Santos analisa propostas de Piracicabana e Mobibrasil

ônibus

Ônibus municipal em Santos. Piracicabana e Mobibrasil têm propostas analisadas.

Piracicabana e Mobibrasil terão propostas avaliadas em Santos

Apenas as duas empresas ofereceram propostas. A Piracicabana já opera os serviços

ADAMO BAZANI – CBN

A licitação dos transportes municipais de Santos, no Litoral Sul de São Paulo, só atraiu duas interessadas: a Viação Piracicabana, da família Constantino e atual operadora,  e da Mobibrasil, de Niege Chaves, que opera em Recife, São Paulo e Diadema.

O principal critério para considerar a empresa vencedora é o menor preço da tarifa. O valor máximo estipulado pela CET – Santos é de R$ 3,30. As propostas foram entregues dia 15, mas para manter a competitividade e não atrapalhar o prosseguimento do processo licitatório, a prefeitura não revelou o valor de cada proposta.

Agora, a equipe técnica avalia a viabilidade financeira de cada empresa. A classificação será publicada no Diário Oficial do município.

Logo em seguida, será analisada a condição técnica de cada empresa, como disponibilidade de frota e experiência no setor de transporte de passageiros.

Haverá também uma sessão pública com a abertura dos envelopes com a documentação exigida das duas companhias, como certidões negativas de débitos fiscais e atestados de idoneidade.

Será exigida uma frota com idade média de 3,5 anos no primeiro ano de operação, 150 dos atuais 299 ônibus com ar-condicionado e sistema de w-fi em todos os veículos, como já ocorre com a Piracicabana.

O mercado aposta na permanência da empresa dos Constantino.

Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

7 comentários em Santos analisa propostas de Piracicabana e Mobibrasil

  1. Pedro Lucas Vieira // 16 de abril de 2015 às 21:20 // Responder

    APOSTO que irá dar Piracicabana na cabeça

  2. Amigos, boa noite.

    Vamos aguardar.

    Mas como e interessante so haver duas interessadas.

    Sera monopolio ???

    Dividam em 2 lotes.

    Quem tem um, nao tem nenhum.

    Tai uma boa ideia, contentaria a gregos e troianos.

    Att,

    Paulo Gil

  3. Difícil acreditar que essa disputa é real. Parece mais joguinho de comadres para evitar questionamentos. Eu te ajudo aqui você me ajuda ali e fica tudo lindo.

  4. William de Jesus // 17 de abril de 2015 às 00:36 // Responder

    Boa noite!

    Meus amigos, pela experiencia que tenho com a Mobibrasil, espero sinceramente que Santos continue com a Piracicabana.

    Imagine ter ônibus quebrados todos os dias, pessimos horários, conservação ruim…

  5. João Ayrton Lambiase // 25 de junho de 2015 às 22:11 // Responder

    Pelo com as empresas de onibus a familia Constantino dá continuidade, não mata, pura e simplesmente como fez fez com A MAIS RESPEITADA E QUEIRDA EM PRESA AÉRE A DE TODOS OS TEMPOS, A VARIG.

  6. quando o VLT fica ponto até dezembro, linhas de ônibus vai ter boldeação até fim de ano.

  7. Pra mim e tudo do mesmo saco. A mobi e do Constantino também só que está no nome de terceiros! A mobi em São Paulo está instalada na antiga garagem da transleste do Constantino na estrada do alvarenga, a imigrantes que estava no nome Constantino hj também se chama mobibrasil e está lá junto com a mobi São Paulo.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: