuir o tamanho de seu império se livrando de linhas dispendiosas e de muitos encargos trabalhistas saneando assim a sua Itapemirim para a nova realidade, lembrando que Camilo Cola é ex militar e sabe muito bem que às vezes para vençer uma guerra é preciso recuar do que avançar…às vezes é preciso perder uma batalha para vencer a guerra. Na verdade foi uma grande lipo aspiração, dessa forma a itapemirm ao invés de perigar falir se perpetuará por varias décadas ainda, os mais adaptados obtem o sucesso e é simplesmente isso que a itapemirm sabe fazer, sabe a ora de crescer e sabe a hora de emagreçer. Os entendedores entenderão. Abraços

    • Caro Wagner, falido o grupo Itapemirim já está há tempo. É preciso ter em mente que quem está no poder é a antiga esquerda, que aparelha quem ela quer, o que de fato aconteceu com o grupo julio simoes que absorveu as linhas da amarelinha falida. E mais, com o filho e o neto que o velho ex combatente da 2ª guerra tem, o que ainda resta não vai longe, basta ele descer a cova.
      O povo como sempre, admira e idolatra gananciosos espertos que ganham fortuna em detrimento da escravidão das massas, não tem idéia de quanta falcatrua e pessoas que foram reduzidas ao pó para que um só homem dominasse o mercado, mas Deus é bom, pois ainda em vida o velho está vendo tudo se esvaindo, começou pela ex-esposa que era sua grande companheira. da vida não se leva nada…não adianta colocar jóias e dinheiro no caixão.

  15. Jhonatan Ferreira Mello // 15 de junho de 2015 às 12:56 // Responder

    Parabéns Adamo pela excelente reportagem! A Kaissara (e a Mirim) foram expertas em contratar o Leasing para recuperar/criar capital de giro da cia, com custos reduzidos! Abraços

  16. bom se foi um bom negocio veremos nós passageiros, pôs a região sul e suldeste virou kaissara e a região norte e nordeste continua itapemirim. eles amarelos e nós passageiro não queremos ficar no vermelho sucesso nessa nova empreitada a direção da itapemirim e nova kaissara.

  17. Uma pena ver a toda-poderosa Itapemirim em decadência.
    Uma empresa que é um dos três maiores símbolos do estado do ES, ao lado do Roberto Carlos e da fábrica de chocolates Garoto.

  18. A primeira coisa que a nova (?) administração precisará dar atenção é quanto ao cumprimento de horários. Na linha que sempre uso, São Paulo – Caratinga, não existe horário, nem nas saídas, nem nas paradas, aliás exageradas, nem nas chegadas. Esse descumprimento já é incoerente desde nos horários previstos no próprio site da companhia, mesmo o da Kaissara, que acabei de verificar. Se você observa o horário de chegada à Caratinga e acessa o link de “informações” do trecho, verifica a total incoerência das informações.

  19. Fiquei sabendo que a Kaissara e de uma familia de cachoeiro que comprou parte da itapemirim.Mais tem muita coisa por traz disso que nao foi divulgado.

    • Os funcionários demitidos tanto de uma quanto da outra estão a ver navios sem liberação do FGTS e seus depósitos atrasados já á tempos, seguro desemprego e demais direitos, não dão a mínima para a Justiça trabalhista, vamos ver até quando.

    • Matou a charada Capixaba,

      Esta caiçara e empresa de fuga de patrimônio da Itapemirim,quem vai acreditar que Itapemirim venderia somente as linhas rentáveis pra Kaissara e a Itapemirim ia ficar com as linhas de pouca rentabilidade, quem vai acreditar nisso,isto e golpe.

      Justiça, os funcionários vão ficar na mão de novo em país Brasil do jeitinho, justiça, Ministério Público, Ministério do trabalho. Alerta nas manobras sonegadoras de impostos e evasão de patrimônio, o Dr Camilinho á se mandou pros EUA.

  20. Paul William Dixon // 31 de julho de 2015 às 22:31 // Responder

    Vou passar a usar outra empresa, talvez a 1001 ou a Cometa, nas minhas viagens.

  21. É triste saber que a Itapemirim está saindo fora de circulação , pois é uma das empresas mais famosas ,juntamente com a Viação Cometa , a Expresso Brasileiro , a São Geraldo , a 1001 , entre outras .
    Na minha opinião , o certo seria melhorar a qualidade da prestação de serviços , ou então , ser adquirida por algum grupo , e manter pelo menos o nome , assim como fizeram algumas empresas como a 1001 que manteve o nome da Cometa , por exemplo .

  22. MUITO BOM ESPERO QUE ELA FAZ QUE NEM A ITAPEMIRIM TRABALHA NO FRETAMENTOS TAMBÉM
    ANDRADE TURISMO AGENTE DE VIAGEM

  23. É Melhor o Sr Camilo Cola vender o Grupo Itapemirim,porque só assim já evetaria futuros atritos e represálias entre a família COLA por questões de heranças

  24. Vocês devem ser Todos parentes do CAMILO COLA a Kaissara é dele sim e esta deixando todos fucionarios na mão.Ou para os mais (. Instruídos abandonados salários atrasados e direitos trabalhista não pagos) nome de razão social só quer dizer dono diferente pra lei,o comando são sempre os mesmos.

  25. E nas palavras do Sr Emerson (em conversa telefônica no ônibus leito, falando com seu colega Élio, por mais de 30 minutos, após a meia-noite, enquanto todos os passageiros tentavam dormir), os motoristas tem de parar de se enrolar nas paradas e não ficar mais do que 20 min e se, por acaso, algum ônibus EVENTUALMENTE DEIXAR ALGUM PASSAGEIRO PARA TRÁS, ISSO É NORMAL!

    É esse tipo de gestor que comanda a nova frota que teve uma barrinha na frente do ônibus pintada de branco com a logo da Kaissara feita em Vinil. Uma belezura!!!!

    Enfim, depois de mais de 72 viagens pagas no trecho Curitiba x Sâo Paulo (dos quais a Kaissara comeu 4 pontos para que eu não pudesse emitir minha última passagem bonificada), virei cliente Cometa

    Adeus.

  26. Atenção Receita federal, Ministério Públicos, Polícia Federal, órgãos da justiça, Bancos Públicos (credores), sindicatos, fornecedores de toda cadeia logística e produtiva deste segmento de mercado fiquem de olhos bem… abertos! Em breve virá uma enxurrada de processos trabalhista, multas por sonegação, falta de caixa para pagar fornecedores etc… Enfim descoberto um golpe “semelhante” de grandes proporções ao que o Silvio Santos deu há anos e no final apareceu R$ 5bilhões de presente pra ele. E ele apenas se desfez do Banco Panamericano e enterraram o assunto. Tem cheiro de golpe no ar, e os agentes públicos tem que cair matando em cima para evitar que o patrimônio da Itapemirim suma e só sobrem dívidas e prejuízos generalizados. Daqui a pouco a Itapemirim pede concordata e põe sua frota a sucateada a leilão, pois os ônibus mais novos migraram pra Kaissara. O Camilo Cola já está com o pé na cova e vai morrer de velhice ante de ser condenado e a riqueza fica com herdeiros e o povo se lasca mais uma vez. Cadeia neles “now”!

    • Verdade pura, mas infelizmente o povo não consegue enxergar isso, tem mais puxa-sacos de plantão e admiradores de uma riqueza que foi construída na base de trapaças e mortes do que qualquer outra coisa..

    • Matou a charada Capixaba,

      Esta caiçara e empresa de fuga de patrimônio da Itapemirim,quem vai acreditar que Itapemirim venderia somente as linhas rentáveis pra Kaissara e a Itapemirim ia ficar com as linhas de pouca rentabilidade, quem vai acreditar nisso,isto e golpe.

      Justiça, os funcionários vão ficar na mão de novo em país Brasil do jeitinho, justiça, Ministério Público, Ministério do trabalho. Alerta nas manobras sonegadoras de impostos e evasão de patrimônio, o Dr Camilinho á se mandou pros EUA.

  27. Archimedson Cadette dos Santos // 15 de outubro de 2015 às 15:52 // Responder

    Saiu de Fortaleza-CE dia 02.12.2015: Irei, no Itapemirim ou Kaissara? Detalhe já comprei às passagens ida e volta, no nome Viação Itapemirim. Na verdade, quero é ser bem atendido.

  28. DJALMA PEREIRA DE LIMA // 13 de novembro de 2015 às 16:56 // Responder

    Ola sou Djalma Pereira de Lima tenho a CNH (D) estou tentando entrar para ária de transporte colectivos de passageiro fiz cursos de especialização SEST SENAT
    50 horas no mes 10/2015 mais 50 no escolar

  29. Eu não acredito em coelhinho da páscoa Itap.. ops Kaissara

  30. Kaissara, empresa de faixada para a Itapemirim poder rodar.
    A receita da Kaissara entra para a conta da Itapemirim, pois ela estava sem crédito e com todos seus CNPJ,s no SPC/Cerasa. Basta comprar uma passagem com cartão; a passagem sai em com formulário Kaissara e o comprovante de cartão em nome da Viação Itapemirim S/A. Estão dispensando os funcionários da Itapemirim e não pagando os direitos trabalhista.

  31. E Kaissara e da Itapemirim, a itapemirim da com dividas, e a Kaissara ta solida, ai ta passando tudo para a Kaissara.So nao ver quem nao que.

  32. se naõ é a mesma empresa porque a carteira dos motoristas continuam assinada pela itapemirin ?e trabalhando com uniformes da kaissara?

  33. Matou a charada Capixaba,

    Esta caiçara e empresa de fuga de patrimônio da Itapemirim,quem vai acreditar que Itapemirim venderia somente as linhas rentáveis pra Kaissara e a Itapemirim ia ficar com as linhas de pouca rentabilidade, quem vai acreditar nisso,isto e golpe.

    Justiça, os funcionários vão ficar na mão de novo em país Brasil do jeitinho, justiça, Ministério Público, Ministério do trabalho. Alerta nas manobras sonegadoras de impostos e evasão de patrimônio, o Dr Camilinho á se mandou pros EUA.

  34. Edmar Rodrigues da silva // 21 de abril de 2016 às 02:38 // Responder

    A empresa itapemirim está quebrando por causa dos gerentes que meteram a mao no dinheiro da empresa, pois tem gerente que tem até transportadora e empresa de onibus, será que estes gerentes tambem ganharam na loterias iguais os anões dos deputados do parlementar tambem.

  35. Francisco de Assis Bezerra // 26 de abril de 2016 às 21:21 // Responder

    gostaria de saber, quando a caiçara assumira as linhas da itapemirim no nordeste

  36. caros amigos , boa noite ,
    recentemente viajei em um onibus da mirim na ponte RIO X SÃO PAULO e o motorista me afirmou e confirmou que os ônibus como este a cima são locados da Julio Simões e os DD são locados de uma empresa de curitiba e ele me mostrou o documento do carro em que estávamos e no nome da JSL e outra coisa ele me confirmou que a kaissara é do grupo Camilo Cola,

  37. Edmar Rodrigues da silva // 6 de maio de 2016 às 22:19 // Responder

    Edmar Rodrigues da Silva
    Motorista – Categoria ( D )
    Casado, brasileiro, 52 anos.

    Rua Pérola, 792 – Novo Santa Cecília (Barreiro).

    CEP 30626-690 – Belo Horizonte – MG.

    Celular: (31)99205-6809.

    E-mail: edmarodrigues1@gmail.com

    Formação Escolar

    Ensino Fundamental Completo.

    Objetivo Profissional

    Desejo atuar como Motorista oferecendo meus conhecimentos, ajudando no desempenho e crescimento da empresa.

    Qualificações

    § Curso de direção defensiva;

    § Curso –Resolução 168

    § Curso Móppe;

    Experiência Profissional

    § Empresa: Viação Itapemirim S/A – De 07/04/2014 a 22/06/2015
    Telefone: (31)3036-2713 / (31)8947-3357
    Cargo: Motorista Rodoviário

    § Empresa: Transportadora Rodoviária Camilo Santos –

    De 12/04/2013 a 24/03/2014

    Tefone: (31)3308-8500
    Cargo: Motorista Rodoviário

    §.Empresa Irmão Del Rio Turismo Ltda.

    De 05/04/2011 a -01/11/2011

    Telefone-031-986581126

    Cargo-Motorista Rodoviário

    § Empresa: Gontijo Transportes LTDA

    De 06/12/2004 a 27/12/2006

    Cargo: Motorista Rodoviário

    § Empresa: Empa S/A. Serviço de Engenharia –

    De 08/04/2202 a19/07/2004

    Motorista de Caminhão

  38. Paulo Roberto Lima // 7 de novembro de 2016 às 08:22 // Responder

    Atualmente após de um ano perde-se os pontos adquiridos no plano fidelidade. Pra quem costuma usar a viação somente nas férias fica quase impossível ganhar um passagem, mesmo depois de muitos anos sendo fiel.

3 Trackbacks / Pingbacks

  1. Quando as “naves” da Itapemirim eram estrelas de TV | BLOG PONTO DE ÔNIBUS
  2. Diretor da Kaissara volta a afirmar que empresa e a Itapemirim não têm os mesmos sócios | BLOG PONTO DE ÔNIBUS
  3. Greve coloca em dúvidas se Kaissara e Itapemirim são empresas independentes | BLOG PONTO DE ÔNIBUS

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: